🔴 ALGORITMO MOSTRA COMO BUSCAR ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Varejo on-line

Concorrência para a Shein: Temu desembarca no Brasil na semana da polêmica da taxação das “blusinhas”

Marketplace on-line chinesa acirra a concorrência com Shein, Shopee e empresas nacionais

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
7 de junho de 2024
18:06 - atualizado às 17:45
Aplicativo e site da Shein exibidos em tela de celular e computador
Shein e outras varejistas on-line ganharam uma nova concorrente: a Temu - Imagem: Divulgação

Em uma semana marcada pelas idas e vindas sobre a taxação ou não das “blusinhas” vendidas por marketplaces internacionais como Shein e Shopee, a polêmica ganhou um novo integrante.

A chinesa Temu chegou ao país para entrar na disputa pelos dólares dos brasileiros nas comprinhas em sites de vendas on-line. Fundada em 2022, já atua em 18 países.

Depois de estudar o mercado por quase um ano – executivos da chinesa PDD, controladora da Temu, estiveram no Brasil em meados do ano passado para sondar o ambiente local –, a companhia chegou na quinta-feira (6) prometendo barulho, com promoções de até 90% em seu aplicativo, acirrando ainda mais a concorrência no segmento on-line bem como com as varejistas tradicionais.

No entanto, ela deu de cara com a aprovação no Senado da instituição do Imposto de Importação de 20% sobre as compras internacionais de até US$ 50.

  • É hora de investir nesta "gigante" do agro, diz analista. Companhia está descontada e faz parte da carteira de "top picks" da analista Larissa Quaresma, da Empiricus Research. Clique aqui e confira o nome da ação.

Risco para os marketplaces

Relatório da corretora XP, assinado pelos analistas Danniela Eiger, Gustavo Senday e Laryssa Sumer, destaca que o lançamento da plataforma no Brasil é um risco mais direto para os marketplaces, enquanto as varejistas de vestuário de média e baixa renda também podem ser afetadas, já que o site conta com uma categoria de vestuário mais atrativa, informa o portal Money Times.

“No entanto, acreditamos que o Imposto de Importação recentemente aprovado sobre compras internacionais abaixo de US$ 50 deve reduzir a competitividade dos preços nas plataformas internacionais, mas ainda estará longe de fechar a lacuna da carga tributária dos players locais”, afirmam os analistas.

De acordo com a reportagem do Money Times, comparando a Temu com pares locais no quesito preço, embora a empresa chinesa tenha os descontos mais agressivos, seus preços nos SKUs (Unidade de Manutenção de Estoque) mapeados (vestuário, cozinha e eletrônicos) não são necessariamente os mais baixos, com Shopee e Shein sendo os líderes de preço em alguns produtos.

Além disso, as empresas que já atuam no Brasil contam com prazos de entrega mais rápidos, provavelmente refletindo sua operação de fornecedores local mais desenvolvida.

Quais empresas serão mais afetadas?

Antes mesmo de começar suas operações no Brasil, a empresa entrou na lista das certificadas no programa Remessa Conforme (PRC), que oferecia isenção do Imposto de Importação para compras de até US$ 50 para as  habilitadas, tendo incidência de 17% de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Mas a decisão do Senado acaba com o benefício.

Analistas do Goldman Sachs avaliam que a empresa deve conseguir ganhar espaço relativamente rápido no Brasil, com nomes como AliExpress e Shopee sendo os primeiros a sentir os efeitos da nova concorrente, assim como os varejistas tradicionais sem atuação forte on-line.

“Esperamos que a Temu cresça de forma relativamente rápida, com base na disposição da PDD de investir em aquisição de clientes, à medida que entra em novos mercados”, dizem Irma Sgarz, Felipe Rached e Gustavo Fratini, analistas do Goldman Sachs.

“Considerando o elevado interesse de consumidores brasileiros em ofertas internacionais de baixo preço, acreditamos que a Temu pode ser capaz de escalar sua base de usuários no Brasil em um curto prazo.”

Segundo os analistas, a empresa tornou-se a número 1 em termos de MAU (usuários ativos em um mês) no México apenas seis meses após entrar naquele mercado e continua sendo um dos principais aplicativos de comércio eletrônico em engajamento, com cerca de 19 milhões de MAUs, em comparação com a Mercado Livre, com cerca de 15 milhões, e a Amazon México, com cerca de 5 milhões de usuários.

Compartilhe

POSSÍVEL PARCERIA

Apple e Mark Zuckerberg vão unir forças? Fabricante do iPhone e Meta discutem investida conjunta em inteligência artificial, diz agência

23 de junho de 2024 - 15:21

A empresa da maçã tenta acordar a integração da IA generativa utilizada pela Meta Plataforms ao Apple Intelligence, lançado pela empresa neste mês

AUXÍLIO DO GOVERNO

R$ 1.412 por funcionário: empresas do Rio Grande do Sul já podem aderir à programa de apoio financeiro do governo

23 de junho de 2024 - 14:08

Serão duas parcelas por empregado, com o pagamento da primeira marcado para 8 de julho e a segunda programada para 5 de agosto

DINHEIRO NO BOLSO

Dividendos e JCP: Localiza (RENT3) vai pagar mais de R$ 400 milhões aos investidores e anuncia aumento de capital milionário

22 de junho de 2024 - 16:37

Terá direito ao pagamento quem estiver na base acionária da companhia de locação de automóveis na próxima quarta-feira (26)

MAIOR OFERTA DO ANO

Privatização da Sabesp (SBSP3) pode movimentar mais de R$ 15 bilhões e ações terão “desconto”; confira os detalhes da oferta

22 de junho de 2024 - 9:58

Se efetivada nesse patamar, essa será a maior operação da bolsa brasileira nos últimos três anos

CHUVA DE PROVENTOS

BB Seguridade (BBSE3) e Multiplan (MULT3) anunciam quase R$ 3 bilhões em dividendos e JCP aos acionistas; veja as condições

21 de junho de 2024 - 19:54

Seguradora do Banco do Brasil (BBAS3) vai distribuir a maior fatia dos proventos: R$ 2,7 bilhões; já a Multiplan anunciou também um novo programa de recompra de ações

TENTATIVA FRUSTRADA

Nada de IPO? Por que oferta de ações da Shein nos Estados Unidos está cada vez mais longe de acontecer

21 de junho de 2024 - 15:50

Varejista de moda chinesa também entrou com um pedido de listagem em Londres

DESTAQUES DA BOLSA

Movida (MOVI3) está andando bem e ação pode se valorizar mais. Vale a pena pegar essa carona? O Citi responde

21 de junho de 2024 - 13:45

Banco norte-americano voltou a cobrir a companhia, mas ainda vê desafios no futuro; saiba o que fazer com os papéis agora

concessionárias de energia

Limite aos proventos das elétricas? Veja o que diz novo decreto do governo

21 de junho de 2024 - 10:47

Aneel será responsável pela avaliação dos indicadores das concessionárias anualmente

VEIO DO RIVAL

De ex-CEO do McDonald’s a futuro presidente da dona do Burger King: ações da Zamp (ZAMP3) saltam 13% com anúncio de novo CEO

21 de junho de 2024 - 10:06

O executivo tem mais de 30 anos de experiência e já foi CEO de diversos setores, incluindo da divisão brasileira da Arcos Dorados

DECISÃO DO GOVERNO

Escolha de investidor de referência da Sabesp (SBSP3) terá direito a “truco” da concorrência

21 de junho de 2024 - 8:15

Na disputa pelo posto, estão nomes como Aegea, Equatorial e até mesmo o empresário Nelson Tanure como um dos possíveis acionistas de referência

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar