Menu
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Vídeo

Como investir no Tesouro Direto: o que você de fato precisa fazer para abrir conta e começar a negociar títulos públicos

Neste vídeo, eu te explico o passo a passo para abrir conta e finalmente começar a comprar títulos públicos on-line

29 de março de 2019
9:03 - atualizado às 15:46

O Tesouro Direto é o programa do Tesouro Nacional para as pessoas físicas negociarem títulos públicos por conta própria. O investimento em títulos públicos é um dos primeiros passos dos brasileiros no mundo dos investimentos, logo assim que saem da poupança. Ele atrai pelo seu baixo custo - apenas 0,25% ao ano de taxa de custódia obrigatória, paga à B3 -, aplicação inicial baixa - apenas R$ 30 - e boa rentabilidade. No vídeo a seguir, eu te explico o passo a passo de como investir no Tesouro Direto:

Leia a seguir a transcrição do vídeo.

Como investir no Tesouro Direto

Investir no Tesouro Direto é uma ótima maneira para as pessoas físicas saírem da poupança e darem o primeiro passo no mundo dos investimentos. E, na verdade, é um investimento indicado para qualquer perfil de investidor - dos iniciantes aos avançados, dos conservadores aos arrojados. Se você ainda não sabe como investir no Tesouro Direto, nesse vídeo eu vou te explicar.

O Tesouro Direto é o programa do Tesouro Nacional para a pessoa física comprar e vender títulos públicos federais por conta própria. Por meio de uma plataforma on-line, qualquer investidor pode negociar títulos diretamente com o Tesouro. O investimento mínimo é de apenas R$ 30, desde que esse valor não seja menor do que 1% do preço de um título. E o investimento é garantido pelo governo federal, ou seja, é mais seguro que a poupança.

Mas como investir? É simples: basta abrir uma conta numa corretora de valores e, na hora de preencher o cadastro, se habilitar para investir no Tesouro Direto. Você deve preferir as corretoras que não cobram taxa de administração, tecnicamente chamada de taxa de agente de custódia. No site do Tesouro Direto você encontra uma lista atualizada de todas as corretoras que não cobram taxa.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Hoje em dia é muito fácil abrir conta em corretora. Todo o processo pode ser feito on-line, e quando for preciso enviar algum documento, ele pode ser digitalizado e mandado por e-mail. Outra coisa que facilitou muito o investimento no Tesouro Direto foi o fato de que as corretoras de todos os grandes bancos deixaram de cobrar taxa de administração. Se você abre conta na corretora do seu banco, se livra dos custos de DOC e TED, e fica muito mais tranquilo programar transferências pra investir todo mês.

O custo de transferência, aliás, é uma coisa para se ficar atento. É muito melhor conseguir transferências gratuitas para a sua corretora. É bom ficar de olho também nas funcionalidades que a instituição financeira oferece. Ou seja, se tem como fazer investimentos programados, e se o sistema é integrado ao Tesouro Direto. Se for, você vai fazer as transações na própria plataforma on-line da corretora; se não, vai ser preciso acessar o site do programa.

Finalmente, ao se habilitar para investir no Tesouro Direto, você vai ter que cadastrar uma senha na CEI, a Central Eletrônica do Investidor, da B3. É nessa central que você vai poder ver se os títulos que você comprou tão bem guardadinhos na bolsa de valores, como tem que ser.

Gostou do vídeo? Então assina o nosso canal de YouTube, e não se esquece de clicar no sininho pra receber as nossas notificações. E pode deixar as sugestões e dúvidas nos comentários.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Resistências no governo

Para ministro, não pode haver ‘precipitação’ nas privatizações

Há resistências para a privatização de estatais como os Correios e a Eletrobrás; apesar disso, desestatização da Eletrobrás avança

Obstáculos

Plano de privatizações de Guedes esbarra em resistência nos ministérios

As maiores resistências vêm dos ministérios de Ciência e Tecnologia, Agricultura, Minas e Energia e Infraestrutura

Aviação

Segundo NYT, outro jato da Boeing pode ter problemas de segurança: o 787 Dreamliner

Segundo reportagem do New York Times, na fábrica do 787 na Carolina do Sul são comuns os casos de resíduos metálicos e ferramentas esquecidos dentro de aeronaves, além de peças defeituosas instaladas; até chiclete segurando o acabamento de uma porta já foi encontrado

O LEMA DE SÃO TOMÉ

Por que os gringos estão com o pé atrás em relação ao Brasil e à bolsa?

Apesar de o Ibovespa acumular alta em 2019, o fluxo de recursos estrangeiros para a bolsa no mercado à vista está negativo. Com a reforma da Previdência avançando aos trancos e barrancos, os gringos estão como São Tomé: só acreditam vendo

Transparência

Guedes defende mesma transparência do Copom para política de preços da Petrobras

Em entrevista, ministro voltou a defender que a estatal é livre para definir os preços

Petróleo

ANP nega mais prazo à Petrobras; campos terrestres irão para oferta permanente

Agência reguladora negou mais prazo para a estatal apresentar um plano de desativação de campos terrestres que não estão em produção há mais de seis meses

BOMBOU NA SEMANA

MAIS LIDAS: Siga o dinheiro

A vida dos milionários costuma fascinar as pessoas que ainda não chegaram e talvez nunca cheguem lá. Esse é o tipo de tema que costuma despertar as paixões humanas: admiração, inveja, raiva ou simplesmente a questão aspiracional. Quem não nasceu em uma família endinheirada certamente já pensou em como seria a sua vida se fosse […]

Atualização

Avianca cancela mais de 1.300 voos até dia 28

Guarulhos, Brasília e Galeão são os aeroportos mais prejudicados pelos cancelamentos. Já Congonhas e Santos Dumont parecem ter sido poupados

Entrevista

‘O Brasil precisa apressar o passo nas reformas’, diz conselheiro de Paulo Guedes

Para Carlos Langoni, Brasil precisa se apressar porque o processo de “desaceleração sincronizada” da economia mundial impõe desafios ao país. Confira na entrevista

Piora nas contas

Déficit estrutural do setor público chega a 0,7% do PIB em 2018

Devido à deterioração das contas dos Estados e municípios, movimento de melhora das contas públicas pelo resultado oficial não aconteceu no estrutural, que apresentou piora no ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu