Menu
2019-04-05T10:40:36+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Oito europeus no TOP 10

Com Suíça no topo, Europa domina ranking dos países com maior potencial de talentos empreendedores

Estudo divulgado pela Insead mostra que as classificações mais altas estão associadas a níveis de renda mais elevados nas nações; Brasil ocupa a 72ª posição

21 de janeiro de 2019
16:08 - atualizado às 10:40
europa-bandeiras
Europa se firma como potência mundial de talentos - Imagem: Shutterstock

Mesmo sendo considerada por muitos o símbolo do "velho mundo", a Europa segue como principal polo mundial de talentos empreendedores. O Índice Global de Competitividade por Talentos de 2019, divulgado pela Insead, revelou que apenas dois países não-europeus estão entre as dez nações mais bem classificados no ranking. Na liderança da lista está a Suíça, seguida por Cingapura e Estados Unidos.

O estudo mostra que as melhores classificações estão associadas a níveis de renda mais elevados nas nações. No geral, economias mais ricas têm estabilidade para investir em ensino permanente, reforçando qualificações, atraindo e retendo talentos globais.

De acordo com o relatório, o que sustenta o título de potência de talentos da Europa são grandes universidades e um setor educacional forte. Questões sobre o tema talentos se tornaram uma preocupação generalizada para empresas, nações e cidades, onde o desempenho dessas pessoas é visto como um fator fundamental para o crescimento e a prosperidade.

Na contramão desse fluxo, o documento aponta que países da Ásia, América Latina e África observaram uma erosão progressiva de suas bases de talentos, fator que justifica um desempenho ruim no ranking global. O Brasil, por exemplo, aparece apenas na 72ª posição, com 37,57 pontos, apesar de ser um dos destaques regionais em talentos.

Foco nos empreendedores

O relatório da Insead de 2019 passou a avaliar de modo especial o desenvolvimento do chamados "talentos empreendedores". Na avaliação foram consideradas variáveis como o encorajamento, o cultivo e o desenvolvimento dos talentos no mundo e como isso afeta a competitividade relativa de economias diferentes.

Os resultados também apontaram que novos métodos estão surgindo para estimular talentos empreendedores e intraempreendedores, bem como empregados preparados para o futuro.

Ranking por cidade

Outro ponto que chama a atenção no relatório é o fato de as cidades, mais do que os países, exercerem papéis mais fortes como centros de talentos. Os dados mostram que a importância crescente dos municípios se deve à alta capacidade de mutação e flexibilidade em sua legislação, com políticas econômicas em menor escala que podem ser implementadas e alteradas de forma mais ágil.

Nesse sentido, a Insead também elaborou um ranking das cidades mais atraentes para talentos empreendedores. O topo do ranking em 2019 ficou com Washington, seguida por Copenhague, Oslo, Viena e Zurique. O relatório mostra que a posição da capital estadunidense é reflexo do seu forte desempenho em quatro dos cinco pilares medidos na pesquisa: "ser global", "atrair", "crescer" e "capacitar".

Entre as cidades brasileiras, São Paulo é a mas bem posicionada no ranking. A capital paulista aparece na 88ª posição, com 30,9 pontos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

será que vai?

Guedes não mostrou proposta de privatização da Petrobras, diz Bolsonaro

Ontem, reportagem disse que o governo quer concluir a venda da estatal até 2022; as ações da Petrobras dispararam

mais um que passou

Câmara aprova projeto que permite posse de arma em toda a propriedade rural

Projeto segue para Bolsonaro sancionar ou vetar; regra atual diz que posse só é permitida na sede da propriedade

Bolsa

Ação da Telebras dispara com privatização no radar, mas não deveria

Com a alta de mais de 60% ontem na bolsa, o valor de mercado da Telebras na bolsa passou para mais de R$ 1,9 bilhão, mas os resultados da estatal nem de longe justificam toda essa euforia. E os minoritários ainda correm o risco de diluição

O paraíso dos especuladores

Você prefere ser um abutre rico ou um argentino quebrado?

A Argentina jamais se soergueu ao governo peronista. Tornou-se a pátria da inflação, dos choques heterodoxos, das reformas monetárias e das moratórias – e o paraíso dos especuladores.

Mercado entre estatais e BCs

Mercado fez a festa com notícia “requentada” sobre privatização de empresas estatais, mas agora aguarda ata do BCE e discurso em Jackson Hole

Com acordo

Senado aprova MP da liberdade econômica sem previsão de trabalho aos domingos

Governo preferiu recuar e concordar com a retirada da autorização para trabalho aos domingos para garantir a votação da medida a tempo

Seu Dinheiro na sua noite

Temporada de caça às estatais

Uma das críticas mais recorrentes ao governo nesse começo de gestão Bolsonaro foi a aposta de todas as fichas na reforma da Previdência. Durante os longos meses de tramitação da proposta na Câmara, o país ficou praticamente parado. O saldo do projeto aprovado pelos deputados e que agora está no Senado revelou-se até melhor do […]

Dinheirinho na mão

Saque do FGTS terá impacto mais importante na renda de Norte e Nordeste

Saques médios a serem liberados representam 21,5% da renda habitual média da região Nordeste, e 20,1% da renda habitual média do Norte

Um pente-fino

Quais são e como atuam as empresas que o governo pretende privatizar

Equipe econômica de Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira as empresas que serão os novos alvos do governo nas privatizações do segundo semestre

Assunto que interessa

Câmara instala comissão especial para analisar novo marco legal para saneamento

Proposta será relatada pelo deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) e o presidente do colegiado será o deputado Evair de Melo (PP-ES)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements