Menu
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
'AÇÕES' AMERICANAS, BOLSA BRASILEIRA

Como investir nos EUA com R$ 100 e sem sair do Brasil

BDR é um certificado emitido no Brasil atrelado às ações de empresas estrangeiras. Neste guia, te dou um passo a passo de como investir nele

17 de outubro de 2018
13:15 - atualizado às 19:14
Investir em BDRs pode custar menos de R$ 100Imagem: shutterstock

E se além de comprar um produto da Apple, você pudesse se tornar acionista da marca no Brasil? Parece tentador, porém complicado. Vim para te dizer que não é. Eu já passei por esse processo. O que você precisa? Uma conta em uma corretora ou banco e cerca de R$ 100 para começar. Um caminho fácil para conseguir ganhar com a alta das ações das empresas americanas é o BDR.

Para te animar mais ainda, não é só gigante de tecnologia está aberta aos investidores brasileiros. Entram na lista Amazon, Disney, Walmart e outras empresas norte-americanas que estão na Bovespa através dos tais Brazilian Depositary Receitps, carinhosamente conhecidos como “BDRs”.  Eles são negociados na B3 como se fossem ações, só que não representam fatias de empresas brasileiras, mas um valor mobiliário emitido por uma empresa estrangeiro. Explico melhor...

Comprar BDRs é quase como comprar ações de empresas estrangeiras. A vantagem é que você não precisa abrir uma conta em uma corretora no exterior, mandar seus dólares para lá e fazer uma compra direta na bolsa americana. Se você quiser seguir esse caminho, te explico nessa matéria como investir diretamente no exterior.

Para comprar ações de empresas estrangeiras sem sair do Brasil, fique com o BDR. Ficou interessado? Fiz este guia passo com um passo para você entender de vez como começar a investir em BDRs.

Antes de mais nada, vale destacar que:

  • Os BDRs são certificados de depósito de valores mobiliários emitidos no Brasil, que representam os papéis das empresas gringas;
  • Ser acionista dos BDRs pode custar menos de R$ 100;
  • O investimento em BDRs é considerado de risco “moderado”, já que é um investimento de renda variável, que flutua com o câmbio e pelo desempenho das ações da empresa no exterior.

Mas o que é BDR?

BDR significa “Brazilian Depository Funds” ou Certificado de Depósito de Valores Mobiliários. Basicamente, são certificados emitidos no Brasil que representam as ações das empresas gringas e estão vinculados aos papéis delas no exterior. 

Para quem é indicado?

O Roberto Shinkai, diretor do fundo de investimentos BDRs do Bradesco, me disse que esse é um tipo de investimento indicado para pessoas físicas e para quem busca diversificação de investimentos e acesso a empresas e setores que estão na bolsa brasileira. Não é necessário ter muito dinheiro - no caso do Bradesco, R$ 10 mil para começar - mas em corretoras, é possível comprar uma cota de BDR com R$ 100 ou menos.

Cotista ou Acionista?

Ao investir em um BDR, você se torna cotista desse BDR e acionista da empresa de forma indireta. Os donos de BDR também recebem dividendos das empresas que o distribuem no exterior.

Patrocinados Vs. Não Patrocinados

Eles podem ser patrocinados, isso é, quando a própria empresa decide administrar a abertura ao mercado por aqui. Podem também ser não-patrocinadas - quando um grupo de bancos ou empresas compram uma quantidade de ações do exterior e realizam esse processo, ficando responsável por fazer a administração dele. Especialistas de bancos e corretoras me disseram que para você, investidor final, essa nomenclatura não muda nada.

Quanto custa?

Isso varia, mas a partir de R$ 100 (no momento em que publicamos esta matéria) você consegue comprar BDRs da Apple e, com cerca de R$ 300, do Facebook.

Liquidez menor

O analista chefe da Toro Investimentos, Rafael Panonko, me contou que o ponto negativo dos BDRs é a baixa liquidez. Isso acontece principalmente com eventuais altas dos papéis na bolsa americana que cria um efeito cascata nos BDRs. Quando isso ocorre é difícil comprar os papéis, pois ninguém quer vender.

Por onde começar?

Primeiro, é necessário ter uma conta em uma corretora. Por ser um investimento de renda variável, quase todas as corretoras irão cobrar uma taxa de custódia por operação. Nesse link você encontra a lista oficial de corretoras da Bovespa. Mas para te ajudar, já selecionei as 8 que cobram menos para esse tipo de aplicação:

 

E os bancos?

Cobram taxa de corretagem e custódia. Listei alguns exemplos, lembrando que esses valores são válidos para transações via Home Broker (site ou app).

 

Como escolher o BDR mais rentável?

Sendo sincero, assim como acontece no mercado de ações, não há como garantir que esses BDRs serão rentáveis. Você pode ganhar ou perder dinheiro. Para se dar bem, você precisa estudar  as tendências do setor em que você está pensando em alocar suas aplicações.

Tem dividendos para BDRs?

Tem! Eles também são pagos em reais e sujeitos ao recolhimento de taxas em seu país de origem e no Brasil. Algumas empresas pagam mais que outras. Com ajuda da Economatica, separei uma lista das empresas americanas que mais pagaram dividendos aos acionistas de BDRs no Brasil entre janeiro e agosto deste ano:

Decidi que vou investir. Como faço?

No próprio site da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), você consegue consultar se a empresa que você tem interesse de investir está listada e já conferir como anda sua cotação. Outra forma é olhar direto nessa lista de todas as empresas listadas, disponível no site da Bovespa.

Depois de escolher

Agora é hora de procurar direto no seu home broker se as BDRs estão disponíveis, assim como as ações. Põe na cesta e compra.

E aí, gostou desse conteúdo? Me fala nos comentários o que mais você quer saber sobre investimentos no exterior. Se quiser, clique aqui e se cadastre para receber a notícias do Seu Dinheiro por e-mail.

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu