🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Cashback

Nem prévia com GMV bilionário segura ações da Méliuz. Hora de comprar ou vender CASH3?

Existem duas maneiras de avaliar a queda de Méliuz (CASH3): como uma oportunidade de compra ou um sinal de que está na hora de diminuir a exposição ao setor de tecnologia. O que pensam os analistas?

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
6 de outubro de 2021
16:04 - atualizado às 19:36
pessoa segura telefone celular com tela mostrando plataforma da méliuz (CASH3)
Mau momento do setor de tecnologia global acaba pensando nas ações da Méliuz - Imagem: Reprodução

A plataforma de cashback Méliuz (CASH3) registrou recorde no número de compradores e alcançou pela primeira vez um volume de vendas (GMV) bilionário no terceiro trimestre. Mas os dados da prévia operacional divulgada ontem à noite não foram suficientes para animar os investidores. Pelo contrário.

As ações da companhia (CASH3) ficaram entre as maiores quedas do Ibovespa durante boa parte do dia e fecharam em baixa de 2,85%, a R$ 5,45.

Os números da Méliuz foram considerados positivos por analistas, mas o mau momento do setor de tecnologia global acaba pensando nas ações, que acumulam uma perda da ordem de 15% na semana.

Existem duas maneiras de avaliar a queda de CASH3: como uma oportunidade de compra ou um sinal de que está na hora de diminuir a exposição ao setor de tecnologia. O que pensam os analistas?

Os números da Méliuz

Antes de trazer a resposta, vamos aos principais dados da prévia operacional da Méliuz. O já mencionado GMV saltou 126% e atingiu R$ 1,4 bilhão no terceiro trimestre.

Mesmo excluindo as aquisições realizadas pela companhia, o GMV chega a R$ 1,1 bilhão, um crescimento trimestral de 26% e de 72% em 12 meses.

Outro dado acompanhado de perto pelo mercado é o de novos compradores na plataforma, que bateu recorde pelo segundo trimestre consecutivo e cresceu 189% em relação ao período de julho a setembro de 2020.

A nota negativa fica com a desaceleração no número de contas. A Méliuz encerrou o trimestre com 20,8 milhões de contas abertas, uma alta de 78% em 12 meses e de 10% em relação a junho deste ano.

Foram 30 mil contas por dia útil, contra 39 mil no trimestre anterior. A empresa atribui o ritmo à estratégia de priorizar o lançamento do novo cartão Méliuz, previsto para janeiro de 2022. Atualmente, a companhia tem um cartão “cobranded” com o Banco Pan.

E então, comprar ou vender CASH3?

Para o Itaú BBA, a prévia da Méliuz veio acima do esperado diante da expectativa inicial de um avanço menor com a mudança na estratégia em cartões da companhia.

Além disso, os analistas destacaram o crescimento na base de compradores da plataforma de cashback. “Reiteramos a recomendação outperform [equivalente a compra].”

O Itaú BBA tem preço justo de R$ 10,70 por ação no fim de 2022 para CASH3, o que representa um potencial de alta de quase 100%.

Os números da Méliuz também superaram as expectativas da Empiricus, que tem uma perspectiva positiva para o desempenho da plataforma na próxima Black Friday.

“As prévias da Méliuz nos surpreenderam e acreditamos que reafirmam a excelente execução do negócio e potencial de crescimento”, escreveu a analista Cristiane Fensterseifer.

Dados compilados pelo Trademap com recomendações de sete analistas apontam que quatro deles recomendam a compra de CASH3 e três indicam a manutenção dos papéis.

Leia também:

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Fed mantém juros inalterados pela sétima vez consecutiva e dólar sobe a R$ 5,40; Ibovespa cai 1% de olho no fiscal

12 de junho de 2024 - 17:21

RESUMO DO DIA: Se enganou quem achou que a decisão dos juros nos Estados Unidos seria o único destaque do dia. O cenário fiscal doméstico roubou a cena e o Ibovespa voltou ao território negativo. O principal índice da bolsa brasileira fechou em baixa de 1,40%, aos 119.936 pontos, renovando a mínima do ano e […]

FECHAMENTO DOS EUA

Inflação e juros: o combo que fez o S&P 500 e o Nasdaq saltarem para um outro recorde intradiário

12 de junho de 2024 - 17:06

De um lado, o CPI de maio veio melhor do que as projeções. De outro, o Fed manteve a taxa de juros inalterada e reduziu para um o número de cortes neste ano

REPORTAGEM ESPECIAL

Exclusivo: Controladores da Méliuz (CASH3) montam posição em opções com ações da empresa, que quer apertar “pílula de veneno”

12 de junho de 2024 - 15:22

Ações da Méliuz (CASH3) dispararam mais de 15% após empresa divulgar que pessoas ligadas ao controle “venderam opções de venda” de ações da companhia

OPERAÇÃO GREENWASHING

Como uma operação da polícia federal deve afetar os dividendos de dois fiagros com mais de 40 mil cotistas

12 de junho de 2024 - 13:26

Os proventos do AZ Quest Sole (AAZQ11) e do AZ Quest negociado na Cetip, devem ser afetados pelos desdobramentos de uma operação deflagrada na semana passada

TERREMOTO NO MERCADO

Dólar dispara a R$ 5,42 e Ibovespa atinge menor nível em um ano: o que Lula tem a ver com isso?

12 de junho de 2024 - 12:35

Declarações do presidente da República suscitaram mais preocupações sobre o cenário fiscal; mercado vê enfraquecimento de Haddad

CAPITAL PRIVADO

Como a seca dos IPOs na B3 vem atrapalhando a indústria de private equity — e o que esperar daqui pra frente, segundo a presidente da ABVCAP

12 de junho de 2024 - 9:31

Em entrevista ao Seu Dinheiro, Priscila Rodrigues detalhou as oportunidades que existem no mercado de capitais privado atualmente; confira

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa ignora IPCA e recupera os 121 mil pontos com bancos; dólar sobe à espera dos juros nos EUA

11 de junho de 2024 - 17:11

RESUMO DO DIA: Na véspera da decisão de política monetária dos Estados Unidos, os bancos brasileiros foram os impulsionadores do Ibovespa — em dia de alguns ventos contrários para a economia local. O principal índice da bolsa brasileira recuperou o fôlego deixado nos últimos minutos da sessão anterior e fechou o pregão hoje com a […]

PERDENDO O PODERIO

Acabou para o dólar? FMI confirma perda gradual e constante da dominância da verdinha — e moedas que ganharam espaço surpreenderam

11 de junho de 2024 - 15:03

Ainda que as incertezas econômicas contribuem para a valorização do dólar, alguns países começaram a incluir outras moedas nas reservas cambiais

FUNDOS IMOBILIÁRIOS HOJE

Maxi Renda (MXRF11) oficializa oferta de até R$ 1 bilhão e diz quanto custará cada nova cota; vai ter desconto?

11 de junho de 2024 - 12:28

O FII quer levantar até R$ 1 bilhão, considerando a oferta-base de R$ 800 milhões e um lote adicional de até R$ 200 milhões

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Petrobras (PETR4) ‘rouba’ a cena e segura Ibovespa aos 120 mil pontos; dólar sobe de olho no Fed

10 de junho de 2024 - 17:20

RESUMO DO DIA: A semana focada na política monetária dos Estados Unidos começou com alívio para as bolsas de NY, mas não para o Ibovespa. Isso porque o avanço do petróleo – que favoreceu a Petrobras (PETR4) – foi insuficiente para dar um pouco de tração positiva ao principal índice da bolsa brasileira.   O Ibovespa […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar