🔴 QUER SAIR DO ALUGUEL? NÃO USE O FGTS PARA FINANCIAR O IMÓVEL – CONHEÇA ESTA ESTRATÉGIA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
QUANDO O RISCO COMPENSA

Por que a ação da Tenda (TEND3) é arriscada, mas é a favorita do BTG Pactual

O banco manteve a construtora como top pick entre as empresas do mercado imobiliário do segmento econômico, dentro do Minha Casa Minha Vida (MCMV)

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
26 de junho de 2024
14:41 - atualizado às 12:45
Foto de um prédio ao lado de uma caixa d'água com o logo da Tenda (TEND3)
Edifício da Tenda - Imagem: Divulgação

As ações da Tenda (TEND3) amargam queda superior a 30% em 2024 — só em junho, as perdas beiram 10%. Mas o processo de reestruturação das operações da construtora abre caminho para uma nova oportunidade de retorno para os investidores, dados o valor descontado das ações. 

Quem diz isso é o BTG Pactual que, apesar do risco, manteve a Tenda como a preferida entre as empresas do mercado imobiliário do segmento econômico, dentro do Minha Casa Minha Vida (MCMV).

O banco tem recomendação de compra para TEND3, com preço-alvo de R$ 18 — o que representa um potencial de valorização de 67% com relação ao fechamento de terça-feira (25).

Hoje, as ações da Tenda operam em queda de mais de 3% na B3, cotada na casa dos R$ 10,30. 

Tenda: o risco compensa

A Tenda é a top pick do BTG, que vê maior vantagem na ação considerando o universo de cobertura do banco —  um reflexo do valuation descontado. A ação negocia a 3,5 vezes P/E (preço sobre o valor da firma) estimado para 2025. 

"Com a recuperação operacional, reconhecemos o perfil de investimento arriscado da Tenda, mas observamos que os níveis de rentabilidade do Minha Casa Minha Vida estão bastante elevados no momento", diz o BTG em relatório. 

O banco fez a nova avaliação após uma reunião com executivos da construtora. Os principais destaques do encontro foram a confirmação de que a demanda por residências pela população de renda mais baixa segue forte e que as margens estão em trajetória ascendente. 

Segundo os executivos, a forte demanda do MCMV levou a Tenda a continuar aumentando os preços dos imóveis e o segundo trimestre começou com a velocidade de vendas em ritmo consistente.

A expectativa é que o MCMV conte com uma suplementação no orçamento de R$ 20 bilhões a R$ 25 bilhões, conforme foi prometido pelo ministro das Cidades, Jader Filho.

SELIC ALTA NÃO 'ASSUSTA' AÇÕES PAGADORAS DE DIVIDENDOS, DIZ ANALISTA

Alea, um ponto de atenção

A Tenda reiterou no encontro com o BTG que está expandindo as operações da Alea, a divisão de casas pré-fabricadas de madeira. 

O negócio deve registrar consumo de caixa em 2024, conforme já anunciado nas projeções oficiais, mas com tendência de reversão disso em meados de 2025.

Segundo o BTG, um ponto a ser monitorado é que a Tenda não descarta trazer investidores para a Alea, com o objetivo de desbloquear o valor da divisão — algo que ainda não totalmente percebido pelo mercado.

Compartilhe

BALANÇO DO MÊS

IRB (IRBR3) registra lucro de R$ 28,4 milhões em maio, mesmo com peso da tragédia do Rio Grande do Sul

24 de julho de 2024 - 9:42

Os resultados trimestrais do IRB Re estão programados para serem publicados no dia 14 de agosto

DANÇA DAS CADEIRAS

Ambipar (AMBP3) volta aos holofotes com reestruturação da diretoria; veja quem serão os novos CFO e DRI

24 de julho de 2024 - 9:15

Com a mudança, Thiago da Costa Silva deixará as duas funções para ocupar a cadeira de diretor de integração e finanças

SEMANA TECH

A bolha estourou ou só está murchando? Ações da Tesla e do Google reagem em queda a balanços — e isso explica o momento das grandes empresas de tecnologia

24 de julho de 2024 - 8:13

Para os próximos dias, nomes como Microsoft, Visa, IBM, Qualcomm e Amazon também publicam seus dados do segundo trimestre

BALANÇO

Santander (SANB11): lucro cresce 44% no 2T24 e fica acima do esperado; veja os destaques do balanço

24 de julho de 2024 - 7:31

Lucro líquido do Santander foi de R$ 3,332 bilhões no segundo trimestre de 2024 e rentabilidade supera o patamar de 15%

TENDÊNCIAS DO VAREJO

É o fim do multimarcas no varejo? Por que a Americanas (AMER3) decidiu encerrar os sites Shoptime e Submarino

24 de julho de 2024 - 6:10

No início de julho, a gigante do varejo, em recuperação judicial, anunciou a incorporação das duas marcas à plataforma principal. Entenda o que está por trás da decisão

PROPAGANDA ENGANOSA

Oi, Vivo e Tim vão ter que pagar milhões: operadoras de celular são enquadradas por crime contra o consumidor

23 de julho de 2024 - 18:01

As empresas foram acusadas pela Senacon de propaganda enganosa sobre 5G, mas ainda podem recorrer

CHEQUE DE QUASE R$ 7 BI

Privatização da Sabesp (SBSP3) é concluída e Equatorial (EQTL3) tem que pagar a conta: presidente da companhia diz ter mais ativos prontos para vender e levantar recursos

23 de julho de 2024 - 16:45

Augusto Miranda destacou que a empresa tem tempo para estruturar uma saída do empréstimo ponte tomado junto a um grupo de bancos

DESTAQUES DA BOLSA

Carrefour Brasil (CRFB3) volta a ter lucro e supera expectativas no 2º trimestre – mas o que explica a queda das ações na B3 hoje?

23 de julho de 2024 - 14:17

Grupo anunciou um lucro líquido de R$ 330 milhões e a abertura de novas lojas da rede de varejo; analistas, contudo, não são unânimes sobre a compra da ação

DESTAQUES DA BOLSA

Embraer arremete e volta a voar na B3; EMBR3 lidera os ganhos do Ibovespa hoje. O que está por trás da alta da ação?

23 de julho de 2024 - 13:59

O desempenho positivo das ações da Embraer hoje vem na esteira do anúncio de mais uma encomenda de aviões militares no exterior; veja os detalhes

SÓ AS PONTINHAS

Após privatização, Sabesp (SBSP3) anuncia corte nas tarifas de água — mas você nem deve perceber

23 de julho de 2024 - 11:43

Também passam a vigorar no novo estatuto social da companhia e novas políticas internas, relacionadas à distribuição de dividendos e governança corporativa

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar