A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-07T09:27:48-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
CARA CADÊ MEU DEFI?

Roubo de criptomoedas com ataque hacker levou US$ 1,3 bilhão de plataformas de DeFi em 2022; maior crime foi de US$ 180 milhões

Mesmo com a alta do dia, os investidores acompanham os desdobramentos do pedido de falência da Voyager Digital

6 de julho de 2022
16:17 - atualizado às 9:27
Ataques hackers de DeFi levaram cerca de US$ 1,3 bilhão em criptomoedas
Ataques hackers de DeFi levaram cerca de US$ 1,3 bilhão em criptomoedas. Imagem: Shuttertstock

O primeiro semestre de 2022 foi difícil para o mercado de criptomoedas, mas os últimos três meses foram especialmente complicados para os investidores em finanças descentralizadas, as DeFis. 

Essa classe mais recente de ativos vem sendo penalizada como nenhuma outra devido aos problemas de golpes virtuais, em especial ataques hackers. No último trimestre, as plataformas de DeFi perderam cerca de US$ 670 milhões em investidas criminosas do tipo. 

No primeiro trimestre de 2022, as perdas foram da ordem de US$ 667 milhões, totalizando US$ 1,338 bilhão somente neste ano de acordo com a principal plataforma de bug bounty e serviços de segurança para DeFi, Immunefi.

Roubos em DeFi cresceram em relação ao ano passado

A Immunefi identificou os protocolos que mais perderam fundos nesse período. Foram eles: o Beanstalk, o Harmony Horizon Bridge, o Mirror Protocol, e o Fei Protocol. 

“O número é 1,5 vez maior do que o mesmo montante de perdas registradas no mesmo período do ano passado”, destaca o relatório. No segundo trimestre de 2022, o roubo de fundos de protocolos DeFi foi de US$ 440 milhões.

Dos 50 ataques identificados pela Immunefi, 49 deles foram a protocolos de finanças descentralizadas e apenas um hack a uma plataforma de finanças centralizadas (CeFi). 

Confira abaixo os maiores valores de hacks do segundo trimestre:

ProjetoPerdas (US$)
BeanstalkUS$ 182 milhões 
Harmony HorizonUS$ 100 milhões
Mirror ProtocolUS$ 90 milhões
TribeDAOUS$ 80,34 milhões
Fantom ScreamUS$ 35 milhões
OptimismUS$ 35 milhões
AkutarsUS$ 33 milhões
Deus FinanceUS$ 13,4 milhões
Elephant MoneyUS$ 11,2 milhões
Venus ProtocolUS$ 11,2 milhões
Fonte: Immunefi

Como os ataques são feitos?

Desde o ano passado, os protocolos de DeFi são alvos fáceis para quem pretende aplicar golpes digitais. Assim como as criptomoedas podem dar retornos astronômicos, as promessas no universo de finanças descentralizadas também têm potencial de multiplicar o dinheiro investido de maneira exponencial e rápida. 

Os criminosos se valem dessa possibilidade para fisgar os usuários e investidores mais desatentos. A falta de regulação e respaldo legal desse tipo de ativo também é um fator que facilita os golpes digitais.

Veja as oportunidades do setor mais abaixo:

Por isso, antes de investir em protocolos de DeFis, certifique-se de que se trata de um projeto sério e sólido.

Ingressar em comunidades no Twitter, Discord ou Telegram de um projeto específico pode ajudar a evitar golpes. Ainda de acordo com a Immunefi, parte dos recursos já foram devolvidos às plataformas.

Papo Cripto #022 — Bitcoin ‘abaixo do preço’?

Aperte o play e não deixe de conferir o último Papo Cripto com José Arthur Ribeiro, CEO da corretora de criptomoedas Coinext.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

BALANÇO

Resultado da Méliuz (CASH3) piora e empresa de cashback registra prejuízo líquido de R$ 28,2 milhões no segundo trimestre

15 de agosto de 2022 - 19:07

Os papéis da Méliuz amargam perdas de 87% no ano, mas entraram no mês de agosto em tom mais positivo, com ganho mensal de 7%

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magazine Luiza (MGLU3) dá a volta por cima, XP vai às compras e futuro do ethereum; confira os destaques do dia

15 de agosto de 2022 - 18:52

Há pouco mais de dois meses, quando conversei com diversos analistas e gestores de mercado sobre as expectativas para o segundo semestre, poucos foram aqueles que apostaram nos setores de grande exposição à economia doméstica como boas alternativas para a segunda metade do ano.  Não que empresas ex-queridinhas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e […]

ACIONISTAS FELIZES

Dividendos: Itaúsa (ITSA4) pagará JCP adicional e data de corte é nesta semana; veja como receber

15 de agosto de 2022 - 18:47

Vale lembrar que, após a data de corte, as ações serão negociadas “ex-direitos” e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies