🔴 FENÔMENO QUE TRANSFORMOU 1.500 PESSOAS EM MILIONÁRIAS PODE SE REPETIR – VEJA COMO SER O PRÓXIMO

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
ULTRAPASSANDO LIMITES

Dona do Google, Alphabet supera estimativas de lucro e dispara na bolsa; empresa vai tornar ações mais acessíveis a investidor

Resultado no quarto trimestre de 2021 e anúncio do desdobramento dos papéis agradaram o mercado. Papéis da big tech deram salto de 8% no after market em Nova York.

Carolina Gama
1 de fevereiro de 2022
19:25 - atualizado às 14:51
Logo do Google
Imagem: Shutterstock

O fim das medidas mais duras de restrição adotadas por conta da pandemia de covid-19 foi muito comemorado. E os números divulgados nesta terça-feira (1) mostram que a Alphabet tem motivos extras para celebrar.

A dona do Google viu na reabertura econômica a volta de empresas - especialmente de turismo - que passaram a pandemia fora dos anúncios em plataformas como o YouTube. E o resultado disso foi receita e lucro acima do esperado no quarto trimestre de 2021. 

Esse desempenho alegrou também os investidores, que viram que a gigante de tecnologia é capaz de se superar. No ano passado, as ações da holding do Google subiram 65%, ultrapassando as outras grandes empresas do setor e mais do que triplicando os ganhos no S&P 500.

Com a divulgação dos resultados trimestrais nesta terça-feira (1) e o anúncio do desdobramento de suas ações, os papéis da Alphabet avançaram mais de 8% no after market em Nova York. 

A Alphabet em números

A Alphabet registrou crescimento de receita de 32% em um sinal de que foi capaz de suportar as pressões da pandemia e da inflação.

A receita de publicidade do Google foi de US$ 61,24 bilhões no trimestre, um aumento de 33% em relação aos US$ 46,2 bilhões no mesmo período do ano anterior.

A unidade de nuvem da empresa também superou as estimativas, com receita subindo 45%, para US$ 5,54 bilhões. 

O prejuízo operacional da unidade foi de US$ 890 milhões durante o trimestre, o que diminuiu em relação ao prejuízo de US$ 1,14 bilhão incorrido há um ano. No entanto, expandiu a partir do terceiro trimestre, quando a unidade perdeu US$ 644 milhões.

GUIA PARA BUSCAR DINHEIRO: baixe agora o guia gratuito com 51 investimentos promissores para 2022 e ganhe de brinde acesso vitalício à comunidade de investidores Seu Dinheiro

A receita com Other Bets, que inclui a unidade de carros autônomos da empresa Waymo e a unidade de ciências da vida Verily, chegou a US$ 181 milhões – um pouco abaixo do ano anterior.

Os Custos de Aquisição de Tráfego (TAC), que é a métrica usada para descrever o que a empresa paga a outros sites para adquirir tráfego, ficou acima do esperado por Wall Street, em US$ 13,43 bilhões.

Veja os números da Alphabet e as estimativas da Refinitiv e da StreetAccount:

  • Lucro por ação: US$ 30,69 versus US$ 27,34 esperados
  • Receita: US$ 75,33 bilhões versus US$ 72,17 bilhões esperados
  • Receita de publicidade no YouTube: US$ 8,63 bilhões versus US$ 8,87 bilhões esperados
  • Receita do Google Cloud: US$ 5,54 bilhões versus US$ 5,47 bilhões 
  • TAC: US$ 13,43 bilhões versus US$ 12,84 bilhões esperados

Desdobramento de ações

A Alphabet anunciou um desdobramento de ações de 20 por 1 como parte do balanço trimestral da empresa. A mudança ocorre um ano e meio depois que a Apple disse que dividiria suas ações.

A dona do Google pretende dividir as ações Classe A, Classe B e Classe C das ações, de acordo com o demonstrativo de resultados. A mudança requer a aprovação dos acionistas. 

Para entender como funciona o desdobramento, basta pensar em um bolo que passou a ser dividido em um número maior de pedaços. Assim, cada acionista no fechamento dos negócios em 1º de julho receberá, em 15 de julho, 19 ações adicionais para cada papel da mesma classe de ações que possui.

Em 2012, o Google adicionou uma terceira classe de ações, a Classe C, sem direito a voto. A empresa já tinha ações Classe A, que valem um voto por ação, e ações Classe B, que são detidas de perto pelos fundadores e investidores iniciais e valem 10 votos. A empresa manteve essa estrutura de ações por meio de seu rebrand de 2015 para Alphabet.

Dois anos depois, em 2014, o Google realizou um desdobramento de ações de 2 por 1, antes de mudar para a Alphabet.

As ações da Alphabet ficaram mais caras ultimamente, valendo US$ 2.757 no fechamento do mercado de hoje, o dobro do preço desde maio de 2020. O preço mais baixo significaria que mais investidores poderiam comprar inteiras, em vez de fracionárias. 

Compartilhe

O RETORNO

Latam retoma voo em Wall Street com nova listagem de ADRs na bolsa de valores de Nova York. O que isso significa para os acionistas?

25 de julho de 2024 - 12:08

Os novos papéis devem começar a ser negociados hoje após três anos fora da bolsa norte-americana; entenda

É HOJE!

A Vale (VALE3) vai pagar dividendos ou não vai? O que esperar do desempenho financeiro da mineradora no 2T24

25 de julho de 2024 - 6:03

A companhia divulga nesta quinta-feira (25), após o fechamento do mercado, os resultados entre abril e junho; o Seu Dinheiro ouviu especialistas para saber o que vem por aí

DEMOROU, MAS SAIU

Passagens de avião por até R$ 200: Confira tudo o que você precisa saber sobre o programa Voa Brasil — e quem poderá participar

24 de julho de 2024 - 19:04

Segundo cálculos do governo, cerca de 20 milhões de pessoas cumprem os requisitos para participar do programa; veja os critérios

Reforço no caixa

Estoque de títulos de renda fixa de dívida de empresas dispara na B3 e atinge cifra trilionária; confira os detalhes

24 de julho de 2024 - 18:42

No primeiro semestre deste ano, registro de papéis de dívidas corporativas na B3 subiram 18%

NOVO CRONOGRAMA

Americanas (AMER3) divulga data para aumento de capital e grupamento de ações – e dá mais um passo no processo de Recuperação Judicial 

24 de julho de 2024 - 17:24

Varejista vai discutir a homologação do aumento de capital em reunião do conselho de administração nesta quinta-feira (25)

O BALANÇO VEM AÍ

Mais de R$ 100 bilhões em dividendos da Petrobras (PETR4): saiba se é hora de comprar as ações para aproveitar a oportunidade dos proventos bilionários

24 de julho de 2024 - 15:41

Os cálculos foram feitos pelo Goldman Sachs; papéis da petroleira avançam nesta quarta-feira (24) — entendam os motivos dessa alta

SINAL VERMELHO

A BYD atropelou a Tesla? Por que a fabricante de carros elétricos de Elon Musk despenca 12% em Nova York

24 de julho de 2024 - 15:04

Após os negócios de terça-feira (23), a Tesla apresentou os resultados trimestrais e os investidores não perdoaram; saiba o que preocupa no caminho da norte-americana

VOLTANDO A BRILHAR

Vivara (VIVA3) voltou a ser uma joia? Por que o Itaú BBA retomou a cobertura da rede de joalherias com recomendação de compra

24 de julho de 2024 - 14:03

Instituição vê um potencial de alta de 40% dos papéis da Vivara após renúncia de CEO e conselheiros abalar os papéis da empresa em março deste ano

Martelo batido

Preço mínimo da ação da Sabesp foi fixado em 20 de junho, e pouca gente sabia disso

24 de julho de 2024 - 13:39

Preço mínimo de R$ 63,56 por ação se tornou público hoje, com a publicação da ata de reunião do dia 20; Equatorial pagou R$ 67,00

FORA DE MODA NA BOLSA?

Ação da dona da Louis Vuitton cai mais de 4% após resultados desanimadores do 2T24 — e a China é uma das culpadas

24 de julho de 2024 - 13:13

A empresa de luxo LVMH, dona de marcas como Louis Vuitton e Dior, apresentou queda de 14% no lucro líquido da empresa no primeiro semestre de 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar