Menu
Em negociação

Cosan negociou compra de participação da Previ na Vale, diz jornal

Negociação foi revelada pelo colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”; segundo colunista, conversas iniciadas no ano passado agora devem mudar de patamar após o tragédia de Brumadinho

18 de fevereiro de 2019
7:11 - atualizado às 17:09
A mineradora Vale
A mineradora Vale - Imagem: Shutterstock

O grupo Cosan, do empresário Rubens Ometto Silveira Mello, negociou a compra de uma participação na mineradora Vale.

As conversas, porém, segundo apurou o jornal O Estado de S.Paulo com duas fontes a par do assunto, foram encerradas no final do ano passado.

A negociação foi revelada pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Na edição deste domingo, ele publicou que as conversas iniciadas no ano passado agora devem mudar de patamar após o tragédia de Brumadinho.

Dona da ferrovia Rumo e sócio da Raízen, de combustíveis (na qual é sócia da multinacional Shell), a Cosan tem avaliado nos últimos meses possibilidades de fazer investimentos. Com esse intento, em agosto e setembro do ano passado a companhia se aproximou da Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, para avaliar a possibilidade de comprar uma fatia da instituição na Litel.

A Litel é a holding que reúne, além da Previ, os fundos de pensão Petros (dos funcionários da Petrobras), Funcef (da Caixa Econômica Federal) e Funcesp (da Cesp, Companhia Energética de São Paulo). A Previ tem 80,6% da Litel que, por sua vez, detém 21,3% da Vale.

Segundo apurou a reportagem, o negócio não foi à frente porque a Cosan teria de fazer um desembolso muito grande para comprar a fatia da Previ na Vale. Só o pedaço da Litel era avaliado em R$ 70 bilhões no fim do ano passado.

Os acionistas da Cosan avaliaram que o alto desembolso pela fatia da Litel não compensaria o investimento, uma vez que o poder de influência na mineradora seria pequeno. A aquisição de uma fatia menor também chegou a ser avaliada.

As sondagens para a compra dessa participação ocorreram entre agosto e dezembro do ano passado, segundo fontes.

O grupo de Rubens Ometto, depois dessas conversas, segue avaliando negócios para fazer investimentos. Segundo fontes a par do assunto, a companhia está olhando ativos que façam sentido aos negócios do grupo, sem especificar quais seriam. Procurada, Cosan não comentou. A Previ não retornou os pedidos de entrevista.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Resistências no governo

Para ministro, não pode haver ‘precipitação’ nas privatizações

Há resistências para a privatização de estatais como os Correios e a Eletrobrás; apesar disso, desestatização da Eletrobrás avança

Obstáculos

Plano de privatizações de Guedes esbarra em resistência nos ministérios

As maiores resistências vêm dos ministérios de Ciência e Tecnologia, Agricultura, Minas e Energia e Infraestrutura

Aviação

Segundo NYT, outro jato da Boeing pode ter problemas de segurança: o 787 Dreamliner

Segundo reportagem do New York Times, na fábrica do 787 na Carolina do Sul são comuns os casos de resíduos metálicos e ferramentas esquecidos dentro de aeronaves, além de peças defeituosas instaladas; até chiclete segurando o acabamento de uma porta já foi encontrado

O LEMA DE SÃO TOMÉ

Por que os gringos estão com o pé atrás em relação ao Brasil e à bolsa?

Apesar de o Ibovespa acumular alta em 2019, o fluxo de recursos estrangeiros para a bolsa no mercado à vista está negativo. Com a reforma da Previdência avançando aos trancos e barrancos, os gringos estão como São Tomé: só acreditam vendo

Transparência

Guedes defende mesma transparência do Copom para política de preços da Petrobras

Em entrevista, ministro voltou a defender que a estatal é livre para definir os preços

Petróleo

ANP nega mais prazo à Petrobras; campos terrestres irão para oferta permanente

Agência reguladora negou mais prazo para a estatal apresentar um plano de desativação de campos terrestres que não estão em produção há mais de seis meses

BOMBOU NA SEMANA

MAIS LIDAS: Siga o dinheiro

A vida dos milionários costuma fascinar as pessoas que ainda não chegaram e talvez nunca cheguem lá. Esse é o tipo de tema que costuma despertar as paixões humanas: admiração, inveja, raiva ou simplesmente a questão aspiracional. Quem não nasceu em uma família endinheirada certamente já pensou em como seria a sua vida se fosse […]

Atualização

Avianca cancela mais de 1.300 voos até dia 28

Guarulhos, Brasília e Galeão são os aeroportos mais prejudicados pelos cancelamentos. Já Congonhas e Santos Dumont parecem ter sido poupados

Entrevista

‘O Brasil precisa apressar o passo nas reformas’, diz conselheiro de Paulo Guedes

Para Carlos Langoni, Brasil precisa se apressar porque o processo de “desaceleração sincronizada” da economia mundial impõe desafios ao país. Confira na entrevista

Piora nas contas

Déficit estrutural do setor público chega a 0,7% do PIB em 2018

Devido à deterioração das contas dos Estados e municípios, movimento de melhora das contas públicas pelo resultado oficial não aconteceu no estrutural, que apresentou piora no ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

GUIA GRATUITO

Como declarar seus investimentos no IR 2019