🔴 EVENTO GRATUITO: COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
Em busca da credibilidade perdida

IRB (IRBR3) volta a dar lucro com vitória na Justiça; ação chegou a ter desempenho melhor que o Ibovespa hoje

Na rodada mais recente de dados financeiros, a resseguradora tirou uma carta especial da manga e voltou a exibir resultados positivos

Larissa Vitória
Larissa Vitória
21 de outubro de 2021
14:15 - atualizado às 19:16
Imagem de um celular com o logo do IRB (IRBR3) sendo exibido na tela | Ibovespa
Após a vitória em uma ação judicial de R$ 129,4 milhões ligada ao PIS/PASEP, a companhia registrou lucro líquido de R$ 84,8 milhões em agosto. - Imagem: Shutterstock

No jogo de tabuleiro da bolsa de valores, o IRB Brasil (IRBR3), teve de voltar muitas casas para trás quando foi exposta uma série de fraudes contábeis bilionárias no financeiro da empresa. Mais de um ano e meio após a descoberta, a resseguradora ainda luta para, pouco a pouco, reconquistar o terreno perdido.

Na rodada mais recente dos dados, a empresa tirou uma carta especial da manga e voltou a exibir resultados positivos. É o que indica o relatório mensal enviado à Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Após a vitória em uma ação judicial de R$ 129,4 milhões ligada ao PIS/PASEP, a companhia registrou lucro líquido de R$ 84,8 milhões em agosto.

Com o desempenho, o IRB também avança algumas casas no resultado anual. Até agora, a resseguradora acumula prejuízo de R$ 168,9 milhões em 2021. A redução de perdas é de 77% na comparação com os R$ 734 milhões negativos observados no mesmo período do ano passado.

Aversão ao risco na bolsa prejudica desempenho de IRBR3

Em um dia normal nos mercados, a notícia poderia garantir um gás para impulsionar as ações da empresa na B3. E elas até começaram o dia no azul, mas, com o Ibovespa ainda sentindo os efeitos da ameaça ao teto de gastos, o lucro animou apenas o suficiente para evitar uma queda ainda maior do que a do principal índice acionário brasileiro.

Entretanto, até o final do pregão, IRBR3 aprofundou as perdas e fechou com queda superior à do Ibovespa, com desempenho negativo de 3,26%, a R$ 5,05.

Lucro para cima, despesas para baixo

Além do lucro, o relatório mensal também traz indicadores do desempenho operacional da resseguradora. Os prêmios emitidos em agosto chegaram a R$ 750,5 milhões, alta de 7,6% em relação a um ano atrás. Do total, R$ 454,7 milhões foram registrados no Brasil e R$ 295,8 milhões no exterior.

Já no acumulado anual, o resultado é 11,4% menor que o de 2020. Foram emitidos R$ 6 bilhões entre janeiro e agosto desse ano - com R$ 3,6 bilhões no Brasil e R$ 2,334 bilhões no exterior.

Caiu também a despesa com sinistros, como são chamados os acidentes que causam danos a um bem segurado. O indicador marcou R$ 533,7 milhões no mês, queda 10,1% na comparação anual.

Por fim, a despesa de sinistro chegou a R$ 3,7 bilhões em 2021, e a companhia acumula índice de sinistralidade de 87,2% no ano. O resultado é 16,5 pontos percentuais menor na comparação com os oito primeiros meses do ano passado.

Na luta pela credibilidade

Antes de divulgar o resultado mensal, e em outro esforço para reconquistar os investidores, o IRB já havia anunciado a chegada de um novo diretor Vice-Presidente Financeiro e de Relações com Investidores.

Willy Otto Jordan Neto -  que já tem mais de 20 anos de experiência na gestão de empresas financeiras e não financeiras - assumirá a posição de CFO assim que a posse for autorizada pela Susep.

Um pouco antes, em setembro, a resseguradora também elegeu seu primeiro diretor-presidente efetivo em seis meses. O executivo escolhido foi Raphael Afonso Godinho de Carvalho, que ostenta um currículo com mais de 30 anos em instituições de grande porte e ampla experiência nos setores financeiro e de seguros.

Vale lembrar que os problemas do IRB Brasil tem origem em uma carta da corretora Squadra que, em fevereiro de 2020, abriu o caminho para a descoberta de fraudes contábeis bilionárias. Desde então, os papéis IRBR3 acumulam perda de mais de 80%, quando eram cotados acima dos R$ 40 por ação.

Para piorar a situação, no mês seguinte os diretores da empresa alegaram que a Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett, teria aproveitado a queda após o escândalo para comprar ações da resseguradora. A declaração foi desmentida pela holding de investimento poucos dias depois.

Compartilhe

FRUTOS DO MATRIMÔNIO

3R Petroleum (RRRP3) e Enauta (ENAT3): esse bancão diz o que esperar da fusão entre as petroleiras juniores da B3 — e qual ação comprar agora

22 de abril de 2024 - 18:44

Na projeção do banco, o casamento entre as junior oils pode ser concluído até o fim do 3T24 — e já conta o que os investidores devem esperar pela frente

TER OU NÃO TER

Lula liberou os dividendos extraordinários da Petrobras (PETR4) e pode vir mais por aí — chegou a hora de comprar as ações para aproveitar a oportunidade?

22 de abril de 2024 - 13:55

Cinco bancões revisitaram as indicações para os papéis da estatal depois do anúncio de sexta-feira (19); saiba o que fazer com os ativos agora

CARTEIRA NAS ALTURAS

Embraer (EMBR3) sobe na B3 após anunciar maior carteira de pedidos em 7 anos. É hora de comprar a ação? 

22 de abril de 2024 - 12:51

A carteira de pedidos da fabricante de aeronaves brasileira subiu US$ 2,4 bilhões no período, para US$ 21,1 bilhões no primeiro trimestre

MEGA SALDÃO?

O gerente da Tesla ficou louco? Montadora de Elon Musk corta preços dos carros elétricos contra concorrência da China

22 de abril de 2024 - 11:49

Em mais uma briga por preços, a fabricante automotiva cortou os valores dos veículos elétricos nos principais mercados, como China e EUA

TAXAÇÃO

Novo imposto vem aí? Governo avalia criar cota e sobretaxar em até 25% excesso de importação de aço, mas teme disparada da inflação

22 de abril de 2024 - 9:20

A expectativa é de que o tema seja analisado na próxima terça-feira (23) pela Câmara de Comércio Exterior (Camex)

MERCADO DE LUXO

Fundador da Armani dá pistas sobre sucessão e não descarta IPO da marca italiana no futuro 

21 de abril de 2024 - 16:58

Giorgio Armani tem um patrimônio de US$ 6,6 bilhões, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index; o bilionário concedeu entrevista à Bloomberg

À ESPERA DA APROVAÇÃO

Fusão entre Petz (PETZ3) e Cobasi deve ser aprovada com ‘remédios’ pelo Cade

21 de abril de 2024 - 11:50

A combinação dos negócios, anunciada no último dia 19, deve passar pelo crivo do órgão regulador; prazo mínimo de aprovação é de oito meses

RESULTADO DO LEILÃO

Teste para a Sabesp? Em primeira privatização de Tarcísio, fundo arremata Emae por R$ 1 bilhão

19 de abril de 2024 - 19:51

Com ágio de 33,68%, o fundo arrematou a estatal e passará a gerir um ativo com 906 megawatts (MW) em geração hidrelétrica

RECUOU?

A explicação do ex-conselheiro da Vale (VALE3) após a acusação de interferência do governo na mineradora

19 de abril de 2024 - 19:41

O assunto voltou à tona na resposta a um ofício da CVM, que solicitou esclarecimentos sobre as recentes declarações de José Luciano Eduardo Penido

POR DENTRO DA OPERAÇÃO

Tchau, Vale (VALE3)? Por que a Cosan (CSAN3) vendeu 33,5 milhões de ações da mineradora

19 de abril de 2024 - 19:28

A Cosan também quitou R$ 2 bilhões do saldo remanescente do endividamento e liquidação dos derivativos atrelados às ações da Vale

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar