Menu
2019-09-02T08:43:54+00:00
Situação de emergência

Argentina coloca limites à compra de dólares

Segundo o Banco Central da Argentina, as novas normas para entradas e saídas no mercado de câmbio busca manter a estabilidade cambial e proteger o poupador

2 de setembro de 2019
8:43
Mauricio Macri argentina
Imagem: Shutterstock

Para tentar conter a crise econômica que vem se acelerando no país, o governo argentino vai fixar um limite de US$ 10 mil por mês para a compra de moeda norte-americana por pessoas físicas, segundo informou neste domingo, dia 1º, o Banco Central da República Argentina (BCRA). A medida valerá a partir desta segunda-feira (2) e é uma tentativa de reduzir a disparada da cotação do dólar, que se acentuou na última semana. Acima de US$ 10 mil, será necessário pedir autorização à instituição.

Conforme nota divulgada no site do BCRA, as pessoas jurídicas residentes necessitarão de concordância do Banco Central para comprar moedas para a "formação de ativos externos", para o pré-pagamento de dívidas, para a remessa ao exterior de lucros e dividendos e para realizar transferências para fora do país. As compras estarão liberadas e sem restrições para a importação ou pagamento de dívidas no vencimento.

Na nota, o Banco Central salienta que as medidas tomadas hoje pelo governo do presidente Mauricio Macri, com novas normas para entradas e saídas no mercado de câmbio, "tem como objetivo manter a estabilidade cambial e proteger o poupador". "Esta norma mantém a plena liberdade para retirar dólares das contas bancárias, tanto para pessoas físicas como jurídicas, não afeta o funcionamento normal do comércio exterior nem introduz qualquer restrição às viagens", diz.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Mais cedo, o governo argentino já havia indicado que a medida estabelece que os exportadores de bens e serviços deveriam liquidar as moedas obtidas em transações com o exterior no mercado local.

Não será permitido fazer transferências de fundos de contas ao exterior de mais de US$ 10 mil por pessoa por mês, exceto entre contas de um mesmo titular, caso em que não haverá limitação. "Pessoas físicas e jurídicas que não sejam residentes poderão comprar até US$ 1.000 por mês e não poderão realizar transferências de fundos de contas em dólares ao exterior", acrescenta o BCRA. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Investimentos

Site do Tesouro Direto está de cara nova

Tesouro Nacional e B3 lançaram novo site do Tesouro Direto, com acesso facilitado ao passo a passo de como investir e simulador de investimentos

olho lá fora

Oferta de troca de títulos da Petrobras com vencimento em 2030 chega a US$ 6 bi

Os novos títulos somam US$ 4.109.583.000, com cupom de 5,093% a.a., com retorno (yield) das notas do Tesouro Americano de referência, fixada em 1,873%, mais taxa de 3,220%

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Está longe de ser o fim

Após ‘efeito Amazon’, ações de varejo podem se recuperar, dizem analistas

Efeito nos papéis das líderes brasileiras do e-commerce não foi desprezível. Em dois dias, o Magazine Luiza somou desvalorização de 11%; a B2W caiu, 10% e a Via Varejo, 8%

lá em cima

Em número recorde, Fundos Imobiliários chegam a 1 milhão de cotistas no primeiro semestre

Queda da taxa de juros e sinais de retomada do setor imobiliário ajudam desempenho; atualmente, são 412 fundos imobiliários em todo o País

Conta digital

SoftBank “dobra a aposta” e passa a deter quase 15% do capital do Banco Inter

Fundo japonês que já investiu no Uber e Alibaba fecha acordo de acionistas com controladores do Banco Inter, que prevê nova oferta de ações no Brasil e nos EUA em até cinco anos

Novos pombinhos?

Dona da Vivo está de olho na gigante brasileira Oi

De acordo com fontes próximas, a espanhola estaria analisando uma potencial compra da Oi. A companhia brasileira foi avaliada em US$ 6,7 bilhões ou cerca de € 6 bilhões. As informações são do jornal espanhol, El Confidencial. 

Segunda-feira movimentada

Ibovespa em alta: petróleo sobe e dá forças à Petrobras, compensando a tensão no Oriente Médio

Ataques às refinarias da Aramco na Arábia Saudita elevam a aversão ao risco no mundo e fazem os preços do petróleo disparar. No entanto, o preço mais alto da commodity impulsiona as ações da Petrobras, colocando o Ibovespa no campo positivo

Melhora nas expectativas

BNDES prevê investimentos de R$ 1,1 trilhão em 2019-2022 em 19 setores, + 2,7%

Os números consideram investimentos apoiados e não apoiados pelo BNDES relativos a 19 setores, sendo 11 da indústria e 8 da infraestrutura

mudança de planos?

Após ataques, IPO da Saudi Aramco pode ser adiado

Empresa pretende vender uma fatia na bolsa local e, posteriormente, realizar uma listagem internacional de ações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements