🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Panorama das fintechs

Goldman Sachs recomenda compra de ação da Stone, XP e PagSeguro e venda de Banco Inter

Embora o Inter seja o grande destaque de crescimento de clientes, os analistas do banco norte-americano apontam a ação da da Stone como a favorita entre as fintechs

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
19 de janeiro de 2021
11:08 - atualizado às 18:15
PagBank PagSeguro Alessandra Negrini
Publicidade do PagBank, o banco digital da PagSeguroImagem: Divulgação

Os analistas do Goldman Sachs dedicaram um relatório para tratar de um dilema que persegue os investidores que buscam exposição às fintechs — as novas empresas de tecnologia financeira que competem com os bancões: comprar as ações daquelas que registram maior crescimento de clientes ou as que apresentam receitas e lucros mais consistentes?

O banco norte-americano fez a análise de quatro empresas brasileiras, sendo três delas listadas em Nova York (PagSeguro, Stone e XP), e o Banco Inter (BIDI4), cujas ações são negociadas na B3.

Leia também:

Embora o Inter seja o grande destaque de crescimento de clientes, os analistas veem perspectivas melhores para as três primeiras. O banco mantém a preferência para a Stone, mas decidiu elevar a recomendação para as ações da PagSeguro e XP, de neutra para compra. Já os papéis do Inter foram mantidos com a indicação de venda.

Para os analistas, as fintechs de modo geral se beneficiaram da pandemia da covid-19, que acelerou a tendência de digitalização dos serviços financeiros.

O Inter aparece como destaque no crescimento da base de clientes, que atingiu 8,5 milhões no fim do ano passado, de um número inferior a 1 milhão no começo de 2018 — o que representa uma taxa de expansão anual de 207% em quatro anos.

Nas projeções do Goldman, a taxa de crescimento anual das empresas deve se manter em uma taxa de crescimento "saudável" de 23% entre 2020 e 2025. O Inter deve se manter na liderança de expansão e atingir uma base de 28 milhões de clientes daqui a quatro anos.

Mas apesar do ritmo acelerado, o Goldman Sachs aponta que a receita por cliente das empresas de serviços financeiros que competem com os grandes bancos vem caindo nos últimos três anos.

“Embora isso seja parcialmente esperado, à medida que os esforços de monetização dos clientes levam tempo, acreditamos que o declínio é particularmente pronunciado no Inter”, escreveram os analistas.

Se por um lado as receitas caem, por outro as despesas por cliente também apresentam redução. Mas entre as empresas avaliadas, apenas a Stone apresenta um aumento na lucratividade, segundo o banco norte-americano. Confira a seguir a recomendação e o preço-alvo para cada uma das empresas:

Banco Inter (BIDI4)

  • Recomendação: venda
  • Preço-alvo: R$ 8,60

Os próprios analistas do Goldman Sachs reconhecem que a recomendação de venda que sustentam para as ações do Inter não funcionou. Nos últimos 12 meses, os papéis acumulam uma valorização de quase 140%. “Nos mantemos cautelosos com o nome, pois acreditamos que a monetização dos clientes permanecerá um desafio. Além disso, enxergamos maiores oportunidades em outras ações da nossa cobertura.”

Stone (STNE)

  • Recomendação: compra
  • Preço-alvo: elevado de US$ 70 para US$ 114

A ação favorita dos analistas dentro do segmento continua sendo a empresa de maquininhas de cartão e meios de pagamento Stone. “Acreditamos que a empresa deve continuar ganhando escala significativa no segmento de pequenas e médias empresas, diante da expansão de sua rede”, escreveram os analistas do Goldman Sachs, que não consideraram na análise a recente aquisição da Linx, que depende de aprovação dos órgãos reguladores.

XP Inc (XP)

  • Recomendação: elevado de neutra para compra
  • Preço-alvo: US$ 50

Para os analistas do banco norte-americano, o desempenho recente mais fraco das ações da XP abriu uma oportunidade de compra para as ações. “A empresa pode continuar a registrar aumento de lucros em um ritmo saudável, dada a história de migração dos investidores para o mercado de ações no Brasil e a posição única da companhia para se beneficiar dessa tendência, dados sua plataforma aberta e amplo canal de distribuição.”

PagSeguro (PAGS)

  • Recomendação: elevado de neutra para compra
  • Preço-alvo: elevado de US$ 42 para US$ 70

Ainda que esteja sob ataque da concorrência no mercado de maquininhas de cartão para pequenos empreendedores, a PagSeguro deve se manter líder no segmento, segundo os analistas do Goldman Sachs. “Além disso, o [banco digital] PagBank cresce em ritmo forte e esperamos que isso sustente o aumento de receitas daqui para frente.”

Compartilhe

CORRIDA DAS FINTECHS

Itaú BBA recomenda compra de ação de banco digital com potencial subir mais de 100% — e não é o Nubank

12 de setembro de 2022 - 14:30

Além do potencial de lucratividade, o Inter também desfruta de uma combinação única de crédito diversificado e fluxos de receita, grande base de depósitos e ampla posição de capital

VAGAS DA SEMANA

Vagas de emprego: PagBank PagSeguro, C6 Bank e Banco Inter estão com processos seletivos abertos; confira as principais oportunidades da semana

9 de setembro de 2022 - 15:29

Ao todo, são mais de 200 vagas de emprego para diversas áreas no formato híbrido ou remoto, em todo o país

ATENÇÃO, INVESTIDOR

Vai ficar para depois: Inter (INBR31) anuncia nova data para conversão dos BDRs para Nível II; confira

26 de agosto de 2022 - 11:14

Banco digital informou que a conversão foi remarcada pela bolsa brasileira e deve acontecer na próxima segunda-feira (29)

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, o que equivale a 22% de crescimento no período

CADA VEZ MAIS INTERNACIONAL

Do you speak english? O Inter, sim — e quer abrir 1 milhão de contas globais ainda em 2022

1 de agosto de 2022 - 6:15

Depois de listar suas ações em Nova York, o banco digital está disposto a fincar a sua bandeira na vida cotidiana dos americanos e, quem sabe, em breve desembarcar na Europa

Bancos digitais

Quer investir no Banco Inter (INBR31) ou no Nubank (NUBR33)? Itaú BBA vê um deles disparando 190%

21 de julho de 2022 - 13:31

Itaú BBA decidiu retomar nesta quinta-feira (21) a cobertura das ações do Banco Inter, que havia deixado na prateleira por meses

ANALISTAS OTIMISTAS

Inter recua 18% desde estreia na Nasdaq, mas o JP Morgan acredita que as ações e BDRs podem saltar até 160% nos próximos meses; veja por quê

27 de junho de 2022 - 14:04

Os analistas confiam que o banco tem capacidade para superar as dificuldades impostas pela mudança e pelo cenário macroeconômico

Estreia amarga

Ações do banco Inter levam tombo no primeiro dia de negociação na Nasdaq

23 de junho de 2022 - 16:36

As ações da holding do banco Inter, a Inter&Co, chegaram a cair mais de 7% ao longo das negociações na estreia do papel em NY

DESEMBARQUE INICIADO

Com Inter (INBR31) cada vez mais perto do desembarque no Nasdaq, BDRs estreiam em alta na B3

20 de junho de 2022 - 13:44

As ações do banco Inter deixaram de ser negociadas na última semana e a companhia se prepara para a estreia no Nasdaq

MALAS FEITAS!

New York, New York! Inter (BIDI11) se despede da B3 hoje rumo à Nasdaq; confira como estão as units no último dia de negociação

17 de junho de 2022 - 12:56

A conversão para a bolsa norte-americana deve acontecer na segunda-feira (20), para que as ações sejam listadas e comecem a ser negociadas nos EUA a partir do dia 23 de junho

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies