🔴 META: ATÉ R$ 3.000 POR DIA COM 2 OPERAÇÕES – CONHEÇA O INDICADOR X

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
O AMOR ACABOU

Mais um fracasso de Lemann? Por que a 3G vendeu a Heinz “no sigilo” e abandonou a parceria com Warren Buffett de vez

A saída do trio brasileiro se deu de forma bem discreta quase nove anos depois de planejar a fusão de sucesso com a Kraft Foods e com o megainvestidor

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
9 de abril de 2024
15:35 - atualizado às 10:19
Montagem com fundo preto, tendo de um lado Jorge Paulo Lemann, que veste camisa azul e malha cinza, e, do outro, Warren Buffett, que veste termo e gravata preto e camisa branca
Imagem: Montagem Seu Dinheiro/ Canva Pro

Quem nunca viveu aquela paixão que parecia ser para a vida toda e que não durou, que atire a primeira pedra. E foi o que aconteceu com Jorge Paulo Lemann e Warren Buffett: o amor embalado pela Heinz acabou — pelo menos para o brasileiro

A empresa de private equity 3G Capital vendeu, sem alardes, a participação de 16,1% na Kraft Heinz no quarto trimestre, quase nove anos depois de planejar a fusão de sucesso da Kraft Foods e da Heinz com Warren Buffett.

Em comunicado, a Kraft Heinz disse que a Berkshire Hathaway de Buffett — o maior acionista, com uma participação de 26,8% - é uma investidora comprometida com o longo prazo.

  • VOCÊ JÁ DOLARIZOU SEU PATRIMÔNIO? A Empiricus Research está liberando uma carteira gratuita com 10 ações americanas pra comprar agora. Clique aqui e acesse.

Lemann e Buffett: um romance condenado

O romance condenado entre a Berkshire Hathaway e a 3G começou no Dia dos Namorados de 2013, quando as duas empresas anunciaram que estavam se unindo para fechar o capital da Heinz. A fusão com a Kraft Foods ocorreu dois anos depois.

A nova empresa inicialmente agradou aos investidores com o crescimento de lucros, graças à abordagem de redução de custos favorecida pela 3G — a empresa já havia obtido sucesso com essa estratégia quando criou a gigante cervejeira Anheuser-Busch InBev por meio de uma série de megafusões e tornou o Burger King privado e reativou as vendas.

Mas o negócio dos alimentos embalados enfrentou um de seus maiores desafios: os consumidores começaram a priorizar cada vez mais os alimentos frescos. 

Além disso, as marcas próprias dos varejistas e os recém-chegados que se autodenominavam uma opção mais saudável começaram a roubar os clientes das gigantes da alimentação. 

A Kraft Heinz até tentou impulsionar o crescimento inorgânico por meio de uma oferta pública de aquisição da Unilever, mas a empresa rejeitou a oferta.

VEJA TAMBÉM - AMERICANAS (AMER3) NÃO É O ÚNICO FRACASSO DE LEMANN E SÓCIOS - VEJA OUTROS 3

Heinz: a crise no relacionamento

O sinal da crise no relacionamento veio em 2019, com um trimestre desastroso para a Kraft Heinz: a empresa reduziu os dividendos, divulgou uma investigação da SEC (a CVM dos EUA) sobre práticas contábeis e reduziu o valor das marcas em US$ 15 bilhões.

Vários meses depois, Buffett disse que a Berkshire e a 3G pagaram a mais pela Kraft Heinz, impulsionados pelo otimismo de que as suas marcas eram mais valiosas do que realmente eram. 

Ainda assim, Buffett apoiou a 3G e a Kraft Heinz, mas outros investidores culparam o corte agressivo de custos do trio liderado por Lemann pelos problemas da empresa.

Para reverter a espiral descendente da empresa, a 3G escolheu a dedo o novo presidente-executivo: um veterano da AB InBev que colocou a Kraft Heinz no caminho da recuperação. 

A empresa anunciou planos para aumentar gastos com marketing e publicidade e mudar a  estratégia para fabricar novos produtos. 

Para reduzir a exposição à concorrência das marcas próprias, também vendeu o negócio de queijos à Lactalis, uma gigante francesa dos lacticínios, e a marca de frutos secos Planters à Hormel.

  • [Evento online e 100% gratuito] Luis Stuhlberger, Daniel Goldberg, Marcos Troyjo e outros grandes economistas e gestores debatem cenário macro e oportunidades de investimentos; saiba como participar

Os sinais do fim do amor na Heinz

O amor não acaba de um dia para o outro assim como nos negócios — há sinais de que uma parceria está chegando ao fim. 

Em 2021, Lemann deixou o conselho da Kraft Heinz. No ano seguinte, o sócio fundador Alexandre Behring também saiu do conselho. 

Dois meses após a saída de Behring, o último membro do conselho da 3G, o ex-CEO da AB InBev, João Castro-Neves, também deixou o cargo. A Kraft Heinz divulgou a saída em documentos regulatórios, sem alardes na imprensa. 

E a verdade é que os sinais estavam todos lá desde 2018, quando a 3G começou a reduzir periodicamente a participação na Kraft Heinz. 

Quando vendeu 25 milhões de ações em 2019, no auge dos problemas da empresa, as ações caíram 4% em resposta à operação. Em 2022, distribuiu cerca de 7% da Kraft Heinz aos investidores do fundo, que supostamente incluía o tenista Roger Federer.

No ano passado, a Kraft Heinz escolheu Carlos Abrams-Rivera como presidente-executivo. Embora esteja na empresa desde 2020, ele é o primeiro CEO sem vínculos com a 3G.

*Com informações da CNBC

Compartilhe

A FARRA VAI ACABAR?

A Inteligência Artificial (IA) alçou Wall Street a novos recordes — mas os investidores estão preparados se a bolha estourar?

18 de junho de 2024 - 9:39

O surgimento de empresas de ponta no ramo de inteligência artificial conseguiu driblar — ainda que momentaneamente — o mau humor decorrente das altas taxas de juros por lá

MAIS UM CAPÍTULO DA NOVELA

Petrobras (PETR4): dividendos comprometidos… de novo? O pagamento de R$ 19,8 bilhões à Receita que pode cortar a remuneração extra aos acionistas

17 de junho de 2024 - 20:09

Cálculos da própria estatal mostram que o impacto após os efeitos tributários será de R$ 11,87 bilhões no lucro líquido do segundo trimestre de 2024

É TUDO CULPA DA IA

Nem Japão, nem Cingapura: o país asiático que está se tornando a nova potência em data centers e já atraiu bilhões de big techs como Google e Microsoft

17 de junho de 2024 - 20:00

Uma cidade com quase 800 mil habitantes se tornou um dos principais destinos dos investimentos bilionários de grandes empresas de tecnologia em centros de dados

ATENÇÃO, ACIONISTA!

Dividendos e JCP: Itaúsa anuncia provento bilionário e Cemig (CMIG4) marca data do pagamento; confira os detalhes

17 de junho de 2024 - 19:15

O valor total de Juros sobre Capital Próprio e dividendos a ser pago pelas duas empresas ultrapassa R$ 3 bilhões

TECH EM FOCO

A bateria do iPhone finalmente vai melhorar? Fornecedora da Apple desenvolve bateria revolucionária — e segura —, que promete armazenar mais energia

17 de junho de 2024 - 18:29

As chamadas solid-state battery são consideradas a nova fronteira da tecnologia, ao menos no ramo de capacitância

AS RAINHAS DOS PROVENTOS

Dinheiro no bolso: As 7 ações que prometem pagar os melhores dividendos na visão do Itaú BBA

17 de junho de 2024 - 17:00

O Índice Dividendos (IDIV) do banco, que superou o Ibovespa, tem empresas de serviços públicos essenciais e de construção entre os setores de destaque

BATALHA DAS CONSTRUTORAS

Meus dividendos, minha vida: Bank of America escolhe ação favorita entre Cury (CURY3) e Direcional (DIRR3) e prevê proventos robustos para a top pick

17 de junho de 2024 - 16:35

O banco atualizou seus números para incorporar o crescimento recente do programa habitacional e o otimismo dos analistas com as construtoras de baixa renda

PAPEL QUE RELUZ

Ouro nas alturas: Metal precioso já subiu 15% em 2024 e valorização abre oportunidade para se tornar sócio desta gigante da mineração

17 de junho de 2024 - 16:16

Segundo o BTG Pactual, este é o “tão esperado ponto ideal” para quem quer se tornar sócio desta mineradora canadense; descubra qual é o papel

DIREITOS TRABALHISTAS

Vale (VALE3) consegue aval da Justiça para sair da “lista suja” do trabalho escravo — pelo menos por enquanto

17 de junho de 2024 - 10:16

A mineradora foi incluída no cadastro de trabalho escravo devido a uma situação ocorrida em fevereiro de 2015 com uma de suas contratadas em Minas Gerais; entenda a situação

PAPÉIS NO VERMELHO

Ficou barato? Cogna (COGN3) lança programa de recompra após ações perderem metade do valor na B3

17 de junho de 2024 - 9:59

De olho na maximização do retorno dos acionistas, a companhia de educação decidiu tirar 44,2 milhões de papéis de circulação do mercado

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar