Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-07-16T20:20:32+00:00
Seu Dinheiro na sua noite

Como será o amanhã?

16 de julho de 2019
20:20
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Responda quem puder. Aliás, todas as suas decisões de investimento deveriam ter essa pergunta em mente. É com base no que será o amanhã, ou na ideia de cada um sobre o amanhã, que funciona o tal mercado financeiro.

Bola de cristal, jogo de búzios, cartomante… Na canção que ficou famosa na voz da Simone, a cigana lê o destino. Já quem é pago para administrar o dinheiro dos investidores em geral se vale da interpretação dos cenários para a economia.

Quanto mais incerto for esse cenário, menor a propensão dos investidores a se expor em aplicações de maior risco. Mas as variáveis que podem afetar essas projeções - para o bem ou para o mal - são tantas que esse trabalho muitas vezes requer uma certa dose mística.

Quem enxergou lá atrás que a reforma da Previdência caminharia no Congresso e decidiu aumentar a exposição à bolsa se deu bem - pelo menos por enquanto. Do começo do ano para cá, o Ibovespa acumula alta de 18%, ou quase três vezes o que a renda fixa deve entregar em 2019.

Com o avanço da reforma, os gestores de fundos globais que ainda estavam receosos com o país decidiram lustrar a bola de cristal. Para você ter uma ideia, no mês passado apenas 48% deles acreditavam que a bolsa brasileira encerraria este ano acima dos 110 mil pontos. Já no levantamento mais recente realizado pelo Bank of America Merrill Lynch (BofA), esse percentual aumentou para 90%.

O Eduardo Campos teve acesso à pesquisa do banco americano e conta para você o que os responsáveis por administrar quase US$ 600 bilhões esperam para o Brasil e também para a economia internacional.

Caverna do dragão

Por falar em prever o futuro, uma das gestoras de fundos mais respeitadas do país engrossou o coro dos que apostam em um ciclo mais agressivo de corte de juros. Estou falando da SPX, de Rogério Xavier, que projeta uma redução de meio ponto percentual na Selic já na próxima reunião do Copom. Mas isso não significa que a SPX esteja muito otimista com os rumos da economia global. Em sua carta mensal, a gestora estrelada fala em "leões sem dentes" e um “dragão de gelo". O que isso quer dizer?Confira na matéria da Bruna Furlani.

Entrando no clube

Groucho Marx já dizia que nunca faria parte de um clube que o aceitasse como sócio. Na bolsa, existe um clube bem restrito, o das ações que compõem o Ibovespa. A B3 calcula os papéis que fazem parte do indicador a cada quatro meses com base em uma série de critérios, como o volume financeiro negociado nos pregões. A próxima carteira do índice só entra em vigor em setembro, mas os analistas do BTG Pactual já calcularam duas ações que devem ingressar no índice. Eu conto para você quais são elas nesta matéria.

É devagar, é devagar...

Assim que o pregão de hoje foi encerrado, o Victor Aguiar não aguentou a ironia e comentou aqui na redação que a bolsa fechou o dia com uma queda “super significativa” de 0,03%. Tem sido assim nos dias que se sucederam à aprovação em primeiro turno da reforma da Previdência no plenário da Câmara, como se os investidores tivessem entrado em um modo “Martinho da Vila”. E olha que não faltou notícia para mexer com os mercados, como você pode conferir na nossa cobertura .

Vendo, não nego

Ao tomar posse como presidente do BNDES, Gustavo Montezano tratou logo de fazer uma lista de prioridades que o banco terá no segundo semestre. Entre as metas, algumas pareceram audaciosas, como a venda de R$ 100 bilhões em participações na bolsa. Há também a proposta de devolver uma boa quantia ao Tesouro Nacional, dentro da estratégia de “despedalar” o banco. Saiba mais sobre os planos do novo presidente do BNDES nesta reportagem.

Seria a volta por cima?

A operadora de telefonia Oi perdeu para a Odebrecht o nada honroso título de maior recuperação judicial da história do país. Mas a empresa ainda luta para sair do buraco e hoje apresentou um plano estratégico, no qual pretende arrecadar entre R$ 6,5 bilhões e R$ 7,5 bilhões com a venda de ativos, o que seria equivalente a 70% do seu valor de mercado. Leia mais detalhes sobre o plano da companhia e também a reação dos investidores na bolsa

Cuidado com os “xeroque rolmes”

No mundo das redes sociais, “xeroque rolmes” é aquela pessoa que faz algum comentário muito óbvio. Trata-se de uma ironia com o famoso detetive criado pelo escritor britânico Sir Arthur Conan Doyle. Mas eis que em meio à alta da bolsa começaram a pipocar vários sabichões no mercado. É claro que a popularização do conteúdo sobre finanças é muito bem vinda, mas o nosso colunista Felipe Miranda alerta para pelo menos três ideias que podem levar você a tomar péssimas decisões. Vale a leitura!

As luzes e os gráficos

Aos olhos do nosso colunista Fausto Botelho, o S&P500, principal índice de ações da bolsa de Nova York, acendeu um sinal amarelo de atenção. Mas ele acredita que o Ibovespa deve seguir em tendência de alta, a menos que os gringos atrapalhem a festa. Além de comentar sobre as bolsas daqui e dos EUA, o Fausto faz uma análise sobre onde podem chegar os papéis de grandes bancos e de companhias importantes listadas na B3, sempre com base na análise gráfica. Então, aperte o play e confira o vídeo.

Uma ótima noite para você!

 

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

lista vip

BNDES divulga nomes de compradores de jatinhos da Embraer

Na última quinta, Bolsonaro disse que revelaria quem comprou jatinhos com recursos do banco estatal e fez referência ao apresentador Luciano Huck, que havia criticado o governo

Mais perdas

Ibovespa abre em queda de mais de 1%, pressionado pelo exterior, e volta aos 98 mil pontos

O Ibovespa tem mais um dia de desempenho negativo, ainda afetado pela maior aversão ao risco no exterior. O dólar à vista segue na faixa de R$ 4,06

tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Dólar a R$ 4? Acostume-se…

Um conjunto de forças paralelas puxa as cotações das moedas do mundo para um lado e para o outro. São as taxas de juros, perspectivas de crescimento das diferentes nações, apetite das empresas por negócios internacionais, crises políticas em todos os cantos do mundo e até mesmo o Twitter de autoridades como Donald Trump. Com […]

dinheiro no caixa

B2W propõe aumento de capital de R$ 2,5 bi

Serão 64 milhões de novas ações ordinárias, ao preço de R$ 39; empresa quer acelerar o processo de transformação rumo a uma plataforma digital híbrida

subiu o tom

Maior acionista da Oi pede troca de presidente

Gestora de investimentos GoldenTree Asset Management manifestou preocupação com as finanças da operadora e pediu saída de Eurico Teles

crise no posto ipiranga

Lava Jato ignorou repasse de Guedes em denúncia contra empresa de fachada, diz jornal

Segundo a Folha de S. Paulo, força-tarefa detectou pagamento de R$ 561 mil, mas só acusou outras firmas

sem dinheiro

Receita pode parar sistema de CPF e restituição

Arrecadação de tributos, emissões de certidões negativas, controle aduaneiro e operações de comércio exterior também serão afetados, assim como o envio de cartas de cobrança aos devedores do fisco

de mudança

Medida Provisória oficializa mudança do Coaf para o Banco Central

Segundo porta-voz, Coaf será uma “unidade de inteligência financeira” que não perderá o caráter colaborativo com outros órgãos e manterá o perfil de combate à corrupção.

olho na vale

CVM abre inquérito contra executivos da Vale por tragédia de Brumadinho

Investigação é sobre deveres dos executivos em relação a acionistas e investidores; rompimento da barragem matou 248 pessoas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements