🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
oportunidade?

No pós-Raízen, ação da Cosan (CSAN3) é ponte para investimentos pouco acessíveis, diz BTG; veja preço-alvo

Para analistas do banco, mercado ignora capacidade da empresa de buscar oportunidades que muitas vezes não estão disponíveis para investidores comuns

Kaype Abreu
Kaype Abreu
16 de setembro de 2021
21:05 - atualizado às 19:45
Computador mostra tela com site da Cosan
Imagem: Divulgação - Imagem: Divulgação/ Cosan

O BTG Pactual elevou para R$ 39 o preço-alvo de Cosan (CSAN3), o que implica um potencial de alta de 66%. O banco cita um "novo ciclo de crescimento" da empresa, após o IPO da subsidiária Raízen e investimentos via fundo da Cosan.

Para os analistas da instituição, a empresa é negociada na bolsa com um desconto a 18%, considerando suas subsidiárias, "custo de holding" e dívida líquida. "A Cosan provou, pela capacidade de execução, que pode ser negociada com um desconto menor", diz trecho do relatório desta quinta-feira (16).

Na avaliação do BTG, o preço atual das ações (CSAN3) evidencia que o mercado ignora um dos pilares de uma holding: a capacidade de buscar oportunidades que muitas vezes não estão disponíveis para investidores comuns, a exemplo da recente joint venture de mineração anunciada pela empresa.

O banco lembra que, nos últimos 10 anos, a Cosan diversificou os negócios e se transformou, de uma empresa de açúcar e etanol, em um dos "mais bem sucedidos conglomerados operando no Brasil".

"Conforme os negócios operacionais amadurecem, a Cosan parece pronta para acelerar o crescimento mais uma vez", diz a instituição.

Para o BTG, o foco da empresa "claramente é a agenda ESG — sigla em inglês para as melhores práticas ambientais, sociais e de governança —", o que deve "testar a capacidade de fechar bons negócios e sustentar a excelência operacional".

Os analistas da instituição dizem que a Cosan negocia com o múltiplo P/E de 2021 em 10x e 6,3x EV/Ebida, o que seriam "mínimos históricos".

Cosan após IPO da Raízen

O BTG não é a primeira instituição a rever as projeções para a Cosan após o IPO da subsidiária Raízen.

O Goldman Sachs, por exemplo, avaliou que a operação havia "destravado" valor da empresa e colocou um preço-alvo de R$ 21,90, mas sem recomendar a compra dos papéis.

Os analistas do banco americano disseram que havia riscos envolvendo os níveis de atividade econômica, preços mais altos para o petróleo tipo Brent, mudanças na produção maiores que o esperado, câmbio e intervenção do governo nos preços da gasolina e do diesel.

Reunião de oito análises mostra que o mercado está dividido entre recomendação de compra e neutra, segundo dados da plataforma TradeMap. A mediana das estimativas aponta um preço-alvo de R$ 31 para Cosan (CSAN3).

VÍDEO: Ação da Raízen (RAIZ4) pode se valorizar mais de 50% após o IPO 

Compartilhe

Após um ano

Demorou, mas saiu: Petrobras (PETR4) embolsa R$ 2 bilhões com venda da Gaspetro — relembre as barreiras no acordo com a Compass

11 de julho de 2022 - 18:40

O pagamento ocorre pouco mais de duas semanas após o sinal verde do Cade, que demorou quase um ano para aprovar a transação com a subsidiária da Cosan (CSAN3)

DEMOROU, MAS…

Um negócio de R$ 2 bilhões: Cade aprova compra da GasPetro pela Compass, subsidiária da Cosan (CSAN3)

23 de junho de 2022 - 6:35

Negócio envolvendo Compass e GasPetro foi aprovado sem restrições pelo Cade, órgão responsável pela livre concorrência no Brasil

SOBE E DESCE

Cosan (CSAN3) lidera as altas do Ibovespa e Banco Inter (BIDI11) vai em direção oposta ‒ saiba o que foi destaque na bolsa na semana

28 de maio de 2022 - 9:22

A semana começou com mudanças na presidência da Petrobras (PETR4). Apesar disso, o Ibovespa fechou a semana em leve alta

INTERNACIONALIZAÇÃO

Subsidiária da Cosan (CSAN3) paga cerca de R$ 2,3 bilhões pela distribuidora dos lubrificantes Mobil nos EUA; veja detalhes do negócio

23 de maio de 2022 - 19:33

A Moove já é responsável pela distribuição de óleos lubrificantes na América do Sul e EUA; agora, com a nova aquisição, aumentará a escala da operação norte-americana

BALANÇO

Cosan (CSAN3) tem lucro de R$ 200 milhões, mas resultado é quase 70% menor do que no ano passado; confira destaques do balanço

14 de maio de 2022 - 8:09

A empresa anunciou nesta semana um programa de recompra de até 110 milhões de ações no mesmo dia em que seus papéis chegaram ao menor nível desde janeiro

FESTA DOS PROVENTOS

Sextou com mais de R$ 7 bilhões em dividendos: CPFL Energia (CPFE3) puxa fila com R$ 3,7 bilhões; confira quais outras empresas anunciaram proventos

29 de abril de 2022 - 19:08

Outro destaque da noite foi a Cemig (CMIG4), que depositará mais de R$ 1 bilhão na conta dos cotistas

BALANÇO

Puxado pelo desempenho da Compass, lucro líquido da Cosan (CSAN3) quase dobra em 2021

19 de fevereiro de 2022 - 10:01

Apenas no quarto trimestre, lucro líquido ajustado da Cosan cresceu 58,5% na comparação com o mesmo período de 2020

QUEM QUER DINHEIRO?

Bolso cheio: empresas pagam hoje R$ 2 bilhões em dividendos e JCP; veja quem pode receber

28 de dezembro de 2021 - 12:54

Juntas, Cosan, Syn e Rodobens distribuem dividendos na conta para os seus acionistas curtirem a virada de ano com a carteira recheada

NÃO PARA, NÃO PARA, NÃO PARA!

Dividendos: Papai Noel do mercado chega com mais de R$ 1,5 bilhão em proventos às vésperas do Natal

24 de dezembro de 2021 - 12:28

Distribuição de dividendos e JCP é estrelada por Cosan e CSN Mineração, mas conta com outros proventos volumosos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies