O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-02-17T09:11:32-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Segredos da Bolsa

Semana mais curta traz expectativa com auxílio emergencial e preço dos combustíveis

O Ibovespa se reapresenta hoje após às 13h. Enquanto isso, desempenho de ações brasileiras no exterior deve trazer otimismo

17 de fevereiro de 2021
9:11
PROTECAOcarnaval

Como uma típica quarta-feira de cinzas, quem descansou quer dormir mais, quem trabalhou está só o pó. Mas isso não é motivo para desânimo, porque os ventos dos mercados do exterior devem trazer boas notícias para nós, desolados de um carnaval sem avenida.

O Ibovespa se reapresenta hoje após às 13h, com a divulgação do Boletim Focus às 12h. Enquanto isso, empresas brasileiras no exterior devem trazer otimismo por aqui. Isso se ele sobreviver ao noticiário interno.

Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4) devem repercutir positivamente a alta no preço do minério de ferro e do barril de petróleo, mas a cautela com as discussões de novas parcelas do auxílio emergencial e o atraso na vacinação devem pesar negativamente. 

Desempenho no exterior

O principal ETF brasileiro negociado no mercado americano, o EWZ, que replica o índice MSCI Brazil, fechou em alta de 0,56% em Nova York, apontando para uma abertura positiva da bolsa brasileira.

A alta se deve, principalmente, às ações da Vale e da Petrobras, que tiveram desempenho positivo com o ambiente externo e o preço das commodities. A mineradora brasileira surfou nas boas notícias sobre o pagamento de dividendos recorde da BHP, a maior do setor em valor de mercado. Além disso, o preço do minério de ferro também teve uma escalada no mercado. 

Já a Petrobras se beneficiou da nevasca que está atingindo o Texas nos últimos dias. A tempestade obrigou algumas refinarias e gerou apagões no estado, pressionando os preços do barril de petróleo WTI acima dos US$ 60. 

Ainda assim, o investidor deve manter a cautela na abertura da bolsa hoje. As influências positivas amparadas no noticiário externo podem não sobreviver à sequência dos fatos no cenário interno.

Terras exteriores

Nos países onde as bolsas não pararam, a maioria dos índices opera em queda devido ao “otimismo exacerbado” com a recuperação econômica, principalmente dos EUA. As bolsas da Ásia fecharam sem direção definida, em um movimento de realização de lucros. 

Nova York irá voltar seus olhos para o pacote de estímulos de Joe Biden, que deve ganhar contornos mais bem definidos esta semana. O auxílio para a retomada da economia deve ser da ordem de US$ 1,9 trilhão e, de acordo com os democratas, deve ser votado ainda neste final de semana. 

Terras brasileiras

Sem maiores novidades sobre o auxílio emergencial, o noticiário local deve focar em outro tema custoso ao governo federal. Durante os dias de carnaval, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou um decreto que facilita a posse de até seis armas de fogo por cidadão habilitado.

Ao mesmo tempo, estados e municípios sofrem com a falta de imunizantes para a covid-19, o que chegou a gerar um movimento de prefeitos para pedir a saída do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O movimento para agradar sua base de eleitores pode custar a ajuda do Centrão na aprovação das reformas, o que será observado de perto pelos investidores.

Onde está o Guedes?

Antes do fechamento da bolsa brasileira por causa do carnaval, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que iria trabalhar com a equipe econômica para a elaboração de duas propostas de emenda à constituição. As PECs de Guerra e do Pacto Federativo pretendem garantir a meta fiscal enquanto acontece o pagamento do auxílio emergencial. 

Entretanto, não se tem maiores notícias do ministro ou de sua equipe econômica quanto ao andamento da elaboração de ambas. Na teoria, enquanto o auxílio emergencial de R$ 200 custaria R$ 20 bilhões aos cofres públicos, as parcelas de R$ 250 que o governo quer aprovar podem apertar o orçamento em R$ 30 bilhões.

As parcelas devem voltar entre março e abril, mas a equipe econômica precisa decidir uma forma de financiar o benefício.

Gasolina na fogueira

Em seu passeio de jet ski na folga do feriado, Bolsonaro voltou a falar sobre o preço dos combustíveis. “Vai ter novidade boa esta semana, com toda certeza”, disse.

Nas últimas semanas, o presidente fez os mercados balançarem com propostas de redução do ICMS, o que desagradou governadores, isenção do PIS/Cofins, que gerou mal estar na equipe econômica, e uma sugestão de interferência na política de preços da Petrobras, que foi mal vista pelos investidores. 

Os esforços tentam agradar os caminhoneiros, que ameaçaram greve nas últimas semanas, devido à alta de preços do diesel. A “queda de braço” segue entre ele e Guedes para zerar o imposto federal, que, por lei, precisa de uma contrapartida para compensar a arrecadação. 

Empresas

A Fitch reafirmou que o futuro da Petrobras não é positivo. A agência de classificação de riscos manteve olhar pessimista para a estatal brasileira, avaliando que o perfil de crédito é de “risco intrínseco”. 

Hoje o Carrefour deve divulgar seu balanço após o fechamento, enquanto IRB e JHSF mostram seus dados na quinta-feira (18). 

Agenda: eventos e indicadores

Na agenda de hoje, estão programadas as divulgações dos dados da produção industrial norte-americana (11h15), vendas no varejo (10h30) e de inflação dos EUA (10h30). À tarde (16h), o Federal Reserve (Banco Central norte-americano) publica a ata da última reunião de política monetária.

No Brasil, o Banco Central deve divulgar o fluxo cambial semanal (14h30) e dados da balança comercial da semana (15h). 

Para os próximos dias desta semana encurtada pelo carnaval, na quinta-feira (18) a Fipe deve divulgar o IPC da segunda quadrissemana de fevereiro (5h) e a FGV lançará os dados do índice geral de preços mensais (IGP-M) e dos índices de preços ao consumidor semanal e das capitais (IPC-S e IPC-S Capitais) no mesmo horário (8h).

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Cautela pesa e Ibovespa futuro abre em queda com exterior fraco; dólar avança para R$ 4,95

RESUMO DO DIA: Após o rali da última terça-feira (17), as bolsas amanheceram com leves perdas, em um movimento de ajuste cauteloso. A inflação na Europa preocupa, enquanto o Federal Reserve dá sinais mistos sobre o aperto monetário. Por aqui, o Ibovespa acompanha a privatização da Eletrobras (ELET3) e falas de Roberto Campos Neto e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Suzano (SUZB3) e lucro de 5,3% no bolso com Wiz (WIZS3)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Suzano (SUZB3), com entrada em R$ 52,74; confira a análise

O melhor do Seu Dinheiro

As stablecoins são o Real dos anos 1990? Confira a notícia do dia e outras sete histórias que mexem com os seus investimentos

Manter a paridade com o dólar não é tarefa simples, e o novíssimo mercado das criptomoedas experimentou esse travo amargo na semana passada; entenda a crise das stablecoins

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas lá fora tentam emplacar terceiro dia de alta, limitadas por dados inflacionários; Ibovespa mira Eletrobras (ELET3) e briga entre poderes

Ainda hoje, os investidores acompanham o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento

TRAGÉDIA NA CHINA

Alguém derrubou esse avião de propósito na China; investigadores agora tentam descobrir quem foi

Dados recuperados da caixa preta sugerem que alguém na cabine derrubou o intencionalmente o Boeing 737-800 da China Eastern com 132 pessoas a bordo no fim de março

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies