Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-03T18:29:28-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Mercados no feriado

Prévia para amanhã? Bolsas de NY fecham em queda e ativos brasileiros sentem o baque no exterior

Nem mesmo os dados mais animadores da economia americana foram capazes de impedir que os mercados acionários terminassem o dia no vermelho

3 de junho de 2021
18:21 - atualizado às 18:29
The,Us,Dollar,Against,The,Background,Of,A,Declining,Chart.
Imagem: Shutterstock

Dormir sem ser assombrada pelo fantasma do despertador, ler alguns capítulos de um bom livro, pedir uma pizza e maratonar alguma série antes de voltar para a cama. Essa é a programação perfeita de um feriado para mim.

Em outros tempos, acrescentaria uma visita à família e amigos ou uma ida ao parque também. Porém, com a pandemia ainda a todo vapor, me contento apenas em garantir que seja um dia tranquilo. 

Assim como eu, com as negociações locais fechadas, os mercados brasileiros tiveram um calmo feriado de Corpus Christi nesta quinta-feira (3). Porém, os investidores que voltaram suas atenções para o exterior viram que, lá fora, o dia passou longe da tranquilidade.

As bolsas dos Estados Unidos e Europa operaram majoritariamente em queda ao longo do pregão e nem mesmo os dados mais animadores da economia americana foram capazes de impedir que os mercados acionários terminassem o dia no vermelho.

Dados econômicos de lado

O Departamento do Trabalho dos EUA divulgou que 385 mil novos pedidos de seguro-desemprego foram registrados na semana encerrada em 29 de maio — é a primeira vez que o indicador fica abaixo de 400 mil desde o início da pandemia.

O índice de atividade do setor de serviços dos EUA também trouxe perspectivas otimistas para a retomada econômica e ficou em 70,4 em maio, o maior nível desde o início da série histórica do indicador, iniciada em 2009.

Mas o Dow Jones, que chegou a ensaiar altas tímidas mais cedo, recuou 0,07% ao final da sessão, enquanto o S&P 500 caiu 0,36%. O Nasdaq, que concentra empresas de tecnologia, foi quem mais sentiu os efeitos da aversão ao risco, com queda de 1,03%.

Os novos atritos comerciais entre EUA e China podem ter ajudado a azedar o humor dos mercados. Segundo a Bloomberg, o presidente Joe Biden planeja aumentar a lista de restrições às companhias chinesas, mirando nas empresas com alguma conexão às forças armadas do gigante asiático.

Além disso, os investidores aguardam ansiosamente pelo relatório de empregos norte-americano (payroll), que será divulgado amanhã e pode modificar os rumos da política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

E o Brasil com isso?

Resta saber se o pessimismo continuará reinando amanhã e prejudicará os mercados locais. É de se esperar que, com o retorno das negociações por aqui, os papéis negociados na B3 sofram algum ajuste referente ao comportamento dos ativos internacionais.

Vale lembrar que o Ibovespa, principal índice acionário do Brasil, vem alcançando marcas históricas nos últimos dias. Ontem (2) o índice teve alta de 1,04%, aos 129.601,44 pontos — sua sexta sessão consecutiva de ganhos e o quarto dia seguido de recordes de fechamento.

O EWZ, principal fundo de índice (ETF) de ações do país em Nova York — e que, em linhas gerais, replica a carteira do Ibovespa —, recuou 0,95% hoje.

Ativos brasileiros sofrem

Além do índice, veja também como foi o desempenho dos principais recibos de ações (ADRs) de companhias brasileiras nas bolsas americanas:

  • Petrobras (PBR): -0,18%;
  • Vale (VALE): -1,19%;
  • Gerdau (GGB): -2,12%;
  • CSN (SID): -2,18%;
  • Itaú Unibanco (ITUB): -0,16%;
  • Bradesco (BBD): -1,21%;
  • Ambev (ABEV): -0,52%.

Europa e Ásia

O contexto mais cauteloso também foi verificado nos mercados da Europa, que fecharam majoritariamente em baixa — destaque para a bolsa de Londres, que teve perdas mais firmes:

  • Alemanha (DAX): +0,19%;
  • Reino Unido (FTSE 100): -0,61%;
  • França (CAC 40): -0,21%;
  • Espanha (IBEX 35): -0,42%;
  • Itália (FTSE MIB): +0,29%
  • Euro Stoxx 600: -0,12%.

Os mercados asiáticos mostraram desempenhos mistos: no Japão, o índice Nikkei 225 fechou em alta de 0,35% e, na Coreia do Sul, o KOSPI avançou 0,72%. Na China, a bolsa de Xangai recuou 0,36%.

Commodities, câmbio e outros mercados

Entre as commodities, o petróleo reverteu a tendência dos últimos dias e fechou em leve baixa: o Brent para agosto caiu 0,06%, a US$ 71,31, enquanto o WTI para julho recua 0,03%, a US$ 68,81.

No câmbio, o dólar se valoriza em escala global: o índice DXY, que mede o desempenho da moeda americana em relação a uma cesta com as principais divisas do mundo, sobe 0,66%; a tendência é a mesma em comparação com as moedas de países emergentes.

E, falando em emergentes: o EEM, principal ETF desse tipo de mercado em Nova York, caiu 1,07% — mais um sinal de que, ao menos por hoje, os investidores globais não estão com apetite ao risco.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

CARNE FORTE

Marfrig sobe mais de 5% hoje, mas ainda deve saltar 60% nos próximos meses, projeta Bank of America

O Bank of America recalculou as projeções financeiras para o próximo ano e vê a empresa lucrando muito mais do que o previsto no cálculo anterior

DESTAQUES DO DIA

Varejo abaixo do esperado derruba Magazine Luiza (MGLU3), mas companhias aéreas sobem forte com vacinas eficazes contra a ômicron

Enquanto o Magalu recua mais de 8%, as empresas do setor aéreo aproveitam para engatar uma recuperação

bitcoin (BTC) hoje

O rali de fim de ano do bitcoin (BTC) derrapou. E você, novato em criptomoeda, pode ser o culpado

O movimento de queda do bitcoin das últimas semanas veio dos novos investidores em cripto, chamados de short-term holders, segundo a Glassnode

DE OLHOS BEM FECHADOS

O IPO do cheque em branco chega ao Brasil: Alvarez & Marsal quer fazer oferta pública para lançar Spac na B3

Modalidade existe há mais de 20 anos nos EUA, mas ainda é inédita no Brasil; entenda como funciona

EXILE ON WALL STREET

Ele ainda vai te trazer boas lembranças: o Tesouro Direto em seu ano de ouro para a rentabilidade

Conheça o Super Renda Fixa, que apresenta as melhores oportunidades para investir na modalidade, seja nos títulos do Tesouro ou nos de emissores privados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies