Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-27T08:29:03-03:00
Rafael Lara
Rafael Lara
Estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Trabalhou em empresas como: TV Gazeta, Suno Research e Portal iG.
Esquenta dos mercados

Mercado amanhece cauteloso na expectativa por Fed e big techs

Fed deve ter uma mensagem dovish, o que garante os estímulos monetários que sustentam a liquidez global e fazem a festa dos emergentes.

27 de janeiro de 2021
8:03 - atualizado às 8:29
Fed
Federal Reserve Building - Imagem: Shutterstock

Um olho no peixe, outro no gato. Essa quarta-feira (27) é uma daquelas em que tudo aponta para um dia com grandes emoções. O mercado espera os balanços de grandes empresas de tecnologia dos EUA, como Apple e Facebook, além da decisão de política monetária do Federal Reserve, banco central americano.

Leia também:

Investidores perderam o encanto com Guedes?

Na última sessão, na terça-feira (26), o Ibovespa acabou fechando o dia em queda, mesmo com os discursos do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, no evento do Credit-Suisse, em que acenavam para as privatizações e vacinas.

Bolsonaro também havia reforçado seu compromisso com o teto de gastos ao dizer que não irá permitir que "medidas temporárias relacionadas com a crise se tornem compromissos permanentes".

O desempenho do Ibovespa ontem sinalizou um certo “desencanto” do mercado com Guedes, o governo e a agenda liberal (que não anda).

A explicação seria que, após a euforia inicial, uma espécie de “só acredito vendo” se abateu sobre o mercado, de acordo com especialistas. Confira na matéria da Jasmine Olga.

O que o futuro nos reserva

Com a expectativa hoje pela decisão do Fed e pelos balanços de "big techs", os índices futuros norte-americanos tem uma queda quase generalizada (com exceção do S&P 500 futuro, que opera em alta de quase 2%), por volta das 7h41. As principais bolsas europeias não estão diferentes, apresentando uma queda por todos os lados, variando entre -0,19% e -0,95%.

O Fed divulga a decisão às 16h (horário de Brasília). Às 16h30, o presidente da autoridade monetária, Jerome Powell, concede entrevista coletiva.

Na Ásia, as bolsas fecharam em alta quase generalizada, após o Fundo Monetário Internacional (FMI) ter apresentado um prognóstico mais otimista para a economia mundial este ano e repercutindo os bons dados chineses, divulgados na última terça. No Japão, o índice Nikkei subiu 0,31%, a 28.635,21 pontos.

Apenas a Coreia do Sul e Hong Kong não foram convidados para a festa e fecharam em baixa. O índice sul-coreano Kospi caiu 0,57% em Seul, a 3.122,56 pontos e o Hang Seng, índice de Hong Kong, caiu 2,55%, a 29.391,26 pontos.

Anote na agenda

As maiores emoções hoje devem vir lá dos Estados Unidos. Por volta das 7h, a AT&T divulgará seu balanço. Às 9h chega a vez da Boeing divulgar seus dados do trimestre. Além disso, vale lembrar que 16h acontece a decisão do Fed, que o mercado fica atento e logo após vem uma coletiva do presidente Jerome Powell, às 16h30.

Mais tarde, às 18h05, Facebook e Whirlpool divulgarão seus resultados e às 18h30, Apple fecha o dia com seus resultados trimestrais.

No Brasil, o Banco Central divulgará os dados do setor externo de dezembro, às 9h30, e o Tesouro publicará o relatório mensal da dívida pública e o Plano Anual de Financiamento (PAF) de 2021 por volta das 14h30.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies