Menu
2021-05-26T18:25:56-03:00
Estadão Conteúdo
Espaço coletivo

WeWork anuncia parceria com fundo do SoftBank na América Latina

A parceria entre a WeWork e o fundo do SoftBank será efetivada através de uma joint venture, e segue o roteiro que a companhia tem adotado em outros mercados

26 de maio de 2021
12:41 - atualizado às 18:25
wework
Imagem: Shutterstock

A WeWork, empresa de escritórios compartilhados, terá a marca operada na América Latina pelo SoftBank Latin America Fund, e será liderada por Claudia Woods, que nos últimos dois anos esteve à frente da Uber no Brasil.

O atual CEO da WeWork na região, Claudio Hidalgo, passará à posição de diretor operacional (COO). A parceria entre a WeWork e o fundo do SoftBank será efetivada através de uma joint venture, e segue o roteiro que a companhia tem adotado em outros mercados, como China, Índia, Japão e Israel.

A união entre os parceiros acontece em um momento em que a WeWork tenta recuperar as perdas registradas durante a pandemia da covid-19, que aumentou a vacância de espaços corporativos no mundo todo com a migração das empresas para o regime de trabalho remoto. Segundo a companhia, a parceria vai ajudar a expandir sua atuação na América Latina nos próximos anos.

"O modelo de operação local já provou ser muito bem-sucedido em nossos mercados da China, Japão e Índia, onde temos visto um crescimento consistente e positivo através de parcerias com afiliadas regionais", disse em nota o CEO da WeWork, Sandeep Mathrani.

Já o SoftBank acredita que, com o investimento, vai alavancar os ganhos de seu fundo dedicado à região, que vem procurando empresas "excepcionais" para investir. "O espaço de trabalho flexível é uma megatendência global com grande potencial de crescimento na América Latina, e estamos ansiosos para ampliar as ofertas na região", declarou Marcelo Claure, chefe do conselho da WeWork e CEO do SoftBank Group International.

O fundo local do SoftBank conta com US$ 5 bilhões em recursos. Para liderar a parceria, Claudia Woods vai se juntar ao Latin America Fund. Ela deixou o cargo de CEO da Uber no Brasil na última semana, e já foi CEO do Webmotors, controlado pelo Santander Brasil.

Além disso, a executiva integra os conselhos de Ambev e Oi, e foi nomeada como uma das 20 mulheres mais poderosas do Brasil pela revista Forbes.

No vermelho

O SoftBank é sócio da WeWork há alguns anos, e fez aportes superiores a US$ 10 bilhões na empresa, criada nos Estados Unidos em 2010. A gigante japonesa de investimentos é dona de cerca de 80% da startup imobiliária, mas amargou prejuízos nos últimos anos com o investimento. Grande parte das perdas ocorreu em 2019, quando a WeWork tentou abrir capital nos Estados Unidos, mas foi obrigada a cancelar a oferta devido aos questionamentos dos investidores sobre sua capacidade financeira.

Agora, a empresa se prepara para listar ações através de uma fusão com uma empresa de propósito específico (Spac) listada nos EUA, a BowX Acquisition. A operação é avaliada em US$ 9 bilhões. No primeiro trimestre deste ano, a companhia teve prejuízo líquido de US$ 2,1 bilhões, e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) negativo em US$ 446 milhões, levemente acima das perdas de US$ 449 milhões vistas um ano antes.

As receitas caíram 10% em relação ao quarto trimestre do ano passado, para US$ 598 milhões. A companhia atribuiu a queda à saída de negócios não-core. De acordo com a WeWork, a ocupação dos espaços corporativos que oferece teve aumento porcentual de dois dígitos nos últimos quatro meses. No primeiro trimestre, subiu para 50%, ante 47% no anterior.

A companhia atribui a recuperação à adoção de soluções de trabalho flexíveis pelas empresas para o pós-pandemia. A operação da WeWork na América Latina começou em 2016, e hoje, alcança mais de 90 unidades em 18 cidades locais.

A WeWork opera na Argentina, no Brasil, no Chile, na Colômbia e no México. No mundo todo, a companhia relata ter crescido mês a mês no primeiro trimestre deste ano. As vendas líquidas de espaços tiveram resultado positivo pela primeira vez desde fevereiro de 2020, quando a pandemia começou a se disseminar pelo globo, e segundo a empresa, seguiram resilientes em abril e em maio.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

E a fila aumenta

BR Partners faz registro de IPO que pode movimentar até R$ 620 milhões

Banco de investimentos fundado por Ricardo Lacerda pretende fazer uma oferta pública de Units, com faixa de preço entre R$ 16 e R$ 19

Pedido ao presidente

Instituto Aço Brasil pede a Bolsonaro para não reduzir tarifa de importação

Na visão do presidente executivo da entidade, Marco Polo de Mello Lopes, não há cenário de excepcionalidade que justifique tal medida

Insights Assimétricos

Preparado para a Super Quarta? O que você precisa saber antes das decisões do Fed e do Copom sobre juros

Um ajuste dos juros, mantendo-os ainda abaixo do neutro (entre 5,5% e 6,5%), seria salutar. Uma alta para além disso, contudo, poderá comprometer a retomada brasileira

Caçadores de tendências

Itaú Asset lança mais 3 ETFs com foco em inovação nas áreas de saúde, tecnologia e consumo dos millennials

Gestora do Itaú agora aposta em índices de empresas globais ligadas a tendências de consumo que estão mudando a sociedade

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies