Menu
Clube do livro
Seu Dinheiro
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-23T08:17:47-03:00
Clube do livro

Como aprender a lidar melhor com a incerteza e riscos dos investimentos? Livro “Desafio dos Deuses” pode ajudar

Na obra, Peter L. Bernstein mostra que aprender sobre o risco é um norte para lidar com a realidade como ela é, sendo importante tanto nas decisões financeiras quanto em outros aspectos da vida

26 de dezembro de 2021
8:00 - atualizado às 8:17
Tela mostra linhas coloridas descendo e subindo, em referência aos riscos e incertezas dos investimentos
Imagem: Shutterstock

O tema “risco” é sempre bastante discutido no mundo contemporâneo e no mercado financeiro, devido à ampla gama de investimentos que temos hoje: ações, fundos imobiliários, renda fixa, opções, títulos com diferentes características, tecnologias revolucionárias como os criptoativos…

Todos os dias, o leque de possibilidades aumenta. E com toda escolha, há um preço. Ou seja, um trade off entre risco e retorno. Nesse contexto, surge uma pergunta importante: como o investidor pode aprender a lidar melhor com a incerteza dos riscos?

No livro “Desafio dos Deuses: A Fascinante História do Risco”, o autor Peter L. Bernstein discorre sobre a evolução do conceito de risco e como ela foi correlacionada à evolução e inovação intelectuais. Ele também fala sobre teorias importantes no campo do conhecimento matemático e social, que transformaram o mundo e a nossa maneira de abordar o risco.

A palavra "risco" deriva do italiano antigo “rísícare”, que significa "ousar". Neste sentido, o risco é uma opção, e não um destino.  O livro se propõe a responder algumas perguntas: até que ponto podemos confiar nos padrões do passado para prever o futuro? O que é mais importante quando tentamos prever o futuro? A administração do risco é uma ciência humana ou matemática? Ela resolve a questão das escolhas? Conseguiremos determinar exatamente a linha divisória entre as duas abordagens?

Quando o conhecimento completo do futuro (ou mesmo do passado) é uma impossibilidade, quão representativas são as informações de que dispomos?

A obra apresenta uma ampla análise das principais mentes do mundo e da criação de conceitos relacionados a matemática e a jogos de azar para tentar descobrir o que está por trás da vontade humana de “mensurar o imensurável”. O autor nos leva em uma jornada até os primórdios da sociedade, quando nasceram os primeiros modelos de que poderiam servir de parâmetro para boas escolhas. 

É interessante notar que a evolução dos conceitos de risco não foi linear, tendo sido influenciada por acontecimentos históricos como as Guerras Mundiais. Nesse sentido, a necessidade e o perigo iminente também forçaram descobertas de inovações importantes no campo de conhecimento matemático e de tomadas de decisões.

Por que é importante “saber que não sabemos”

Mesclando conceitos de finanças com as decisões, o livro ensina uma lição importante: na vida real, poucos são os casos em que as informações são suficientes. O passado ou qualquer outro dado que optemos por analisar são apenas fragmentos da realidade. 

Não há garantias e os modelos de análise de riscos vencedores são modelos que aceitam essa realidade em si.

O livro é disruptivo e traz elementos da contemporaneidade ‒ incluindo conceitos do mercado financeiro e das teorias matemáticas ‒ para ilustrar como o mundo se comporta e como lida com a tempestividade de informações.

Aprender sobre o risco e como lidar com ele é um norte para lidar com a realidade como ela é, um “mapa para a vida”. Saber que não sabemos. Reunir informações de qualidade para otimizar o que podemos fazer em momentos decisivos de escolha nos dá um poder incomparável. É este tipo de conhecimento que “Desafio dos Deuses” pode te oferecer.

Há livros que ensinam, outros que contam uma história, outros que te causam uma epifania, o livro “Desafio aos Deuses”, é um dos raros livros que é uma síntese de tudo isso.

Procurando mais livros sobre o tema?

Outro livro que também fala sobre as mesmas questões, embora com outra abordagem, é “Preparados para o risco: como tomar boas decisões”, do psicólogo alemão Gerd Gigerenzer. O livro traz dicas práticas para evitarmos ser manipulados pelo medo e por esperanças irreais.

A obra foi enviada com exclusividade para o seleto grupo de leitores-investidores do Empiricus Books, clube de livros especializado em negócios, finanças e economia. A cada dois meses, os assinantes recebem em casa um exemplar cuidadosamente selecionado pela equipe da Empiricus, com objetivo de enriquecer seu repertório cultural (e eventualmente, sua carteira também).

Caso tenha interesse, deixo aqui o convite especial para você conhecer mais sobre o Empiricus Books e receber títulos como “Desafio dos Deuses” e “Preparados para o risco” com exclusividade (e frete grátis) na sua casa. 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mercados Hoje

Ibovespa abre em alta de mais de 1% puxado pelo exterior positivo, e dólar recua a uma semana da reunião do Federal Reserve

Commodities permanecem no radar: minério de ferro avançou na China durante a madrugada, e agentes de mercado já apostam numa alta do petróleo até US$ 100 neste ano

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro avança próximo da estabilidade e dólar cai de olho no exterior positivo e nos balanços dos bancos de hoje

As commodities permanecem em rota de valorização, com o petróleo e o minério de ferro em destaque hoje

O melhor do Seu Dinheiro

Um guia com 51 investimentos para 2022, a queda das ações tech na B3, Binance e outros destaques do dia

Confira os investimentos mais promissores do ano, além de uma análise completa dos riscos e oportunidades nas principais classes de ativos

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas buscam recuperação lá fora, de olho nos balanços do dia e Ibovespa foca no cenário doméstico

O presidente da República, Jair Bolsonaro, tem até sexta-feira (21) para decidir sobre o Orçamento e o reajuste dos servidores públicos

PAPO CRIPTO #010

Maior corretora de criptomoedas do mundo, Binance vê 2022 como o “ano da regulação” do mercado

“Existe um preconceito com o mercado de criptomoedas como um todo”, diz a representante da Binance no Brasil sobre países que proibiram a atuação da corretora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies