Menu
Clube do livro
Maria Eduarda Nogueira
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-16T10:32:17-03:00
Clube do livro

Este são os 3 melhores livros de economia de 2021, recomendados pelo Financial Times

Digitalização, criptomoedas, pandemia e finanças comportamentais estão entre os temas abordados nos títulos selecionados pelo comentarista-chefe do FT, Martin Wolf

19 de dezembro de 2021
8:00 - atualizado às 10:32
Ilustração de livros em tons azulados e fundo rosa
Imagem: Tim Parks

Em busca de livros de economia, mas não sabe como encontrar aqueles que valem a pena? A lista de um dos jornais econômicos mais conceituados do mundo pode ajudar. O Financial Times revelou quais são os melhores títulos de economia de 2021, em uma seleção criteriosa feita pelo seu colunista e comentarista-chefe Martin Wolf

Abordando temas quentes de economia, as obras versam sobre transformações tecnológicas das finanças, economia comportamental, atuação de governos e instituições, criptomoedas e muito mais. Aqui, você confere quais livros conquistaram o “pódio”. 

OURO: The Future of Money: How the Digital Revolution Is Transforming Currencies and Finance, de Eswar S. Prasad

Capa do livro de economia: The Future of Money: How the Digital Revolution Is Transforming Currencies and Finance, de Eswar S. Prasad
The Future of Money: How the Digital Revolution Is Transforming Currencies and Finance, de Eswar S. Prasad

A tecnologia transformou todos os aspectos das nossas vidas ‒ inclusive a economia. Nesta obra que conquistou o primeiro lugar da concorrida lista do Financial Times, o economista indiano Eswar S. Prasad fala sobre como a revolução digital tem impactado as finanças

Ele discute o fim do dinheiro físico, a ascensão das criptomoedas, as iniciativas de Bancos Centrais ao redor do mundo de fazerem suas próprias moedas digitais e a atuação de grandes corporações como Facebook e Amazon no universo cripto. Em meio a esse frenesi de transformações, Prasad enfatiza que as oportunidades também vem acompanhadas de riscos e que “um futuro glorioso aguarda, talvez”. 

PS: Se estiver buscando um livro que fala sobre a transformação digital da economia no contexto brasileiro, leia “O futuro do dinheiro: banco digital, fintechs e criptomoedas”, de Rudá Pellini. Através de entrevistas com alguns dos maiores nomes na área de finanças no Brasil, o autor apresenta um conteúdo didático e de fácil leitura ‒ e ainda dá dicas práticas para investir melhor nesse novo contexto. 

PRATA: The Resilient Society, de Markus K. Brunnermeier

Capa do livro de economia The Resilient Society, de Markus K. Brunnermeier
The Resilient Society, de Markus K. Brunnermeier

“The Resilient Society” (A Sociedade Resiliente, em tradução livre para o português) é uma leitura especialmente importante no contexto pandêmico, já que o próprio autor diz que a “resiliência pode servir como estrela-guia para uma sociedade pós-Covid”. Na obra, Markus K. Brunnermeier, economista da universidade de Princeton, aborda a crise financeira global ocasionada pela pandemia, afirmando que uma sociedade resiliente é capaz de reagir a choques como esse e se recuperar. 

Apesar da obra puxar o gancho da pandemia de forma mais específica, ela pode servir como um guia de como indivíduos, instituições e países podem lidar com uma economia globalizada cheia de riscos desconhecidos

O livro aplica conceitos de macroeconomia em diversos temas de interesse público ‒ saúde pública, inovação, mudanças climáticas, desigualdade, inflação ‒ se tornando uma leitura essencial principalmente para empresários, economistas, políticos e cidadãos engajados. 

BRONZE: Cogs and Monsters: What Economics Is, and What It Should Be, de Diane Coyle

Capa do livro de economia Cogs and Monsters: What Economics Is, and What It Should Be, de Diane Coyle
Cogs and Monsters: What Economics Is, and What It Should Be, de Diane Coyle

Neste livro, a comentarista econômica da Universidade de Cambridge, Diane Coyle, tece críticas contundentes sobre o próprio campo da economia e seu modo de enxergar a relação das pessoas com dinheiro. 

Coyle apresenta uma analogia que nos ajuda a compreender um dos principais desafios para a área e é uma referência direta ao nome do livro. Os economistas assumem que as pessoas são como engrenagens (“cogs”): calculistas e independentes, agindo num contexto definido. Mas a realidade é que principalmente na economia atual, com o advento da digitalização, as pessoas estão mais para monstros (“monsters”): sem amarras e socialmente influenciadas. Ignorar essas características acaba atrapalhando na resolução de problemas na nova era das finanças. 

Ela fala sobre como é difícil para os praticantes de economia serem objetivos em seus argumentos e como isso acaba os deixando afastados da realidade. Nesse ponto, a autora cita que a diversidade de raça, gênero e backgrounds é essencial para o enriquecimento da área

O livro, no entanto, não se resume às críticas. No contexto de digitalização, big data, machine learning e inteligência artificial, Coyle mostra como essas tecnologias podem ser oportunidades para resolver crises globais, desde a recuperação pós-pandêmica até a questão climática. 

Buscando mais livros de economia e finanças? Conheça este clube do livro especializado 

Se você se interessa por temas de economia, finanças, tecnologia, negócios e quer se manter atualizado sobre as principais tendências, quero te fazer um convite para conhecer o Empiricus Books, um clube do livro feito para leitores-investidores. 

A cada dois meses, os membros do clube recebem uma obra cuidadosamente selecionada pela equipe da Empiricus, a maior casa de análise financeira independente do Brasil. Entre os títulos já enviados em edições anteriores, estão:

  • “A Bola de Neve”, biografia do megainvestidor Warren Buffett;
  • “Lições Amargas”, do ex-presidente do Banco Central, Gustavo Franco;
  • “Como chegar lá”, do gestor e fundador da Black Rock, de Stephen Schwarzman;
  • “Misbehaving”, de Richard Thaler, especialista em finanças comportamentais.

Caso queira conhecer mais sobre o clube, deixo aqui o convite. Basta clicar neste link para saber mais sobre o próximo envio (e ter a chance de receber um segundo livro, totalmente grátis). 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

MÚSICA NO FANTÁSTICO

Unilever recebe mais um não da Glaxo para oferta de US$ 68 bilhões por divisão que produz Advil; entenda o caso

Se fosse concretizado, o acordo seria o maior em termos globais desde o início da pandemia de covid-19

EFEITOS COLATERAIS

Ômicron e seus investimentos: variante do coronavírus terá efeitos distintos sobre empresas de saúde na bolsa; saiba quais são eles

Planos de saúde devem enfrentar um cenário menos favorável dado o aumento dos índices de sinistralidade e pressão sobre os custos

FOI DADA A LARGADA

Petrobras (PETR4) e Novonor iniciam oficialmente processo para vender participações na Braskem; veja quanto a operação bilionária pode levantar

O pedido de registro para a oferta pública secundária, que será realizada no Brasil e no exterior, foi publicado na madrugada deste sábado (15) na CVM

INCENTIVO À MUDANÇA

Meca das criptomoedas? Estado americano tenta atrair trabalhadores com pagamento em bitcoin (BTC)

Iniciativa acontece em meio a explosão de crescimento no setor de tecnologia, especificamente naquelas habilitadas para blockchain

HEY, BROTHERS!

BBB é ‘fábrica de milionários’: prêmio de R$ 1,5 milhão é fichinha perto da fortuna que ex-participantes constroem; veja como Juliette, Gil do Vigor e outros ficaram ricos após reality

A edição de 2022 do BBB começa na próxima segunda e pode conceder o título de milionário a mais pessoas; veja quem já conseguiu se consagrar com a participação na casa mais vigiada do Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies