Menu
2021-01-27T08:29:03-03:00
Rafael Lara
Rafael Lara
Estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Trabalhou em empresas como: TV Gazeta, Suno Research e Portal iG.
Esquenta dos mercados

Mercado amanhece cauteloso na expectativa por Fed e big techs

Fed deve ter uma mensagem dovish, o que garante os estímulos monetários que sustentam a liquidez global e fazem a festa dos emergentes.

27 de janeiro de 2021
8:03 - atualizado às 8:29
shutterstock_102014596
Federal Reserve Building - Imagem: Shutterstock

Um olho no peixe, outro no gato. Essa quarta-feira (27) é uma daquelas em que tudo aponta para um dia com grandes emoções. O mercado espera os balanços de grandes empresas de tecnologia dos EUA, como Apple e Facebook, além da decisão de política monetária do Federal Reserve, banco central americano.

Leia também:

Investidores perderam o encanto com Guedes?

Na última sessão, na terça-feira (26), o Ibovespa acabou fechando o dia em queda, mesmo com os discursos do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, no evento do Credit-Suisse, em que acenavam para as privatizações e vacinas.

Bolsonaro também havia reforçado seu compromisso com o teto de gastos ao dizer que não irá permitir que "medidas temporárias relacionadas com a crise se tornem compromissos permanentes".

O desempenho do Ibovespa ontem sinalizou um certo “desencanto” do mercado com Guedes, o governo e a agenda liberal (que não anda).

A explicação seria que, após a euforia inicial, uma espécie de “só acredito vendo” se abateu sobre o mercado, de acordo com especialistas. Confira na matéria da Jasmine Olga.

O que o futuro nos reserva

Com a expectativa hoje pela decisão do Fed e pelos balanços de "big techs", os índices futuros norte-americanos tem uma queda quase generalizada (com exceção do S&P 500 futuro, que opera em alta de quase 2%), por volta das 7h41. As principais bolsas europeias não estão diferentes, apresentando uma queda por todos os lados, variando entre -0,19% e -0,95%.

O Fed divulga a decisão às 16h (horário de Brasília). Às 16h30, o presidente da autoridade monetária, Jerome Powell, concede entrevista coletiva.

Na Ásia, as bolsas fecharam em alta quase generalizada, após o Fundo Monetário Internacional (FMI) ter apresentado um prognóstico mais otimista para a economia mundial este ano e repercutindo os bons dados chineses, divulgados na última terça. No Japão, o índice Nikkei subiu 0,31%, a 28.635,21 pontos.

Apenas a Coreia do Sul e Hong Kong não foram convidados para a festa e fecharam em baixa. O índice sul-coreano Kospi caiu 0,57% em Seul, a 3.122,56 pontos e o Hang Seng, índice de Hong Kong, caiu 2,55%, a 29.391,26 pontos.

Anote na agenda

As maiores emoções hoje devem vir lá dos Estados Unidos. Por volta das 7h, a AT&T divulgará seu balanço. Às 9h chega a vez da Boeing divulgar seus dados do trimestre. Além disso, vale lembrar que 16h acontece a decisão do Fed, que o mercado fica atento e logo após vem uma coletiva do presidente Jerome Powell, às 16h30.

Mais tarde, às 18h05, Facebook e Whirlpool divulgarão seus resultados e às 18h30, Apple fecha o dia com seus resultados trimestrais.

No Brasil, o Banco Central divulgará os dados do setor externo de dezembro, às 9h30, e o Tesouro publicará o relatório mensal da dívida pública e o Plano Anual de Financiamento (PAF) de 2021 por volta das 14h30.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Vêm proventos por aí

B3 anuncia quase R$ 2 bi em dividendos, além de recompra e desdobramento de ações

Conselho de administração da companhia aprovou pagamento de dividendos do quarto trimestre e dividendos extraordinários referentes a 2020

Cenário pandêmico

B3 lucra R$ 4,2 bilhões em 2020, alta de 53%, com volatilidade dos mercados, ofertas de ações e juros baixos no Brasil

Cenário pandêmico acabou beneficiando os resultados da companhia, resultando em volatilidade e juros baixos que impulsionaram investidores e empresas a recorrerem ao mercado de capitais

O melhor do seu dinheiro

A semana que vem, enfim, chegou

Depois de uma série de adiamentos, a PEC Emergencial enfim foi aprovada em dois turnos pelo Senado. A medida permitirá o retorno do auxílio emergencial, que ficará limitado ao teto de R$ 44 bilhões, que quase foi derrubado, mas acabou ficando. O texto segue agora para a Câmara dos Deputados. O avanço foi comemorado pelo […]

FECHAMENTO

Aprovação da PEC emergencial garante recuperação do Ibovespa enquanto NY amarga perdas

A fala de Powell fez o Ibovespa reduzir os ganhos, mas ainda assim o principal índice da bolsa avançou 1,35%; dólar teve queda de 0,11%, a R$ 5,6582

Petróleo

Evitar volatilidade nos preços serve a consumidores e produtores, afirma ministro árabe na Opep+

Quanto aos elementos que vêm sendo observados na demanda para as decisões do grupo, o saudita apontou o retorno da mobilidade como uma prioridade.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies