🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Um Big Mac depois da academia: A ação da Petrobras (PETR4) continua subindo, mas é por causa do governo ou apesar dele?

Petrobras estabeleceu recentemente um novo recorde de valor de mercado, mas a razão para isso é diferente daquela que a direção da empresa acredita ser

23 de fevereiro de 2024
6:31 - atualizado às 10:55
Lula e Petrobras
A notícia coloca dúvidas sobre o futuro da Petrobras (PETR4), bem como sobre os dividendos da companhia - Imagem: Montagem Seu Dinheiro

Já tinha virado rotina, depois de correr 10 km na academia, Paulo saía da esteira e ia direto para o McDonald's.

Não tenho nada contra quem corre, muito menos contra quem come um Big Mac. Mas convenhamos que esse é um hábito um tanto quanto peculiar, especialmente para alguém que estava tão focado em emagrecer, como era o caso do meu amigo.

O mais curioso é que ele realmente estava emagrecendo, já tinha perdido uns 2 kg em dois meses, mesmo com essa média elevada de quase uma mordida por quilômetro.

Mas mais curioso do que esse hábito do meu amigo, foi a justificativa dele.

Por causa disso ou apesar disso?

Ruy: "Paulo, por que você come um Big Mac logo depois de correr. Você não quer emagrecer?"

Paulo: "Você não vai acreditar no que eu vou te dizer agora: o lanche me ajuda a emagrecer".

Ruy, depois de rolar no chão de tanto dar risada: "Como é que é?"

Paulo, já meio puto comigo: "Pode continuar dando risada, não estou nem aí… Mas a verdade é que já perdi 2 kg  graças ao Big Mac". 

Sentindo que eu estava prestes a perder uma amizade, segurei a risada, respirei fundo e continuei.  

Ruy: "Tá bom, se você está dizendo… Mas por que você acha isso?"

Paulo: "É o seguinte, eu corri bastante logo no primeiro dia que vim para a academia, mas senti muita fome depois e não tive como não parar ali no 'Méqui'. Só que no dia seguinte fiz a mesma coisa, e depois também…

Ruy: "Aham…"

Paulo: "E quando fui me pesar no fim daquela semana, reparei que tinha perdido quase 300g. Você acredita nisso? Está claro que o Big Mac está me ajudando a emagrecer, já estou até pensando em começar a comer dois por dia".

Ruy, depois de rolar no chão pela segunda vez em menos de um minuto: "Cara, você não está perdendo peso por causa do Big Mac, você está perdendo peso apesar dele. O Big Mac não ajuda a emagrecer, nem um pouco, mas você está correndo tanto que mesmo com um lanche por dia você ainda está conseguindo perder peso." 

Essa parece uma história absurda, e é mesmo. Mas essa confusão entre as expressões "por causa de" e "apesar de" é muito mais frequente do que você imagina. 

Pior, tem gente que se aproveita dessa confusão para propagar algumas informações tão enganosas como a de que o "Big Mac emagrece".

Por causa do governo ou apesar do governo

Na semana passada eu me deparei com uma matéria sobre o novo recorde de valor de mercado da Petrobras (PETR4).

Mas o que realmente me chamou a atenção foram as justificativas  que a companhia e seu CEO deram para que tal feito fosse alcançado. Aqui vão elas:

"Entre as medidas que permitiram alcançar tais resultados, a empresa destaca a nova estratégia comercial para gasolina e diesel; o aprimoramento da política de remuneração aos acionistas, que inclui o programa de recompra de ações". Em outra matéria do início do mês, Prates disse que "o recorde é consequência da retomada de investimentos que a nova gestão tem realizado no último ano."

Mas será que foi por isso mesmo?

Me engana que eu gosto

Com relação à mudança da política comercial, a nova estratégia tende a ser pior para os resultados do que a antiga, porque não obriga os preços a seguirem as cotações internacionais, e isso permite que a companhia abra mão de margem para não descontentar a população e o governo, caso o preço lá fora suba.

Essa mudança pode não ter atrapalhado muito os resultados da Petrobras até agora, mas também não ajudou e abre espaço para surpresas negativas no futuro. Ou seja, não foi por causa da estratégia comercial.

Sobre o "aprimoramento da política de remuneração", houve uma clara piora: em julho de 2023, a Petrobras reduziu a distribuição de dividendos de 60% para 45% do fluxo de caixa livre, um corte considerável, e que certamente não deixou nenhum acionista feliz. Ou seja, também não foi por causa da nova remuneração.

Fato Relevante de 28/7/23. Fonte: Petrobras.

Sobre a estratégia de investimentos, também tivemos uma piora. A companhia parou de vender ativos ruins e voltou a aportar dinheiro em negócios com retorno muito baixo, o que afeta a rentabilidade consolidada. Sinto muito, Prates, mas também não foi por causa disso

Por que a Petrobras continua subindo então?

Por causa do Petróleo e do pré-sal, e apesar do governo.

A verdade é que com o petróleo nos patamares atuais (US$ 80/barril) e com os custos reduzidos por conta do pré-sal, a Petrobras gera um montante absurdo de caixa.

Petróleo tipo Brent. Fonte: Google.

Lembre-se que a Petrobras teve 7 presidentes diferentes nos últimos 6 anos, e mesmo nenhum deles sendo brilhante, os resultados seguiram muito sólidos durante todo esse período. Com o petróleo nos níveis atuais, basta que a gestão não atrapalhe muito para que ela continue gerando valor, mesmo que isso não seja assim tão simples em se tratando de uma estatal.

Fato é que, apesar das mudanças negativas em sua política comercial, de investimentos e de remuneração aos acionistas, o caixa extra gerado com o barril nos preços atuais mais do que compensou as alterações.

Para falar a verdade, a Petrobras poderia gerar resultados ainda melhores se não fossem essas mudanças, assim como meu amigo Paulo poderia emagrecer ainda mais rápido se não comesse um Big Mac por dia.

Mas enquanto as condições permanecerem favoráveis, não há muitos motivos para se preocupar com isso.

Leia também

E se a maré parar de ajudar?

O problema é que o preço do petróleo pode mudar bastante, e as alterações recentes na estratégia podem tornar a companhia menos preparada para enfrentar adversidades.

Por exemplo, não tem muito problema gastar mais com investimento em energia eólica, refinarias e tudo o que não for o que realmente gera valor para a companhia – o pré-sal –, mas se o preço do petróleo cair muito, vai começar a faltar dinheiro para essas novas aventuras.

Qual será a estratégia da companhia neste novo cenário, cortar ainda mais os dividendos, ou rever o investimento nesses outros ativos pouco rentáveis?

Se o petróleo começar a subir demais lá fora, a nova política de precificação de combustíveis pode abrir espaço para que a companhia segure os repasses para não desagradar o governo e comece a oferecer subsídios para o diesel e a gasolina, o que já aconteceu no passado e quase destruiu a empresa.

Ou seja, essas mudanças abrem espaço para consequências negativas, ainda que por enquanto não precisamos nos preocupar muito com elas.

Tem coisa mais interessante que a Petrobras na bolsa

Para falar a verdade, apesar de não estar entre as nossas recomendações na Empiricus, eu nem acho que a Petrobras seja um investimento tão ruim assim, desde que seja feito com muita parcimônia e que você entenda que para ser sócio do governo é preciso dormir com um olho aberto.

Mas o que realmente importa nessa história é o acionista entender o verdadeiro motivo da melhora de resultados da companhia, caso contrário correrá o risco de começar a torcer para mudanças que só atrapalham os resultados dela.

Mas existem outras formas de se aproveitar a apreciação do petróleo. Na série Palavra do Estrategista, há uma outra companhia do setor que pode se beneficiar dos preços elevados da commodity, sem que você precise se preocupar em ter o governo como sócio. 

Se quiser conferir essa e todas as outras ações recomendadas por Felipe Miranda gratuitamente, é só clicar aqui.

  • A outra ação de petroleira, recomendada por Felipe Miranda, também faz parte da carteira 10 Ideias da Empiricus Research. Você pode conhecer essa e mais 9 ações recomendadas para compra agora acessando este relatório gratuito.

Um grande abraço e até a semana que vem.

Ruy

Compartilhe

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Ataque do Irã poderia ter sido muito pior: não estamos diante da Terceira Guerra Mundial — mas saiba como você pode proteger seu dinheiro

16 de abril de 2024 - 6:17

Em outubro, após o ataque do Hamas, apontei para um “Kit Geopolítico” para auxiliar investidores a navegar por esse ambiente incerto

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Cinco coisas que deveriam acabar no mercado financeiro

15 de abril de 2024 - 20:01

O sócio-fundador da Empiricus lista práticas do universo dos investimentos que gostaria de ver eliminadas

DE REPENTE NO MERCADO

O que Elon Musk, Javier Milei, Alexandre de Moraes, o halving do bitcoin e a China têm em comum? 

14 de abril de 2024 - 12:00

Acredite: tudo isso movimentou o mercado financeiro esta semana; veja os destaques

Especial IR 2024

Meu dependente paga pensão alimentícia; posso abatê-la no imposto de renda?

13 de abril de 2024 - 8:00

Titular da declaração de imposto de renda declara o pai como dependente, e ele paga pensão alimentícia à mãe dela. E agora?

SEXTOU COM O RUY

Enquanto você se preocupa com a Oi (OIBR3), esta empresa da B3 virou a campeã de qualidade no serviço de internet – e ainda está barata na bolsa

12 de abril de 2024 - 6:07

Para se diferenciar, essa companhia construiu uma infraestrutura de qualidade, que tem proporcionado prêmios de internet fixa mais rápida do Estado de São Paulo, à frente das gigantes de telecom

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Quintal da China, quintal do mundo

10 de abril de 2024 - 19:15

Se a economia chinesa sofre, nós necessariamente compartilhamos dessa desgraça?

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Juro real de volta aos 6%: com bolsa na pior e dólar nas alturas, essa é uma nova oportunidade?

9 de abril de 2024 - 6:40

Uma regra prática comum para investimentos em renda fixa no Brasil sugere vender títulos quando os juros reais atingem 3% e comprá-los a 6%

EXILE ON WALL STREET

Além do bitcoin (BTC): esta carteira já rendeu 447% acima da maior criptomoeda do mercado

8 de abril de 2024 - 20:01

Acredito que exista uma forma melhor de pensar sobre a ciclicidade do preço do bitcoin (BTC), que historicamente nos ajudou a gerar alfa neste mercado

BOMBOU NO SD

Argentina entra na rota de ‘paraíso fiscal’, China encara mesma crise do Japão e inteligência artificial “sugando” o Ibovespa — veja tudo o que foi destaque na semana

6 de abril de 2024 - 13:36

A crise e os seus reflexos no país vizinho no Brasil despertaram o interesse dos leitores do Seu Dinheiro nos últimos dias

IR 2024

Pago escola e plano de saúde de um filho ilegítimo; posso abater esses gastos no imposto de renda?

6 de abril de 2024 - 8:00

Filho não assumido rende deduções no imposto de renda? A Dinheirista responde dúvidas de leitores sobre o IR 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies