Menu
2019-10-14T14:28:52+00:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Queda de braço

Com o aval da OMC, os Estados Unidos vão impor tarifas sobre importações da União Europeia

O governo dos Estados Unidos venceu uma disputa com a União Europeia na OMC e, como resultado, irá sobretaxar US$ 7,5 bilhões em importações do bloco econômico

2 de outubro de 2019
19:02 - atualizado às 14:28
Estados Unidos e União Europeia
Estados Unidos e União Europeia - Imagem: Shutterstock

O cenário das disputas comerciais no mundo ganhou mais um desdobramento nesta quarta-feira (2): há pouco, o Escritório do Representante Comercial dos Estados Unidos (USTR, na sigla em inglês) anunciou que o país irá adotar tarifas adicionais sobre US$ 7,5 bilhões em importações da União Europeia.

  • Veja mais: Investidores comuns estão aprendendo como antecipar o movimento das ações com um dos maiores analistas técnicos do país. VAGAS LIMITADAS. Corra. Entre aqui.

Mas essa sobretaxação sobre os produtos do bloco europeu ocorre num contexto diferente da guerra comercial entre Estados Unidos e China. Desta vez, a ação do governo americano ocorreu com o aval da Organização Mundial do Comércio (OMC), que deu ganho de causa a Washington num processo movido contra a União Europeia.

No processo, os EUA acusavam as autoridades da UE de fornecerem subsídios aos aviões da Airbus, o que estaria prejudicando as exportações de aeronaves da Boeing e das demais empresas americanas do setor. Os debates sobre o caso se estenderam por quase 15 anos, chegando a uma conclusão nesta quarta-feira.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Com a decisão, a OMC permitiu que o governo americano impusesse tarifas sobre US$ 7,5 bilhões em importações da União Europeia, de modo a compensar as perdas decorrentes dos subsídios à Airbus. E as autoridades do país já manifestaram a intenção de colocar em prática as retaliações.

"Os EUA começarão a aplicar as tarifas aprovadas pela OMC sobre alguns produtos da União Euripeia a partir de 18 de outubro. Esperamos entrar em negociações com a UE para resolver esse tema de maneira a beneficiar os trabalhadores americanos", disse Robert Lighthizer, representante do USTR, em nota.

A OMC calculou a quantia de US$ 7,5 bilhões com base nos impactos negativos que os subsídios da UE causaram à divisão de aviação comercial da Boeing, não só em relação à competição dentro da Europa, mas também nos mercados da Austrália, China, Coréia do Sul, Cingapura e Emirados Árabes Unidos.

A decisão da OMC é definitiva e não cabe recurso por parte da União Europeia — assim, o bloco europeu não poderá adotar sobretaxas retaliatórias.

De acordo com o USTR, a maior parte das tarifas irá incidir em produtos da França, Alemanha, Espanha e Reino Unido, os países responsáveis pelos subsídios à Airbus. "Apesar de termos autorização para aplicar taxas de 100% sobre os bens, no momento os aumentos ficarão limitados a 10% em aeronaves comerciais e 25% em produtos agrícolas", diz o escritório.

A lista completa de artigos da União Europeia que serão sobretaxados pelos Estados Unidos pode ser vista aqui.

Nesta quinta-feira, 3, o presidente dos EUA comemorou a decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC) de permitir que o governo americano adote medidas retaliatórias contra a União Europeia. "Os EUA ganharam um prêmio de US$ 7,5 bilhões da OMC contra a União Europeia", postou em sua conta no Twitter.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Débito e crédito

Luiz Frias: o empresário da mídia que virou bilionário com as maquininhas

Conheça o herdeiro da Folha de S.Paulo e entusiasta da internet que revolucionou mercado de meios de pagamentos no Brasil com a PagSeguro

Ações para uma vida

Conheça os 5 maiores investimentos da carteira do bilionário Warren Buffett

Em junho deste ano, a holding de Warren Buffett detinha na carteira ações de 47 companhias. Mas cinco delas representavam 69% do total em valor de mercado. Confira quais são as queridinhas do “oráculo de Omaha”

QUER GANHAR DINHEIRO?

5 estratégias para lucrar na bolsa olhando apenas os gráficos

Quem souber interpretar esses movimentos pode ter insights valiosos sobre a tendência de preços.

Impasse sem fim

Hoje não? Hoje sim. Parlamento britânico volta a adiar votação sobre acordo do Brexit

Foi um duro golpe para primeiro-ministro Boris Johnson, que poderá se ver obrigado a pedir à União Europeia o adiamento da saída do Reino Unido

Sócios na bolsa

Banco do Brasil atrai mais de R$ 7 bilhões em recursos de pessoas físicas em oferta de ações

Uma parcela de 30% da emissão do Banco do Brasil foi destinada ao varejo, embora a demanda fosse suficiente para cobrir o total da oferta, de R$ 5,8 bilhões

O melhor do Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: Um novo modelo para o concurso público

Durante um bom tempo, se você digitasse “Banco do Brasil” no Google, a primeira palavra sugerida para a busca seria “concurso”. Ainda hoje o termo aparece bem à frente nas pesquisas do site do que “investimentos”, por exemplo. A estabilidade de uma carreira no serviço público continua sendo a aspiração de muita gente, ainda mais […]

Governança corporativa

Após vender Via Varejo, GPA dá novo passo para migrar ações ao Novo Mercado da B3

Pão de Açúcar publicou o primeiro aviso da oferta pública de aquisição (OPA) da Almacenes Éxito, que possui ações listadas na Colômbia, dentro da reestruturação das operações do grupo francês Casino na América Latina

Maquininhas de cartão

Luz verde! UBS inicia cobertura de ações da Stone com recomendação de compra

O preço-alvo para as ações da Stone, que são negociadas na Nasdaq, foi definido em US$ 42, o que representa um potencial de alta da ordem de 23%

Briga política

Bolsonaro quer processar deputado que o chamou de ‘vagabundo’

Em áudio vazado de uma reunião interna da legenda, o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir, também disse que vai “implodir” o presidente Jair Bolsonaro

Smartphone

Com iPhone 11 mais barato, Apple volta a atrair fila de lançamento

Preços do iPhone 11 ainda são salgados e variam entre R$ 5 mil e R$ 9,6 mil, mas estão um pouco abaixo de 2018, quando a Apple lançou o modelo XR por pelo menos R$ 5,2 mil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements