🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Novidade na renda fixa

Tesouro quer lançar título para estudantes ainda neste ano; entenda a ideia por trás do produto

Ideia é que novo título funcione de maneira semelhante ao Tesouro RendA+, lançado nesta segunda-feira

Flavia Alemi
Flavia Alemi
30 de janeiro de 2023
17:20 - atualizado às 17:24
App do Tesouro Direto em tela de celular
Imagem: Shutterstock

O secretário do Tesouro, Rogério Ceron, informou nesta segunda-feira (30) que a pasta pretende lançar um título de renda fixa voltado a estudantes ainda neste ano. O novo instrumento funcionaria de maneira semelhante ao Tesouro RendA+, lançado hoje. Isto significa que o investidor teria reposição da inflação e ainda receberia um prêmio.

O novo produto ainda está em fase de estudos, mas a intenção é de que famílias possam poupar com o objetivo de custear o ensino superior de outros membros. Por exemplo, pessoas que se tornaram pais recentemente poderiam abrir uma conta para o filho e fazer aportes durante um período determinado. A partir da data escolhida, os aportes param e o filho recebe o equivalente ao rendimento.

"A ideia é funcionar como uma poupança voltada para o ciclo estudantil, ou seja, você acumula para poder custear os estudos em quatro ou cinco anos", disse Ceron, durante evento de lançamento do RendA+ na sede da B3.

O secretário do Tesouro, Rogério Ceron, durante evento da B3.

Leia mais:

Tesouro Direto x Poupança

Ceron destacou, ainda, a importância que o Tesouro Direto tem ganhado desde seu início, em 2002 —e, no que depender dele, o programa se tornará referência mundial de educação financeira.

Por isso, a missão do Tesouro é lançar produtos e funcionalidades novas para tornar o Tesouro Direto ainda mais popular e tomar o lugar da Poupança no dia a dia dos brasileiros. "O Tesouro Direto é mais seguro que a Poupança, mas a população brasileira, em geral, não têm esse conhecimento", lamentou Ceron.

Vale lembrar que a caderneta de poupança ainda é o investimento preferido da maior parte da população no Brasil. Na pesquisa "Raio-X do Investidor Brasileiro" mais recente, publicada pela Anbima, 23% dos brasileiros investem na poupança, enquanto apenas 2% investem em títulos públicos.

Compartilhe

ALTERNATIVA AO PRO SOLUTO

Meu CRI, Minha Vida: em operação inédita, Opea capta R$ 125 milhões para financiar imóvel popular de clientes da MRV

16 de abril de 2024 - 17:27

A Opea Securitizadora e a fintech EmCash acabam de anunciar a emissão do primeiro CRI voltado ao financiamento de unidades lançadas pela MRV dentro do programa habitacional do governo federal

Para onde ir?

Onde investir na renda fixa após tantas mudanças de regras e expectativas? Veja as recomendações das corretoras e bancos

16 de abril de 2024 - 13:03

Mercado agora espera que corte de juro seja menos intenso, e mudanças nos títulos isentos ocasionou alta da demanda por debêntures incentivadas, com queda nas taxas; para onde a renda fixa deve ir, então?

Mordida do Leão

O risco do Tesouro Direto que não te contaram (spoiler: tem a ver com inflação e imposto de renda)

15 de abril de 2024 - 6:04

Mordida do Leão sobre o Tesouro IPCA+ ocorre não só sobre o retorno real do título, mas também sobre a variação da inflação; e isso tem implicações para o investidor

O BRILHO DAS ISENTAS DE IR

A vez da renda fixa: Debêntures impulsionam mercado de capitais no 1T24 após “fim da farra” das LCIs e LCAs 

11 de abril de 2024 - 18:46

A captação do mercado de capitais chegou ao recorde de R$ 130,9 bilhões entre janeiro e março deste ano, impulsionada pelas ofertas de renda fixa

Mudança nas regras

Está faltando papel? Emissões de LCIs e LCAs caíram pela metade depois de aumento do prazo de carência

5 de abril de 2024 - 14:35

Levantamento do JP Morgan mostra queda anual de 40% nas novas emissões de LCIs e LCAs e baixas de 50% a 60% desde aprovação das novas regras; estudo da XP também mostra impacto das medidas na emissão de CRIs e CRAs

Em busca da isenção perdida

Debêntures incentivadas viraram o porto seguro da isenção de IR, mas ainda valem a pena?

4 de abril de 2024 - 6:36

Títulos de dívida emitidos por empresas estão entre os melhores investimentos do ano, com alta de mais de 3,50%; em 12 meses, ganhos ultrapassam 18,50%. Mas depois de toda essa valorização, taxas continuam atrativas?

Oportunidade

Mesmo com a Selic em queda, taxas do Tesouro Direto subiram e voltaram aos níveis de outubro de 2023; vale a pena investir agora?

21 de março de 2024 - 6:00

Títulos públicos mais longos acumulam queda neste início de ano; no caso do Tesouro IPCA+ remuneração voltou a se aproximar dos 6% ao ano mais inflação

Rumo a um dígito

Quanto rendem R$ 100 mil na poupança, no Tesouro Direto e em CDB com a Selic em 10,75%?

20 de março de 2024 - 19:30

Banco Central cortou a taxa básica em mais 0,50 ponto percentual nesta quarta; veja como a rentabilidade dos investimentos conservadores deve reagir

Renda fixa isenta

Sem IR e com dividendos: gestora do Nubank faz oferta pública de cotas do Nu Infra (NUIF11), seu fundo de debêntures incentivadas

18 de março de 2024 - 10:31

Objetivo da Nu Asset é captar R$ 150 milhões para seu fundo de crédito privado focado em infraestrutura

Renda fixa do mês

Itaú BBA e Santander indicam títulos do Tesouro Direto para março; BTG recomenda títulos isentos de imposto de renda

11 de março de 2024 - 16:30

Pós-fixados e indexados à inflação são as escolhas entre os títulos públicos; entre os privados, debêntures incentivadas, CRI e CRA

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar