🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-02-21T10:09:21-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Ricardo Gozzi
segredos da bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior caem pela manhã, em semana de PIB e inflação nos EUA; Nos próximos dias, balanços do Nubank (NUBR33) e IPCA-15 movimentam o Ibovespa

A tensão entre Rússia e Ucrânia permanece no radar dos investidores por todo o mundo, com o desenho de uma saída diplomática para o conflito

21 de fevereiro de 2022
7:55 - atualizado às 10:09
Nota 100 Reais Rasgada Inflação IPCA
Saiba o que irá movimentar o mercado, bolsa e dólar esta semana. Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O vai e vem das tropas russas na fronteira com a Ucrânia deve ter um fim nesta semana, mas não sem antes deixar as bolsas no exterior em estado de alerta nesta segunda-feira (21). Enquanto os investidores aguardam desdobramentos diplomáticos do conflito, os próximos dias contam com indicadores importantes para o mercado. 

Além do PIB do quarto trimestre da maior economia do mundo, o índice de preços ao consumidor (PCE, em inglês) também será divulgado ao longo da semana — isso sem falar dos balanços do exterior. 

E vivendo seus próprios conflitos, o Ibovespa encerrou a semana em queda de 0,6% após o recuo de 0,57% na última sexta-feira (18), aos 112.879 pontos. Por sua vez, o dólar à vista caiu 0,52%, a R$ 5,1400, uma queda de 1,95% nos últimos cinco pregões. 

Os balanços da semana também devem movimentar os negócios por aqui, com Nubank e Petrobras no radar. Somado a isso, os investidores olham propostas para conter o preço dos combustíveis, mas sem colocar em risco o quadro fiscal do país. 

Por fim, o clima eleitoral permanece como pano de fundo para os investidores, antes do pleito em outubro. 

Saiba o que movimenta a bolsa esta semana:

Combustíveis

No panorama local, os investidores aguardam os desdobramentos das propostas que tramitam no Congresso que visam abaixar o preço dos combustíveis. De acordo com Jean Paul Prates (PT-RN), as matérias devem ir ao plenário do Senado entre terça-feira (23) e quarta-feira (24)

O petisa prevê uma "aterrissagem suave” dos Projetos de Lei (PL) na Câmara em entrevista à CNN Brasil. 

PEC ou PL?

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), se animou com os projetos de lei e deixou a PEC dos Combustíveis de lado. Também chamada de “PEC Kamikaze” pela robusta renúncia fiscal da proposta, o texto não deve ser prioridade na casa, um alívio aos investidores e analistas. 

IPCA-15 e eventos

A semana local permanece de olho no risco de desrespeito às contas públicas pelas diversas PLs que tramitam no Congresso. Além disso, o clima eleitoral toma conta e quaisquer movimentos dos candidatos devem refletir no índice brasileiro. 

Já no campo dos eventos, Roberto Campos Neto, presidente do BC, deve palestrar ainda hoje na AgroMais. 

Para a quarta-feira (24), o destaque vai para o IPCA-15 de fevereiro, após o indicador de inflação registrar acumulado de 10,20% nos últimos 12 meses. Enquanto isso, na quinta-feira (25), é dia de Pnad Contínua, com a taxa de desemprego nacional. 

Nubank (NUBR33) e Petrobras (PETR3 e PETR4)

Por último mas não menos importante, os balanços que devem movimentar a semana são o do unicórnio brasileiro Nubank (NUBR33), na terça, e da Petrobras (PETR3 e PETR4), na quarta.

Você pode conferir o calendário completo aqui

Rússia X EUA

Os mercados reagem positivamente ao fato de o presidente dos EUA, Joe Biden, ter concordado "em princípio" em participar de uma reunião com seu homólogo russo, Vladimir Putin, para discutir a crise no Leste Europeu.

A cúpula foi proposta pelo presidente da França, Emmanuel Macron, que nos últimos dias tornou-se o principal interlocutor de Putin entre os líderes europeus.

Segundo a Casa Branca, porém, a reunião bilateral só vai ocorrer “se a Rússia não invadir a Ucrânia”.

Saída diplomática

A expectativa é de que um eventual encontro entre Biden e Putin resulte em uma solução diplomática para uma das piores crises em solo europeu em décadas.

O governo norte-americano alega que a Rússia está prestes a invadir a Ucrânia. O governo russo nega.

França na jogada

Macron passou quase três horas ao telefone com Putin no domingo. Depois de falar com o líder russo, Macron levou a proposta a Biden.

O gabinete de Macron informou que os detalhes da possível cúpula serão discutidos na quinta-feira durante uma reunião entre o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov. Ainda de acordo com a presidência francesa, Putin concorda com a necessidade de se "priorizar uma solução diplomática" para a crise.

Fique de olho

O feriado nos EUA mantém os as bolsas fechadas por hoje. Entretanto, o fechamento da última sexta-feira foi em terreno negativo para as bolsas por lá. 

Na terça-feira (23), os investidores devem observar os índices de gerente de compras (PMIs, em inglês), dos Estados Unidos. Os indicadores mostram se um determinado setor está em expansão (acima dos 50 pontos) ou retração (abaixo desse valor). 

O prato principal da semana é o PIB dos EUA, na quinta-feira (24). A atividade econômica dos EUA precede os números de inflação mensal do país na sexta-feira (25). 

Bitcoin (BTC) e criptomoedas

O aumento da cautela global em relação à Rússia e Ucrânia pressionou as criptomoedas no final de semana. Contudo, a ordem executiva de Joe Biden sobre as criptomoedas deve ser publicada ainda esta semana, o que eleva a cautela dos ativos digitais. 

Com isso, por volta das 7h40, o bitcoin (BTC) operava em leve alta de 0,22%, cotado a US$ 38.429,71 (R$ 197.690,69), depois de um final de semana no vermelho. 

Bolsas pelo mundo

Os principais índices asiáticos encerraram a sessão sem direção definida nesta segunda-feira. Os investidores acompanham os desdobramentos da tensão entre Rússia e Ucrânia, enquanto mantém os olhos na China. 

O gigante asiático manteve as principais taxas de juros inalteradas, depois de uma redução em janeiro. O país passa por um momento de alta na inflação, ao mesmo tempo que o alto número de vacinados já permite pensar em uma retomada mais intensa da economia.

Na Europa, as bolsas perderam força pela manhã, após os índices de gerente de compras (PMI, em inglês) mistos da Zona do Euro. Pesa do lado positivo uma possível saída diplomática para o conflito no leste europeu.

Por fim, os futuros de Nova York não abriram em virtude do feriado local. . 

Agenda da semana

Segunda-feira (21)

  • Feriado nos EUA mantém as bolsas fechadas hoje
  • Banco Central: Boletim Focus semanal (8h25)
  • Estados Unidos: Discurso de membro do Fomc (13h15)
  • Banco Central: Presidente do BC, Roberto Campos Neto, palestra em evento da AgroMais (15h)

Terça-feira (22)

  • FGV: Confiança do consumidor (8h)
  • Estados Unidos: PMI industrial, composto e de serviços de fevereiro (11h45)
  • Estados Unidos: Índice de Confiança do consumidor (12h)

Quarta-feira (23)

  • IBGE: IPCA-15 de fevereiro (9h)
  • Banco Central: Investimento estrangeiro no país (9h)
  • Tesouro Nacional: Relatório da Dívida mensal de janeiro (14h30)

Quinta-feira (24)

  • Pnad Contínua: Taxa de desemprego do trimestre até dezembro  (9h)
  • Estados Unidos: PIB do quarto trimestre (10h30)
  • Estados Unidos: PCE do quarto trimestre (10h30)
  • Estados Unidos: Pedidos de auxílio-desemprego (10h30)
  • Estados Unidos: Estoques de petróleo bruto (13h)
  • Brasil: Resultado primário de janeiro (14h30)

Sexta-feira (25)

  • FGV: IGP-M de fevereiro (8h)
  • Estados Unidos: PCE de janeiro (10h30)
  • Estados Unidos: Encomenda de bens duráveis (10h30)

Balanços da semana

Você pode conferir o calendário completo aqui.

Segunda-feira (21)

  • Inter (Brasil)

Terça-feira (22)

Antes da abertura:

  • HSBC (Reino Unido)

Após o fechamento:

  • Localiza (Brasil)
  • Nubank (Brasil)
  • Raia Drogasil (Brasil)

Quarta-feira (23)

Antes da abertura:

  • Gerdau (Brasil)
  • Barclays (Reino Unido)
  • Rio Tinto (Reino Unido)
  • Stellantis (Holanda)

Após o fechamento:

  • Petrobras (Brasil)

Quinta-feira (24)

Antes da abertura:

  • Ambev (Brasil)
  • Moderna (EUA)
  • Telefónica (Espanha)

Sexta-feira (25)

Antes da abertura:

  • Casino (França)
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

A UM PASSO DA REGULAÇÃO

Parecer da lei de criptomoedas retira propostas que dão mais segurança ao investidor; confira mudanças no texto

5 de julho de 2022

O texto precisa ser aprovado em sessão no plenário da Câmara; sem maiores alterações, vai para a sanção presidencial

É CEDO OU TARDE DEMAIS…

UBS vê potencial de valorização menor para Hapvida — será que é hora de dar adeus à HAPV3?

5 de julho de 2022

O banco cortou o preço-alvo das ações, de R$ 15,40 para R$ 9,00, o que representa um potencial de valorização de 49% em relação ao fechamento de segunda-feira (05)

O MEDO SE ESPALHA

Por que o petróleo tomba mais de 10% e arrasta as ações da Petrobras (PETR4) e PRIO (PRIO3) hoje

5 de julho de 2022

A projeção pessimista vem em um momento em que as cotações estão sob pressão. Desde o início do ano, quando as tensões entre Rússia e Ucrânia se intensificaram, o preço do barril saltou mais de 40%

SEM ACORDO

Greve do BC termina na data marcada; paralisação durou 95 dias

5 de julho de 2022

Os servidores do Banco Central cruzaram os braços em abril e reivindicavam reajuste salarial e reestruturação da carreira — demandas que não foram atendidas a tempo

ELEIÇÕES 2022

Pode isso, Arnaldo? Lula critica orçamento secreto enquanto oposição discute divisão das verbas em 2023

5 de julho de 2022

O orçamento secreto envolve a distribuição, sem transparência, de recursos federais a redutos eleitorais de deputados e senadores. O governo usa os pagamentos para comprar apoio político no Congresso.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies