ESQUEÇA BITCOIN: outra criptomoeda de R$ 4 pode valer R$ 80 em breve; conheça aqui

Cotações por TradingView
2022-12-06T17:15:00-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
DINHEIRO NOVO

Mais uma empresa novata na B3 pede dinheiro aos acionistas e planeja aumento de capital por valor 62% abaixo do IPO

A provedora de serviços de internet Desktop (DESK3) fará um aumento de capital privado de até R$ 300 milhões; ações caem forte na B3

5 de dezembro de 2022
12:26 - atualizado às 17:15
Tecnologia internet
Imagem: Shutterstock

Mais uma empresa que abriu o capital na safra mais recente da bolsa brasileira decidiu "passar o chapéu" e pedir mais dinheiro aos acionistas. Agora é a vez da Desktop (DESK3).

A provedora de serviços de internet por banda larga que atua no Estado de São Paulo fará um aumento de capital privado, que pode chegar a R$ 300 milhões.

A empresa vai emitir as novas ações por R$ 9 cada. Esse valor representa um desconto de 12,5% em relação ao preço médio dos papéis DESK3 nos últimos 30 dias. Mas em relação às cotações das ações na oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês), o deságio chega a quase 62%.

Principal acionista da companhia, o fundo HIG pretende participar do aumento de capital, o que deve garantir pelo menos R$ 120 milhões para a Desktop.

Mas o compromisso do fundo com a companhia não foi suficiente para animar os investidores. No pregão desta segunda-feira, as ações da Desktop reagiam em forte queda de 7,23%, a R$ 9,24 por volta das 12h.

Diluição não agrada

O mercado reage mal a esse tipo de operação quando os papéis se encontram em níveis baixos porque costuma provocar uma grande diluição aos acionistas. No caso da Desktop, quem não aderir à operação terá a participação na companhia diluída em até 27%, caso a empresa emita todas as ações na operação.

Apesar de a diluição não ser positiva, os analistas da XP seguem otimistas com a companhia. ″Enxergamos a Desktop como uma plataforma consolidadora líder e muito bem posicionada para continuar seu processo de expansão”, escreveram.

A XP possui recomendação de compra para as ações DESK3, com preço-alvo de R$ 19 para o final de 2023, o que representa um potencial de alta de 105%. Leia também a nossa cobertura completa de mercados hoje.

Desktop em queda desde o IPO

Com o plano de crescer via aquisições, a Desktop estreou no pregão da B3 em julho de 2021 após captar R$ 715 milhões no IPO.

De lá para cá, porém, as ações amargam uma queda da ordem de 60%. A empresa vale hoje R$ 832 milhões na bolsa, de acordo com dados do Trademap.

Mesmo com a queda dos papéis, a Desktop decidiu voltar a pedir dinheiro aos acionistas para reforçar a estrutura de capital.

A empresa encerrou setembro com uma dívida líquida de R$ 958,6 milhões, o equivalente a 2,5 vezes o Ebitda anualizado do terceiro trimestre. Mas esse número não inclui as aquisições recentes da Fasternet e da IDC Telecom, que foram anunciadas em agosto.

Além da Desktop, outras companhias que abriram o capital na B3 nos últimos dois anos decidiram pedir mais dinheiro aos acionistas. É o caso, por exemplo, da empresa de comércio eletrônico Infracommerce (IFCM3) e da rede de lojas de depilação a laser Espaçolaser (ESPA3).

Veja a seguir as principais condições da proposta de aumento de capital da Desktop (DESK3):

  • Valor: de R$ 120 milhões a R$ 300 milhões
  • Quantidade de ações: de 13.333.334 a 33.333.334
  • Preço por ação: R$ 9,00 — equivalente a um deságio de 12,5% sobre o preço médio ponderado dos últimos 30 dias

O prazo do direito de preferência aos atuais acionistas vai de 8 de dezembro a 23 de janeiro de 2023. As ações ficam "ex", ou seja, sem direito de participação ao aumento de capital, a partir do dia 8.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Aperta o play!

Além da Americanas (AMER3): a fila de empresas endividadas aumenta com Oi (OIBR3), Light (LIGT3) e CVC (CVCB3)

4 de fevereiro de 2023 - 8:11

A Americanas está numa situação financeira crítica, mas outras empresas da bolsa, como a Oi, também estão em maus lençóis. O que explica?

DIA 34

E agora, Campos Neto? Lula solta o verbo e volta a falar do banco central, dos juros e da inflação — e mercado torce o nariz

3 de fevereiro de 2023 - 21:04

Presidente também disse que vai recuperar a economia do País, fazer o ajuste da tabela do Imposto de Renda e aprovar a reforma tributária

DESCENDO A LADEIRA

O preço da proteção judicial: agências rebaixam a Oi (OIBR3) e nota de crédito chega ao pior grau

3 de fevereiro de 2023 - 20:34

No caso da S&P Global, o rating da operadora passou de CCC- para D, o nível mais baixo, enquanto no caso da Fitch, a nota caiu de CC para C — o que significa perto de um calote

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ambev (AMBV3) colocou água no chopp? Veja o que pressionou os mercados hoje

3 de fevereiro de 2023 - 19:22

Muito tem se falado sobre a Ambev (AMBV3) nos corredores do Planalto e também da B3, mas quem realmente estragou o chopp dos investidores nesta sexta-feira (03) foi o mercado de trabalho americano.  O happy hour em Wall Street tinha tudo para ser do bom e do melhor — na última quarta-feira (01), o Federal Reserve […]

RESULTADO DA APURAÇÃO?

Americanas (AMER3) afasta diretores financeiros e contábeis quase um mês após revelar rombo bilionário; veja quem são os executivos retirados do quadro

3 de fevereiro de 2023 - 19:04

Os executivos em questão entraram para quadro de lideranças da Americanas dentro do período de 20 anos no qual foi acumulado o rombo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies