O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-11T17:03:50-03:00
Guilherme Valle
FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar inicia a semana com recuo de 0,39% e vale R$ 4,6904. Euro segue mesma trajetória e vale R$ 5,10; confira o que movimentou o câmbio nesta segunda-feira

IPCA acima do esperado em março leva investidores a reavaliarem expectativas para os juros no Brasil

11 de abril de 2022
17:03
dólar e euro
A segunda-feira foi marcada pelo dólar ganhando força mundo afora - Imagem: Shutterstock

Depois de fechar a semana passada com avanço de 0,89%, o dólar teve uma segunda-feira (11) de muitas idas e vindas mas acabou fechando o pregão em baixa, registrando recuo de 0,39% e sendo negociado aos R$ 4,6904. O euro seguiu o mesmo caminho e sofreu desvalorização de 0,2%, aos R$ 5,1083.

Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou no intervalo entre R$ 4,6789 e R$ 4,7399, alternando estabilidade, valorização e desvalorização. O euro, por sua vez, registrou máxima de R$ 5,1601 e mínima de R$ 5,0984.

Por aqui

No dia de hoje, mais uma “greve” prejudicou a divulgação de dados econômicos. É que os analistas do comércio exterior realizaram uma paralisação reivindicando melhores salários, o que fez com que o Ministério da Economia anunciasse um atraso na publicação dos dados da balança comercial semanal, que ficaram para depois das 18:00.

Mas os analistas do comércio exterior não são os únicos que decidiram paralisar as atividades nesta semana — amanhã (12) será a vez dos funcionários da CVM, que votam uma possível greve na quarta-feira(13), também na terça-feira (12) param os analistas e técnicos de Planejamento e Orçamento. Na quarta-feira (13) serão os funcionários da Susep.

Campos Neto também chamou a atenção dos investidores ao avaliar como “surpresa” o IPCA de março, divulgado na última sexta-feira. 

“Teve também outros elementos como vestuário e alimentação fora do domicílio que vieram com surpresa grande” comentou o presidente do Banco Central. “Estamos analisando surpresa no IPCA e vendo se muda algo na tendência. Essa surpresa também se fez presente em vários outros países”, completou.

Campos Neto também falou do grande fluxo de dólares que tem entrado no país, ajudando o real a se consolidar como uma das moedas de melhor desempenho no ano. Segundo ele, os recursos têm sido destinados a diferentes classes de ativos.

Na sua avaliação, não há nada de extraordinário na recente apreciação do real: "Nosso cenário não é de reversão desse movimento de entrada, mas estamos em um cenário de muita incerteza", comentou. Os comentários colaboraram para que os juros fechassem o dia em alta.

Por lá

Para falar do que acontece fora do Brasil vale recorrer, novamente, ao que falou Campos Neto na manhã de hoje. Ao comentar que a decisão do Federal Reserve de apertar o passo no aperto monetário já domina as conversas no mercado, o presidente do BC aproveitou para alertar que isso pode alterar as dinâmicas globais, com países emergentes perdendo parte do fluxo de recursos, mas que mesmo assim ainda vê o Brasil bem posicionado.

Com os mercados ainda reagindo à decisão do Fed de apertar o passo na subida dos juros, o DXY, índice que compara o dólar aos seus pares, registrou mais um dia de alta, se aproximando do patamar dos 100 pontos.

Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados para acompanhar o desempenho de bolsa, dólar e juros hoje. Confira também o fechamento dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F23DI jan/2313,09%12,94%
DI1F25DI Jan/2511,97%11,81%
DI1F26DI Jan/2611,72%11,61%
DI1F27DI Jan/2711,64%11,56%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies