Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-01-21T10:48:48-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
semana em cripto

Investidores de bitcoin e criptomoedas liquidam mais de meio bilhão de dólares em contratos futuros em menos de 24h; BTC já cai 16% em 2022

Com queda de quase 8% nas últimas 24 horas, bitcoin perde o patamar de US$ 39 mil; confira o que mexe com o mercado de criptomoedas

21 de janeiro de 2022
9:11 - atualizado às 10:48
Bitcoin (BTC) acumula perdas de 16% em 2022 e criptomoedas também caminham para semana negativa; confira o preço delas hoje
Confira como anda o mercado de criptomoedas e o preço do bitcoin (BTC) hoje. Imagem: Shutterstock

Os analistas do mercado de criptomoedas já mantinham no radar uma preocupação com o mercado de contratos futuros de bitcoin (BTC). O volume negociado estava muito alto e uma liquidação-relâmpago poderia fazer o preço dos ativos digitais despencar a qualquer momento. 

E o medo se tornou realidade na madrugada desta sexta-feira (21). Em 24h, foram liquidados cerca de US$ 730 milhões em contratos futuros em criptomoedas, dos quais US$ 295 milhões foram em bitcoin, de acordo com o CoinGlass.

Dessa forma, por volta das 8h20, a maior criptomoeda do mundo operava em queda de 7,96%, cotada a US$ 38.783,72 (R$ 210.370,52), o que representa um recuo de 8,01% nos últimos sete dias.

Em 2022, o preço do BTC já perdeu cerca de 16% do valor. Confira como anda o desempenho das demais criptomoedas do mundo:

#NomePreço24h %7d %
1Bitcoin (BTC)US$ 38.783,72-8,01%-7,66%
2Ethereum (ETH)US$ 2.855,20-9,27%-11,21%
3Tether (USDT)US$ 1,000,00%0,00%
4BNB (BNB)US$ 429,29-8,83%-10,57%
5USD Coin (USDC)US$ 1,00-0,06%0,06%
6Cardano (ADA)US$ 1,23-8,99%-3,07%
7Solana (SOL)US$ 123,69-9,54%-15,79%
8XRP (XRP)US$ 0,6935-6,81%-11,09%
9Terra (LUNA)US$ 77,94-5,51%-1,63%
10Polkadot (DOT)US$ 22,56-8,20%-15,89%
Fonte: Coin Market Cap

Com isso, o mercado de fundos de índice (ETF, em inglês) da bolsa brasileira também segue relativamente positivo. Você pode clicar aqui para saber mais sobre cada um deles. 

Confira o fechamento de ontem dos ETFs em criptomoeda da bolsa brasileira e o acumulado da semana até o momento: 

TickerGestoraPreçoVariação (24h%)Variação (7d%)
HASH11HashdexR$ 42,85-1,88%-0,92%
ETHE11HashdexR$ 51,70-1,55%-2,82%
BITH11HashdexR$ 55,52-1,33%-0,50%
QBTC11QR CapitalR$ 14,67-1,65%-0,47%
QETH11QR CapitalR$ 12,68-2,07%-2,76%
Fonte: TradeMap

Saldão esperado do bitcoin?

Os analistas do Glassnode destacaram na newsletter semanal do portal que o mercado de contratos futuros poderia “explodir” a qualquer momento.

Mas essa forte correção já era esperada por quem acompanha esse mercado de perto.

Os investidores de longo prazo consolidam o movimento de acumular criptomoedas há algumas semanas, o que, tradicionalmente, indica a proximidade de um momento de alta nos preços. 

Existe uma expectativa geral dos analistas e entusiastas do mercado de que qualquer “gatilho” seja suficiente para fazer o mercado de criptomoedas disparar. 

Contudo, vale lembrar que o investimento em criptomoedas é extremamente arriscado e que é recomendado colocar apenas uma pequena parcela do seu dinheiro nesses ativos.

O que mais movimentou as criptomoedas

A terça-feira (18) foi agitada para os ativos de risco, e tudo começou nos Emirados Árabes. O aeroporto de Abu Dhabi, capital do país, sofreu um atentado da minoria étnica houthis do Iêmen, que assumiu a autoria do ataque.

O aumento da tensão na região, principal produtora de petróleo no mundo, fez os preços da commodity dispararem pela manhã. O barril do Brent chegou a atingir os US$ 88, maior cotação desde 2014, e é negociado no patamar de US$ 87 no momento. 

Com os temores envolvendo o Oriente Médio e o petróleo, quem se beneficiou foram os títulos do Tesouro norte-americano, os chamados Treasuries. O retorno desses ativos cresceu pela manhã, o que retira o apetite de risco dos investidores. 

Já o bitcoin…

O atentado aconteceu durante a madrugada no Brasil, o que fez a maior criptomoeda do mundo tocar os US$ 40 mil naquele dia, mas voltou aos patamares entre US$ 41 mil e US$ 42 mil nas sessões seguintes.

Ataque à Crypto.com

A corretora de criptomoedas (exchange) Crypto.com sofreu um ataque nesta semana e perdeu cerca de US$ 33,8  milhões (R$ 182,52 milhões) em unidades de ethereum (ETH).

Na terça-feira desta semana, a corretora havia paralisado as negociações dos usuários alegando “movimentações estranhas” nas contas. Depois foi constatado que houve um ataque hacker e o dinheiro dos clientes desapareceu. 

Nós entramos em contato com a assessoria da Crypto.com no Brasil e não há maiores informações sobre a perda de moedas dos clientes brasileiros.

O CEO da Crypto.com, Kris Marszalek, usou sua conta no twitter para comentar o ocorrido.

“Como parte de nosso processo, agora que o relatório do incidente foi publicado, nossa equipe está entrando em contato proativamente com os reguladores para discutir o incidente e nossa resposta”

Um Fed na esquina

Os investidores estão a poucos dias da reunião do Fomc, que decidirá sobre a alta nos juros, e a cautela começa a tomar o cenário geral dos ativos de risco.

Serão dois dias de reunião, na próxima terça (25) e quarta-feira (26). Com uma alta nos juros, os retornos dos Treasuries, os títulos do Tesouro americano, devem se valorizar e roubar recursos de ativos de risco, como ações e criptomoedas

Bitcoin mais sustentável

A mineração de criptomoedas sempre foi um “calcanhar de Aquiles” do bitcoin, mas o cenário está mudando.

O uso de energia renovável na mineração cresceu no último trimestre de 2021, segundo o último relatório do Bitcoin Mining Council (BMC), e atingiu os 58,5% do total. 

A pesquisa se concentrou em três métricas: mix de energia sustentável, eficiência tecnológica e consumo de eletricidade.

A mineração de criptomoedas é uma atividade descentralizada, mas o BMC faz uma estimativa, baseada nos dados de grandes empresas do setor, como a Bit Digital, BitFury, Bitfarms, Atlas Mining, e outras organizações. 

Bitcoin banido…

O Banco Central da Rússia anunciou na última quinta-feira (20) uma proposta de banimento de atividades de mineração e negociação de criptomoedas. A autoridade monetária ressalta os perigos à estabilidade financeira do país e afirma que os ativos digitais, como o bitcoin (BTC), são pirâmides financeiras.  

Você pode saber mais sobre o possível banimento das criptomoedas do país governado por Vladimir Putin no nosso Instagram, aproveite para nos seguir (basta clicar aqui).

Lá entregamos aos leitores análises de mercado, notícias relevantes para o seu patrimônio, oportunidades de compra na bolsa, insights sobre carreira, empreendedorismo e muito mais. Veja abaixo:

… De novo

E a nova proibição fez a Rússia se junta a países como China, Egito, Iraque, Catar, Omã, Marrocos, Argélia, Tunísia, Bangladesh e outros quarenta e dois países, incluindo Argélia, Bahrein, Bangladesh e Bolívia, de acordo com um relatório resumido de 2021 da Biblioteca Jurídica de Congresso americano, publicado em novembro.

Contudo, um país consegue banir oficialmente criptomoedas, mas não seu uso. 

O bitcoin e as demais moedas digitais nasceram para substituir o dinheiro controlado por instituições financeiras e Bancos Centrais, focada na negociação pessoa a pessoa (peer-to-peer, ou P2P, em inglês). 

Em outras palavras, é difícil banir e fiscalizar o uso das criptomoedas no dia a dia. 

E a regulação do bitcoin...

É difícil de pensar em 2022 sem pensar nas propostas que tramitam no Congresso Nacional — tanto aqui quanto nos Estados Unidos — e como isso afeta o preço das criptomoedas. Confira o nosso último Papo Cripto com a representante da Binance no Brasil, Mayra Siqueira:

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) retoma parte do fôlego, mas ainda segue abaixo dos US$ 30 mil; confira o que mexe com as criptomoedas

O mercado global de ativos digitais já perdeu mais de US$ 1 trilhão em valor desde o início do grande inverno cripto

PASSARINHO NA GAIOLA

E agora Elon Musk? Acionistas entram com ação contra o bilionário e o Twitter (TWTR34); saiba o motivo

A plataforma também está sendo alvo do processo, que envolve denúncias de uso de informação privilegiada no âmbito da oferta de compra da empresa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O copo meio cheio do Ibovespa, a nova chance da Cielo (CIEL3) e o retorno da Terra (LUNA); confira os destaques do dia

A possibilidade de que o Federal Reserve seja obrigado a manter o ritmo do aperto monetário ajudaram os ativos de risco nesta quinta-feira

ELEIÇÕES DE 2022

Distância entre Lula e Bolsonaro aumenta para 21 pontos na nova pesquisa Datafolha; confira as intenções de voto

Instituto destaca que o levantamento anterior, feito em 22 e 23 de março, tinha cenários distintos, excluindo pré-candidatos que deixaram a disputa e adicionando nomes que passaram a ser apresentados pelos partidos

FECHAMENTO DO DIA

Dólar cai abaixo dos R$ 4,80 e Ibovespa sobe 1% com sinais de fraqueza da economia americana; entenda a razão

O Ibovespa reagiu ao bom desempenho dos ativos no exterior após os investidores entenderem que o Fed deve segurar o aperto monetário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies