🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Oferta subsequente

Fras-le (FRAS3) já contratou bancos para oferta de ações, mas depende de condições do mercado

A fabricante de autopeças avalia a possibilidade de fazer oferta subsequente com distribuição primária e secundária.

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
9 de março de 2022
10:26 - atualizado às 11:23
Fras-le já contratou bancos para prestar assessoria financeira no follow-on
Fras-le afirma que oferta subsequente deve ter distribuição primária e secundária - Imagem: Fras-le

A Fras-le (FRAS3), companhia do grupo Randon especializada em autopeças, confirmou nesta quarta-feira (9) que avalia a possibilidade de realizar uma oferta subsequente de ações (follow-on) com distribuição primária e secundária.

Na distribuição primária, a empresa vende novos títulos e os recursos captados vão para o caixa. Já a distribuição secundária é apenas a venda de ações já existentes. Nesse caso, os recursos vão para os vendedores em vez de ir para o caixa da empresa.

Em fato relevante publicado nesta manhã, a companhia ponderou, no entanto, que o follow-on está sujeito às condições dos mercados de capitais. E sabemos que elas andam instáveis.

A Fras-le confirmou, ainda, que contratou os bancos Itaú BBA, BTG Pactual, Bradesco BBI e Safra para prestar assessoria financeira e preparar a oferta.

O comunicado foi uma resposta a uma notícia veiculada no Valor Econômico dizendo que a Fras-le pretende captar R$ 750 milhões numa tranche primária. A empresa, entretanto, não comunicou quanto pretende levantar com a oferta, nem deu qualquer informação sobre a finalidade da captação.

Fras-le não divulgará mais guidance

A fabricante de autopeças também comunicou que, devido aos preparativos para o follow-on, não irá mais divulgar suas projeções financeiras, o famoso guidance. Segundo a Fras-le, essa decisão considera a necessidade de alinhamento de sua política de divulgação de projeções com os procedimentos adotados por auditores independentes.

Dessa maneira, a empresa ressalta que quaisquer projeções divulgadas no passado não devem ser consideradas para fundamentar decisões de investimento caso o follow-on se concretize.

Na última divulgação do guidance para 2022, feita em fevereiro, a Fras-le projetava uma receita líquida consolidada entre R$ 2,7 e R$ 3 bilhões no ano, bem como uma margem EBITDA entre 14% e 16%. Os investimentos, por sua vez, deveriam navegar entre R$ 90 e R$ 120 milhões.

Resultados de 2021

No ano passado, a empresa atingiu R$ 2,6 bilhões em receita líquida, resultado 54,5% maior que o apresentado em 2020. O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 388,1milhões, ou seja, 17,3% a mais que o ano anterior. O lucro líquido cresceu 15,7%, para R$ 210,6 milhões.

No quarto trimestre de 2021, a companhia obteve a maior receita da sua história. No entanto, a Fras-le apontou que as provisões afetaram os resultados, por serem itens não recorrentes.

Aquisição da Nakata

O ano passado marcou o primeiro aniversário da aquisição da Nakata Automotiva, um player relevante no segmento. Segundo a Fras-le, posteriormente ao anúncio da aquisição foi montada uma equipe para identificar sinergias entre as duas empresas.

Uma das principais sinergias identificadas foi a possibilidade de expansão das vendas dos produtos Nakata para América Latina utilizando as estruturas do grupo Fras-le. Dessa forma, a empresa aponta que iniciativas nessa frente já resultam em R$1,5 milhão em receitas no primeiro ano da aquisição. A expectativa é que elas dobrem no segundo ano.

A Fras-le possui um amplo histórico de crescimento via aquisições, e tem tido como resultado a ampliação de seu portfólio. Desde 2017, a companhia comprou a Armetal e a Farloc, na Argentina; a ASK, na Índia; a Fanacif, no Uruguai; e a Fremax e a Nakata, no Brasil.

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar