Menu
2018-09-22T12:31:25+00:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Eleições 2018

Datafolha: Bolsonaro lidera corrida, mas Haddad ganha fôlego

Bolsonaro foi de 26% a 28% nas intenções de voto; Fernando Haddad, do PT, foi de 13% a 16%

20 de setembro de 2018
6:52 - atualizado às 12:31
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, candidato pelo PSL, lidera intenções de voto com 28%, segundo Datafolha - Imagem: Shutterstock

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) continua à frente na corrida eleitoral, com 28% das intenções de voto, de acordo com pesquisa do Datafolha divulgada na madrugada desta quinta-feira (20). Anteriormente, o candidato tinha 26%.

Ao lado do capitão reformado do Exército, Fernando Haddad (PT) subiu de 13% a 16%. A nova pesquisa levantou uma nova preocupação ao mercado, colocando em cena novamente Ciro Gomes (PDT), que está empatado tecnicamente com o petista, com 13% das intenções.

Empatado com o pedetista no limite da margem de erro, está Geraldo Alckmin (PSDB), que manteve os 9%. Marina Silva (REDE), por sua vez, oscilou de 8% para 7% e está empatada com o tucano.

Difícil subir

Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) permaneceram com 3% e Henrique Meirelles (MDB) oscilou para 2%. Guilherme Boulos (PSOL) e Vera Lúcia (PSTU) também permaneceram com 1%. Cabo Daciolo (Patriota), João Goulart Filho (PPL) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram.

Votos brancos e nulos passaram de 13% para 12%. Não souberam ou não opinaram, de 6% para 5%.

A pesquisa do Datafolha foi encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela TV Globo. Ao todo, foram ouvidos 8.596 eleitores em 323 municípios de todo o país entre 18 e 19 de setembro. O nível de confiança é de 95%.

Lá no segundo turno...

Bolsonaro empata com Haddad (41% e 41%), com Alckmin (40% e 39%), Marina (41% e 41%), mas perde para Ciro (45% e 39%).

Rejeição

Bolsonaro teve leve queda na rejeição, de 44% a 43%. Já Haddad subiu de 26% a 29% enquanto a de Ciro foi de 21% a 22%. Marina foi de 30% a 32% enquanto a rejeição de Alckmin caiu de 25% a 24%.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

clima tenso

Europeus se dividem sobre risco ao Mercosul

Decisão do presidente francês, Emmanuel Macron, de obstruir um acordo comercial entre a União Europeia e o grupo Mercosul divide opiniões entre líderes mundiais

no g7

Acordo comercial com os EUA não será fácil, diz primeiro-ministro britânico

Boris Johnson citou carnes bovina e de cordeiro, travesseiros e fitas métricas como alguns dos produtos britânicos que têm entrada dificultada nos mercados dos EUA

um unicórnio entre os jovens

Tiktok: o app que faz sucesso entre a geração Z e fez da sua dona a startup mais valiosa do mundo

ByteDance é considerada a startup com o maior valor de mercado do mundo – são US$ 75 bilhões; estratégia se divide em diversas frentes, incluindo um app que ganha cada vez mais força entre jovens nascidos em meados dos anos 90 para cá

guerra comercial não para

Trump ameaça usar autoridade de emergência contra a China

Anúncio chinês de elevar as tarifas sobre US$ 75 bilhões em importações norte-americanas deixou o presidente dos EUA enfurecido

analisando a conjuntura

Recuperação esperada da economia global não aconteceu, diz presidente do Banco da Inglaterra

Mark Carney falou logo depois que o presidente Trump anunciou que estava endurecendo as tarifas sobre as importações chinesas

vem mais mudanças por aí?

Equipe econômica estuda atrelar remuneração da poupança à inflação

Após criar crédito imobiliário corrigido pelo IPCA, governo quer dissociar a rentabilidade da caderneta da Selic, para que a poupança acompanhe os indicadores usados nos empréstimos para a compra da casa própria

bombou na semana

MAIS LIDAS: Loucura, loucura, loucura!

De todos os programas criados pelos governos petistas, um dos mais polêmicos sem dúvida é o Bolsa Empresário, como ficou conhecida a política de financiamentos do BNDES a grandes empresas com juros bem camaradas. A estimativa é que os subsídios, ou seja, os recursos públicos usados para tornar esses empréstimos mais baratos, superaram os de […]

dinheiro na conta

Zuckerberg vende US$ 296 milhões em ações do Facebook em um mês

Desde abril, o CEO do Facebook não disponibilizava os papéis que detinha ao mercado; no ano, o bilionário vendeu 2,9 milhões de ações

olhos lá na frente

SulAmérica vende operações à Allianz por R$ 3 bi e ganha fôlego para crescer

Investimento é o maior já feito pela seguradora no Brasil e a coloca no patamar mais alto do que já teve

acusação de jornal

Amazon vende milhares de produtos irregulares nos EUA

Wall Street Journal diz que identificou na loja online brinquedos e medicamentos que eram vendidos sem os devidos avisos sobre os riscos de saúde a crianças

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements