🔴 SÉRIE EMPIRICUS IN$IGTS: +100 RELATÓRIOS CORTESIA – LIBERE GRATUITAMENTE

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
SUBIU NO TELHADO

Petrobras (PETR4): a fala do CEO sobre dividendos que derruba as ações da estatal hoje na B3

Em entrevista à Bloomberg, Jean Paul Prates defendeu que a Petrobras tenha “cautela” na distribuição de dividendos; ações reagem em forte queda

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
28 de fevereiro de 2024
14:47 - atualizado às 15:35
Jean Paul Prates, presidente da Petrobras (PETR4)
Jean Paul Prates, presidente da Petrobras - Imagem: Léo Elger/Agência Petrobras

O pagamento de dividendos extraordinários pela Petrobras (PETR4) subiu no telhado? Pelo menos é desta forma que uma parte do mercado interpretou as declarações do CEO da estatal, Jean Paul Prates.

Em entrevista à Bloomberg, Prates disse que seria "mais conservador do que agressivo" na distribuição de dividendos, ao citar que a Petrobras precisará investir no processo de transição energética.

“Precisamos ser cautelosos. Os acionistas vão entender”, afirmou o CEO da Petrobras.

De fato, os acionistas entenderam, mas talvez não da maneira que Prates desejava. Isso porque as ações da Petrobras (PETR4) passaram a cair forte após a declaração. Por volta das 14h10, os papéis recuavam por volta de 3%.

Fonte: Google

O CEO da Petrobras disse ainda que cerca de metade da receita da estatal em dez anos virá de fontes eólicas, solares e de combustíveis renováveis, e a empresa deve fazer aquisições já neste ano para impulsionar essa mudança.

Petrobras (PETR4) e os dividendos extraordinários

A Petrobras anunciou a tão aguardada mudança na política de dividendos em julho do ano passado. A estatal passou o dividendo trimestral de 60% para 45% do fluxo de caixa livre. Você pode relembrar essa história em uma matéria que o Seu Dinheiro preparou na ocasião

Depois disso, em outubro de 2023, a estatal aprovou as mudanças no estatuto que poderiam colocar o pagamento de dividendos também em risco.

Mesmo assim, a companhia continuou distribuindo quantias bilionárias em proventos. No terceiro trimestre, por exemplo, a empresa desembolsou R$ 17,5 bilhões aos seus acionistas. 

A ampla expectativa do mercado agora é — ou pelo menos era até a declaração de hoje de Prates — pela distribuição de dividendos extraordinários.

Nas contas do Itaú BBA, por exemplo, a Petrobras poderia pagar entre US$ 4,5 bilhões e US$ 8,5 bilhões. O BTG Pactual foi além e estimou um potencial de US$ 11,4 bilhões viriam em pagamentos extraordinários nos próximos cinco resultados trimestrais.

LEIA TAMBÉM:

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa sobe com commodities metálicas na tentativa de recuperar as perdas da semana; dólar tem leve alta

18 de abril de 2024 - 6:35

RESUMO DO DIA: Após mais de uma semana de quedas, o Ibovespa se livrar do sufoco com apoio do minério de ferro. Na agenda do dia, o exterior segue de olho nas reuniões de primavera do FMI e do Banco Mundial. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos […]

AÇÕES NO SHAPE

Smart Fit (SMFT3) vai virar “monstro”? Banco recomenda compra das ações e vê espaço para rede de academias dobrar de tamanho

17 de abril de 2024 - 15:25

Os analistas do JP Morgan calcularam um preço-alvo de R$ 31 para os papéis da Smart Fit (SMFT3), o que representa um potencial de alta da ordem de 30%

DESTAQUES DA BOLSA

Ozempic que se cuide! Empresa de biotecnologia faz parceria para distribuir caneta do emagrecimento no Brasil e ações disparam quase 40% 

17 de abril de 2024 - 14:03

Com o anúncio, a Biomm conquistou R$ 1,2 bilhão em valor de mercado na B3; a comercialização do similar do Ozempic deve ainda passar pelo crivo da Anvisa

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Vale (VALE3) não é suficiente e Ibovespa fecha em queda na esteira de Nova York; dólar cai a R$ 5,24

17 de abril de 2024 - 6:49

RESUMO DO DIA: O Ibovespa até tentou interromper o ciclo de quedas com o forte avanço do minério de ferro e a prévia do PIB, mas o tom negativo de Nova York falou mais alto e arrastou o principal índice da bolsa brasileira. Com isso, o Ibovespa terminou o pregão em baixa de 0,17%, aos […]

REPORTAGEM ESPECIAL

O fracasso das empresas “sem dono” na B3. Por que o modelo das corporations vai mal na bolsa brasileira

16 de abril de 2024 - 15:54

São vários exemplos e de inúmeros setores de companhias sem uma estrutura de controle que passaram por graves problemas ou simplesmente fracassaram

MAIS 11 ATIVOS PARA A CONTA

Fundo imobiliário BTLG11 fecha acordo de quase R$ 2 bilhões por portfólio de imóveis em SP

16 de abril de 2024 - 11:36

O FII deve adquirir 11 ativos, com cerca de 550 mil metros quadrados prontos e performados

SÉRIE A DA B3

Auren (AURE3) fica de fora da segunda prévia do Ibovespa, que agora conta com a entrada de apenas uma ação

16 de abril de 2024 - 10:32

Se a previsão se confirmar, a carteira do Ibovespa contará com 87 ações de 84 empresas a partir de maio

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai pela quinta vez seguida pressionado por juros nos EUA e questão fiscal; dólar fecha no maior nível em 13 meses, a R$ 5,26

16 de abril de 2024 - 6:33

RESUMO DO DIA: A perspectiva de juros elevados por mais tempo nos Estados Unidos ganhou força mais uma vez e, combinada com a preocupação com o cenário fiscal doméstico, gerou mais lenha para a bolsa brasileira aumentar as cinzas. Pela quinta vez consecutiva, o Ibovespa terminou o dia no vermelho, com queda de 0,75%, aos […]

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa recua com pressão de bancos e Wall Street no vermelho; dólar sobe a R$ 5,18

15 de abril de 2024 - 6:43

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta segunda-feira (15) no vermelho, pressionado pelo desempenho dos bancos, que recuaram em meio à crescente aversão ao risco no mercado hoje. O principal índice de ações da B3 fechou o pregão em baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos. Já o dólar à vista avançou 1,25%, aos […]

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Prévia do PIB no Brasil e balanços nos EUA são destaque junto com Livro Bege nos próximos dias

15 de abril de 2024 - 6:20

As reuniões do FMI ao longo da semana permanecem no radar, com discussões focadas na estabilidade financeira global e nas estratégias para enfrentar as incertezas econômicas

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar