Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-05-12T11:12:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
balanço

Ações da BR Distribuidora disparam após lucro da empresa mais do que dobrar

Companhia registrou no primeiro trimestre de 2021 lucro líquido de R$ 492 milhões, alta anual de 110,3%; empresa vê desempenho mais próximo ao de pares do mercado

12 de maio de 2021
7:39 - atualizado às 11:12
Petrobras BR
Imagem: Shutterstock

As ações da BR Distribuidora reagem em forte alta no pregão desta quarta-feira (12) em reação ao balanço divulgado pela companhia. Por volta das 11h, os papéis (BRDT3) escalavam 8,5%, negociados a R$ 25,95.

A companhia registrou no primeiro trimestre de 2021 lucro líquido de R$ 492 milhões, alta anual de 110,3%. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado atingiu R$ 1,182 bilhão, avanço de 116,9% na mesma base de comparação.

A receita líquida atingiu R$ 26,133 bilhões entre janeiro e junho deste ano, alta de 23,3% em relação ao mesmo período de 2020. O resultado, segundo a empresa, é "mais um passo importante em direção ao fechamento do gap de margens que historicamente distanciava a companhia do restante do setor".

"Continuamos a ambicionar patamares de rentabilidade que nos coloquem em posição compatível com nossa escala e participação de mercado".

BR Distribuidora

Entre os destaques do balanço da BR Distribuidora está a elevação de preços de derivados, que produziram efeitos mais relevantes de valorização de estoques. Os efeitos positivos foram em parte compensados pelos resultados de hedge de commodities associados às importações de combustíveis.

Segundo a companhia, o efeito líquido favorável das variações de preços foi superior ao verificado nos dois trimestres anteriores. A empresa argumenta que se fossem ajustados os efeitos das variações de estoque, hedge e itens não recorrentes, o Ebitda teria sido em torno de R$ 110/m3.

"Este resultado é superior aos níveis [normalizados] que havíamos alcançado nos dois trimestres anteriores, em parte por conta das economias associadas à mudança de nosso plano de saúde e em parte pelos ganhos de margem de reposição e melhoria de nosso pricing obtidos no período".

*Com informações de Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O Ibovespa na contramão do mundo, o impulso das commodities, a pressão dos servidores públicos e tudo o que agitou os mercados nesta terça

Nada como uma perspectiva de aperto monetário para segurar o desempenho dos ativos de risco. E nesta terça-feira (18), os mercados financeiros americanos voltaram do feriado colocando nos preços a expectativa dos investidores com a alta dos juros e a redução dos estímulos monetários nos Estados Unidos. O resultado foi uma disparada nos juros futuros, […]

Fechamento Hoje

Ibovespa sobrevive a mar vermelho no exterior e consegue fechar em alta; avanço nos retornos dos Treasuries pesa nos juros e no câmbio

Principal índice da B3 lutou para se manter no lado positivo ao longo de todo o pregão, com ajuda das commodities; dólar, porém, também fechou em alta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies