🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-06-17T19:51:31-03:00
Carolina Gama
NOITE CRIPTO

Se segura, mas (ainda) não cai: bitcoin (BTC) se mantém no patamar de US$ 20 mil; confira cotações

A semana não foi fácil para o BTC e para os ativos digitais de modo geral, que tiveram que enfrentar aumento de juros nos EUA, na Europa e no Brasil, crise na plataforma Celsius e a maior realização de prejuízo da história do bitcoin

17 de junho de 2022
19:51
Bitcoin (BTC) na corda bamba e o mercado de criptomoedas se prepara para o final de semana
Bitcoin na corda bamba? - Imagem: Shutterstock

O bitcoin (BTC) entra na noite desta sexta-feira (17) se segurando no patamar dos US$ 20 mil, com os investidores acompanhando com cautela os próximos movimentos da maior criptomoeda do mundo.

A semana não foi fácil para o BTC e para os ativos digitais de modo geral, que tiveram que enfrentar aumento de juros nos EUA, na Europa e no Brasil, crise na plataforma Celsius e a maior realização de prejuízo da história do bitcoin.

Por volta de 19h50, o bitcoin caía 0,20%, cotado a US$ 20.561,27. Confira a cotação de algumas das principais criptomoedas do mundo. Vale lembrar que o mercado continua com as negociações durante o fim de semana, apesar da falta de liquidez:

Nome24h %24h %7d %
Bitcoin (BTC)US$ 20.561,27-0,20%-29,73%
Ethereum (ETH)US$ 1.085,85-0,79%-35,47%
Tether (USDT)US$ 0,9989+0,02%-0,03%
USD Coin (USDC)US$ 1,00-0,01%+0,03%
BNB (BNB)US$ 216,49+1,35%-24,76%
Fonte: coinmarketcap.com

O gatilho para a queda do bitcoin na semana

Na sexta-feira passada (10), a divulgação do índice de preços ao consumidor norte-americano de maio —  uma alta de 1% em base mensal e de 8,6% em termos anuais — foi o gatilho para as perdas do bitcoin que foram vistas depois.

O dado levou o Federal Reserve (Fed) a elevar a taxa de juros em 0,75 ponto porcentual (pp) — o maior aumento desde 1994 — na quarta-feira (15) na tentativa de conter uma inflação implacável. 

No dia da decisão, os mercados de ações e de cripto gostaram do que ouviram do presidente do Fed, Jerome Powell

Em coletiva, ele fixou um teto para a próxima alta de juros — de 0,50 pp a 0,75 pp — afastando, pelo menos por enquanto, um aumento ainda maior, de 1 pp. 

O otimismo durou pouco e, na quinta-feira (16), as ações e o bitcoin (BTC) tiveram forte queda, influenciados pela decisão do Fed do dia anterior. 

E não foi só isso: as criptomoedas ainda tiveram que lidar com a reunião emergencial do Banco Central Europeu (BCE) e com a alta de juros no Brasil, no Reino Unido e na Suíça — um sinal de que as condições dos mercados ficarão mais apertadas, com pouca

A crise da Celsius no caminho do bitcoin

O bitcoin (BTC) e o mercado de criptomoedas também tiveram que enfrentar nesta semana a crise na plataforma de staking — uma espécie de dividendos em criptomoedas.

Celsius anunciou no domingo (12) a suspensão de saques e transferências por tempo indeterminado.

A plataforma Celsius funciona como uma rede que facilita as operações de DeFis. Além do staking, o aplicativo também permite o empréstimo (lending) de criptomoedas com garantia em outras moedas digitais. 

A queda recente do mercado fez alguns protocolos menores desaparecerem — como foi o caso da Terra (LUNA), mas em uma escala reduzida.

A saída de investidores devido às perdas recentes das criptomoedas, somado a esses sumiços, contribuiu para uma perda de liquidez da plataforma Celsius. Assim, ela travou os saques e as negociações dos investidores.

Recorde de resgates

A maior alta de juros nos Estados Unidos em 28 anos e outras elevações de juros que vieram depois aumentaram ainda mais a aversão ao risco dos investidores e agravaram o mau tempo no mercado cripto — que vem sofrendo uma forte crise de confiança desde o fim do projeto Luna.

O pânico é tanto que o início da semana ficou marcado pela maior realização de prejuízo da história do bitcoin. 

Segundo dados da plataforma Glassnode, foram US$ 4,2 bilhões resgatados em todo o mundo por investidores que preferiram perder dinheiro a ver os números no vermelho.

Papo Cripto #21: Bitcoin (BTC) em pânico — o que esperar das criptomoedas a partir de agora?

Com queda de 70% desde as máximas históricas, a semana foi delicada para a maior criptomoeda do mundo. Confira o que passou e o que virá, segundo o analista de criptomoedas da VG Research, Felipe Fernandez. Aperte o play!

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Fraqueza nos números

Entrega de veículos da Tesla (TSLA34) recua no segundo trimestre e vem abaixo da expectativa do mercado

Apesar do crescimento das vendas na comparação anual, houve uma queda em relação ao trimestre anterior

Mais uma vítima

Após tomar calote do 3AC, exchange Voyager Digital suspende saques, depósitos e negociações de clientes

Corretora de criptomoedas tomou calote de mais de US$ 670 milhões, mas, apesar de ter tomado empréstimos, precisou paralisar atividades

Bancões na área

Vão sobrar uns cinco ou dez bancos digitais, e o Next está entre eles, diz CEO do banco digital do Bradesco

Renato Ejnisman diz ainda que Next visa a mais aquisições e pensa ainda em internacionalização

No vermelho

Magazine Luiza (MGLU3) é a ação com o pior desempenho do Ibovespa no primeiro semestre de 2022; outras varejistas e techs também sofreram no período

Com queda acumulada de quase 70% no ano, ações do Magalu são as piores do Ibovespa no semestre que acaba de terminar

Proteção

Qual título público comprar no Tesouro Direto? Santander recomenda papel indexado à inflação para o mês de julho; veja qual

Recomendação do banco para o Tesouro Direto visa proteção contra a inflação e possibilidade de valorização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies