🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-05-17T12:38:31-03:00
Ricardo Gozzi

A Turquia mandou avisar: Suécia e Finlândia podem implorar, mas não vão entrar na Otan; entenda por quê

Analistas veem objeção da Turquia ao ingresso de suecos e finlandeses na aliança militar como uma tentativa de obter concessões

17 de maio de 2022
12:15 - atualizado às 12:38
Recep Tayyip Erdogan
O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, é contra a entrada da Suécia e da Finlândia na Otan. - Imagem: Otan/Flickr

A invasão da Ucrânia pela Rússia está prestes a completar três meses sem sinais de que uma solução para o conflito esteja minimamente próxima. Hoje, em meio à rendição de centenas de combatentes ucranianos entrincheirados em uma siderúrgica na cidade litorânea de Mariupol, a Turquia reiterou sua contrariedade ao ingresso da Suécia e da Finlândia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Soldados ucranianos rendem-se em Mariupol

Em Mariupol, cerca de 260 integrantes das forças ucranianas foram detidos e levados para áreas sob controle da Rússia.

Não ficou claro se todos os combatentes ucranianos entrincheirados nas ruínas da siderúrgica já foram retirados do local.

Antes da rendição, a instalação figurava como um dos últimos bastiões mantidos por forças da Ucrânia na região. A expectativa agora é de que a Rússia amplie ainda mais a área costeira sob seu controle.

Turquia avisa que não vai aceitar Suécia e Finlândia na Otan

No campo da diplomacia - ou da falta de -, a Rússia minimizou os potenciais impactos de uma possível adesão da Finlândia e da Suécia à Otan depois de a Turquia ter antecipado que não aprovaria a entrada dos dois pleiteantes nórdicos.

O pedido sueco foi formalizado hoje; o finlandês está prestes a sair do forno. Estocolmo e Helsinque também anunciaram planos de enviar delegações a Ancara na tentativa de convencer o governo turco a aprovar o acesso de ambos.

Entretanto, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, sugeriu a suecos e finlandeses que não percam tempo nem gastem dinheiro com isso.

Um foco de tensão a menos?

Como o ingresso na Otan depende da anuência de todos os membros da aliança militar, o posicionamento da Turquia desfaz, ao menos temporariamente, um foco de tensão fundamental para o conflito na Europa.

Afinal, uma das justificativas apresentadas pela Rússia para invadir a Ucrânia foi o avanço da Otan até sua fronteira.

Mas por que a Turquia se opõe à expansão da Otan?

Se William Shakespeare fosse analisar o momento geopolítico atual da Europa, talvez dissesse que há mais motivações por trás da posição da Turquia do que nossa vã filosofia é capaz de imaginar.

Não se trata apenas de alianças. A Turquia integra a Otan desde 1952. Ao mesmo tempo, Erdogan é conhecido por manter um bom relacionamento com o presidente da Rússia, Vladimir Putin. A Turquia chegou, inclusive, a abrigar negociações de paz entre russos e ucranianos.

Entretanto, as relações entre a Turquia e a União Europeia (UE) são tensas por natureza. Quem hoje pede a bênção aos turcos no passado fechou as portas à ambição de Ancara de integrar a UE.

Além disso, Suécia e Finlândia figuram entre os países que concederam asilo político a membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão.

Conhecido pelas iniciais PKK, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão é um grupo separatista armado classificado como organização terrorista pela Turquia.

Erdogan com a faca e o queijo na mão

Agora que a Suécia e a Finlândia buscam o acesso à Otan depois de décadas de neutralidade, a Turquia tem a faca e o queijo na mão para retaliar dois países que nos últimos anos lhe negaram, entre outras coisas, a venda de armamentos.

"Não diremos 'sim' a quem aplica sanções à Turquia”, disse Erdogan ao ser questionado sobre a posição turca a respeito das pretensões suecas e finlandesas.

Sobre a intenção da Suécia e da Finlândia de enviarem delegações à Turquia na tentativa de persuadi-lo, Erdogan rebateu: “Eles virão nos persuadir? Desculpe-nos, mas eles não deveriam perder tempo com isso".

Ainda segundo Erdogan, a adesão da Suécia e da Finlândia transformaria a Otan num “lugar onde os representantes de organizações terroristas estão concentrados”, numa referência ao asilo concedido a membros do PKK.

Será apenas retórica?

Observadores experientes mostram-se céticos quanto à retórica de Erdogan.

“Apesar de suas objeções, Ancara não bloqueará a entrada dos países na Otan”, escreveram analistas da consultoria de risco político Eurasia Group em nota a clientes.

Na avaliação dos analistas do Eurasia, Erdogan está em busca de concessões.

“Isso pode abranger a flexibilização do embargo de armas à Turquia. Também pode incluir o reconhecimento do PKK como organização terrorista a fim de limitar suas atividades de arrecadação de dinheiro e recrutamento de militantes”, afirmam eles.

No último fim de semana, Ibrahim Kalin, considerado o principal conselheiro de política externa de Erdogan, tranquilizou os aliados de Ancara.

“Não estamos fechando a porta. Mas estamos basicamente levantando esse tema como uma questão de segurança nacional para a Turquia”, comentou ele em entrevista à Reuters.

*Com informações da CNBC e da Reuters.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

QUEREM PARAR O RUSSO

Todos contra Putin: O assunto da vez da reunião dos líderes do G7? Impor limites à Rússia

Dessa vez, a ideia central é a de impor um “teto” no preço dos combustíveis russos — a proposta foi trazida à pauta pelo presidente americano, Joe Biden

TECNOLOGIA EM FOCO

Em busca de inovação: Petrobras (PETR4) lança oportunidades para aquisição de soluções de startups e empresas de tecnologia; saiba como funciona

A Petrobras vai investir até R$ 21,2 milhões em empresas de tecnologia e startups de soluções nas áreas de robótica, tecnologias digital e d inspeção

DUELO DE GIGANTES

Berkshire, de Warren Buffett, está à caça da Tesla, de Elon Musk — veja como anda essa disputa

No auge da pandemia de covid-19, a fabricante de veículos elétricos nadou de braçada, com as ações disparando mais de 12 vezes, enquanto os papéis da holding do Oráculo de Omaha subiram modestos 60%; será que o cenário ainda é o mesmo?

BOMBOU NAS REDES

Luiza Trajano em desespero? Após derreter quase 70%, Magazine Luiza (MGLU3) leva o título de pior ação do semestre; descubra quem mais chegou perto de virar pó no período

Com ações derretendo quase 70%, Magazine Luiza (MGLU3) teve o pior desempenho do semestre; veja o ranking completo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies