O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-04T14:36:18-03:00
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
duelo

Ação do BTG (BPAC11) pode ter desempenho melhor que XP no curto prazo, diz UBS

Banco elevou preço-alvo das ações do BTG Pactual (BPAC11), mas manteve recomendação neutra devido a cenário desafiador

4 de abril de 2022
14:14 - atualizado às 14:36
BTG Pactual Digital
Imagem: Shutterstock

O cenário para as plataformas de investimento brasileiras está complicado, mas o BTG Pactual pode ter desempenho melhor do que a rival XP no curto prazo, de acordo com o UBS BB.

A explicação está num gap de valuation significativo, ou seja, uma assimetria entre o preço da ação hoje e o quanto ela, de fato, vale.

O UBS elevou o preço-alvo da ação do BTG de R$ 29 para R$ 31, o que significa um potencial de valorização de 16% em relação ao fechamento de sexta-feira (1). A recomendação para o papel, no entanto, foi mantida em neutra.

A XP Investimentos também teve recomendação neutra mantida, apesar do banco ter revisado as estimativas de lucro da empresa para cima.

Confira detalhes do relatório:

Pressão de curto prazo

O pano de fundo para as plataformas de investimento brasileiras, de maneira geral, não é bom. Com a Selic chegando a dois dígitos, os investidores conseguem encontrar rendimento de cerca de 1% ao mês e estão menos dispostos a procurar alternativas.

O UBS pontua que, no 1T21, os dados da Anbima mostram que a captação dos fundos brasileiros foi muito mais suave que nos trimestres anteriores. Dessa forma, o banco projeta que o crescimento dos ativos sob gestão (AUM) das plataformas deve desacelerar para 21,5% em 2022,. No ano passado, o crescimento foi de 46,7%.

BTG Pactual (BPAC11): preço-alvo revisado

Recomendação: Neutra.

Preço-alvo: Revisado para R$ 31, de R$ 29.

Os resultados do BTG no 4T21 vieram melhores do que o esperado, o que fez o UBS revisar suas estimativas de lucro para 2022.

O portfolio de empréstimos do BTG ultrapassou R$ 100 bilhões nos últimos três meses do ano passado. Isso o coloca como o segundo maior credor das microempresas no Brasil.

"Notadamente, nesses empréstimos para microempresas, o BTG Pactual utiliza os recebíveis de grandes empresas como garantia dos empréstimos, reduzindo o risco de qualidade dos ativos de sua carteira", afirma o UBS.

Por outro lado, a receita com a parte de investment banking, que inclui consultoria financeira para fusões e aquisições, subscrição de ações e de dívida, deve cair 44% neste ano, estima o UBS.

Apesar de achar que o BTG pode ter desempenho melhor que a XP no curto e médio prazo, o UBS manteve a recomendação neutra por não acreditar que o primeiro trimestre de 2022 mostrará fortes tendências operacionais.

XP: custos devem pesar

Recomendação: Neutra.

Preço-alvo: US$ 37

A XP também apresentou resultados melhores do que a previsão no último trimestre de 2021, provocando o UBS a ajustar a projeção de lucro ajustado de R$ 4,2 bilhões para R$ 4,3 bilhões em 2022. O número está 6% acima do consenso, de R$ 4 bilhões.

O UBS prevê crescimento de cerca de 27% da receita nos próximos três anos, liderado pelo segmento de varejo. Para 2025, porém, a projeção de receita de R$ 31 bilhões do UBS para a XP está abaixo do guidance da empresa, de R$ 40 bilhões.

Os custos, por sua vez, devem continuar pressionando as despesas e margens operacionais nos próximos anos. Isso se deve ao desenvolvimento de novos produtos, como cartões de crédito, empréstimos, seguros e previdência.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOITE CRIPTO

Não durou muito: bitcoin (BTC) opera em queda e volta a ficar abaixo do nível de US$ 30 mil; veja a performance das outras criptomoedas

O peso da perda de confiança do mercado é um dos pontos que mais afastam o investidor do mercado de criptomoedas atualmente

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies