Menu
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Em recuperação

Bolsonaro deve deixar hospital hoje, mas agenda ainda será restrita

Após ter alta do hospital, o presidente retornará a Brasília e terá de manter um ritmo moderado de trabalho, conforme recomendações médicas

13 de fevereiro de 2019
7:05 - atualizado às 15:51
Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante entrevista para o jornal do SBT - Imagem: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro deve ter alta do hospital nesta quarta-feira, 13, segundo informações do médico Antonio Luiz Macedo, que acompanha sua recuperação.

Bolsonaro está internado há 17 dias no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde foi submetido ao procedimento de retirada de uma bolsa de colostomia.

De acordo com o médico, o presidente está “excelente” e muito bem-humorado. Ontem, Bolsonaro deu sete voltas de 40 metros cada uma durante caminhada pelo corredor do hospital, sem precisar de ajuda de andador e de enfermeiros.

Após ter alta do hospital, o presidente retornará a Brasília e terá de manter um ritmo moderado de trabalho, conforme recomendações médicas. Bolsonaro deverá ficar alguns dias em sua residência, no Palácio da Alvorada, para só depois voltar a despachar do Palácio do Planalto. “Ele voltará em um ritmo tranquilo, moderado”, disse o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros.

O presidente já pediu para adaptar um gabinete de trabalho no Alvorada para poder receber ministros de sua equipe e despachar sem precisar se deslocar até o Planalto.

‘Evolução’

Embora o cirurgião da equipe médica tenha confirmado a previsão de alta para esta quarta-feira, o boletim divulgado nesta terça-feira pelo hospital não fazia menção à data de saída de Bolsonaro do hospital. Segundo o comunicado, o presidente “mantém boa evolução clínica, está afebril, sem dor abdominal e o quadro pulmonar encontra-se em resolução”.

Ainda de acordo com o boletim, Bolsonaro “segue com dieta leve e suplemento nutricional, com boa tolerabilidade” e “prossegue realizando exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular, alternados a períodos de caminhada”. As visitas permanecem restritas.

Nesta terça-feira, Bolsonaro não despachou nem recebeu visitas de ministros. No entanto, participou, “por telefone”, de um encontro entre o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, que se reuniram em Brasília.

De acordo com a assessoria do Planalto, o presidente não fez qualquer menção à alta médica. Pediu ainda para repetir no jantar o cardápio que comeu no almoço: sopa, macarrão leve à bolonhesa e fruta cozida. À tarde, Bolsonaro tomou um lanche com chá, torrada e bolacha. Especialistas em cirurgias como a dele dizem que a evolução da alimentação é um dos pontos-chave para a melhora do quadro dos pacientes.

Antes mesmo do diagnóstico de pneumonia, o Palácio do Planalto já esperava que Bolsonaro voltasse a Brasília com uma rotina controlada. A situação intensificou a recomendação médica. “Com a pneumonia, fica muito debilitado. Quando ele retornar, tem que retornar mais devagar e, pouco a pouco, voltar ao ritmo normal de chegar às 8 horas e sair do Palácio do Planalto à noite”, afirmou o porta-voz, Rêgo Barros.

Retorno

Segundo interlocutores, Bolsonaro está incomodado com o tempo ausente e quer retomar logo o comando do País. Ele tem dito que tem “necessidade de estar em Brasília” e está “agoniado” para voltar. O avião da FAB que o transportará de São Paulo para Brasília já está preparado caso a alta seja confirmada para esta quarta-feira.

Internado desde 27 de janeiro, Bolsonaro passou por uma cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal e, durante a recuperação, foi diagnosticado com pneumonia. O quadro de saúde fez a equipe médica estender a internação. Nesta quarta-feira, termina o período de medicação com antibióticos administrados para conter a infecção pulmonar.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Disputa pelos ares

Cade analisará Latam e Gol no caso Avianca

Órgão de defesa da concorrência abre processo para investigar conduta anticompetitiva de Gol e Latam. A suspeita é que companhias tenham entrado na disputa de forma a tirar a Azul da jogada

Vídeo

Por que a política tem tanta influência na bolsa brasileira?

Nas últimas semanas, canetadas presidenciais mexeram com o Ibovespa. Entenda por que quem investe em ações no Brasil tem que ficar mais de olho na política do que o normal

IR 2019

Como declarar o imposto de renda 2019: tudo que você precisa saber para prestar contas ao Leão

Neste guia, você encontra o caminho das pedras para preencher e entregar a sua declaração de imposto de renda, mesmo que seja a sua primeira vez

#Tamojunto

Relacionamento entre Bolsonaro e Guedes é ótimo

Prova disso é que com uma boa conversa, o ministro não só resolveu o imbróglio da Petrobras, como plantou a ideia de privatização dessa joia da coroa

Escolha feita hoje

Conselho da Lojas Renner elege Fabio Faccio como diretor presidente

Varejista de moda confirma o processo de transição que havia sido anunciado em novembro de 2018, com a saída de José Galló do cargo

Após zerarem taxa

Cade instaura processo contra Itaú e Rede

Suspeita é que haja conduta anticompetitiva, já que o Itaú, dono da Rede, oferece condições melhores para clientes da sua própria credenciadora

Seu Dinheiro na sua noite

Quando a música para de tocar

Está com saudades dos tempos em que a renda fixa garantia retornos de 1% ao mês? E se eu lhe dissesse que havia uma aplicação no mercado que dava uma rentabilidade mensal de 5%, e com risco praticamente zero? Eu sei, está com cara daquelas pirâmides financeiras, mas os ganhos eram bem reais. Essa era […]

DE OLHO NO GRÁFICO

Três altcoins para você investir a partir de hoje

Coluna traz vídeos sobre análise gráfica e dicas de investimentos. Terças e quartas o tema é o mercado de ações. Quinta-feira é a vez das criptomoedas

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast: A volta dos IPOs e diesel no chope

Marina Gazzoni e Vinicius Pinheiro comentam os altos e baixos da semana.

condições

Governo negocia mudar reforma desde que mantida economia de R$ 1 tri, diz Joice

Dizendo-se confiante na aprovação da reforma no Congresso, líder do governo no Congresso preferiu não se arriscar a falar quantos votos o governo tem hoje

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

GUIA GRATUITO

Como declarar seus investimentos no IR 2019