Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-27T07:57:27-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
de olho na bolsa

Esquenta dos mercados: crise política chega até Paulo Guedes, em dia de Jackson Hole e inflação nos EUA; bolsa deve sentir pressão hoje

A fala de Jerome Powell no Simpósio com dirigentes dos BCs pelo mundo deve mexer com os negócios e o panorama interno não é favorável ao Ibovespa

27 de agosto de 2021
7:47 - atualizado às 7:57
ministro da economia paulo guedes preocupado
Pescoço do ministro entra na mira do Centrão. O ex-superministro conseguirá terminar junto com o governo? - Imagem: Divulgação

A semana foi de altas e baixas na bolsa brasileira, mas o Ibovespa deve encerrar os últimos dias de agosto do azul. No radar, o Simpósio Jackson Hole acontece logo pela manhã, o que dá bastante tempo para os investidores digerirem as falas do presidente do Fed, Jerome Powell, ao longo do dia. 

Jackson Hole: é hoje

O evento mais esperado da semana acontece nesta sexta-feira (27). A reunião dos banqueiros centrais no Simpósio de Jackson Hole deve movimentar os negócios ao longo do dia.

A ausência de representantes do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE, em inglês) joga ainda mais peso sobre a fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, às 11h. O mercado parece estar certo de que Powell confirmará as expectativas de tapering, a retirada de estímulos da economia, ainda este ano.

Fique de olho hoje

O dado mais importante do dia no exterior deve vir dos Estados Unidos. O Departamento de Comércio deve divulgar a inflação norte-americana (PCE, em inglês) antes da fala de Jerome Powell. A expectativa é de que o presidente do Federal Reserve também comente sobre o avanço de preços e pressione ainda mais por uma retirada de estímulos este ano. 

Um Brasil para digerir

A crise política é como uma dor nas costas gerada por péssima postura. Sempre que a coluna fica naquela posição, uma pontada de dor é um lembrete de que é melhor se ajustar. E, na bolsa, esse é sempre um mau momento.

Mas os investidores parecem ignorar os ruídos emitidos pelas engrenagens de Brasília. O problema com a falta de chuvas e possibilidade de apagões pressiona a retomada da economia brasileira. O Ipea deve divulgar as estimativas do PIB para 2021 e 2022 ainda hoje e deve considerar no relatório que a capacidade energética pode não ser suficiente para a volta das atividades. 

De maneira semelhante, a divulgação da bandeira tarifária pela Aneel também deve ajustar as estimativas de crescimento.

Guedes na mira do Centrão

Além disso, um novo capítulo da crise política deve pressionar o governo e mexer diretamente com a bolsa brasileira. O jornal O Estado de São Paulo traz hoje uma análise de que o Centrão político estaria pedindo a troca do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Guedes, outrora superministro, foi perdendo poderes e a confiança do mercado. A reforma do Imposto de Renda sem acordo e as constantes brigas entre o presidente Jair Bolsonaro e a equipe econômica pioraram a imagem do ministro da Economia.

Como se não bastasse, o descontrole da inflação e ameaças ao teto de gastos foram minando a confiança do investidor em Paulo Guedes. O “senhor mercado” deve fazer um balanço: ruim com ele ou pior sem ele?

Fique de olho hoje

Jackson Hole segue no radar do investidor, no cenário externo. No panorama doméstico, o IBGE deve divulgar hoje dados da inflação ao produtor e estimativas da população em julho.

O Banco Central brasileiro divulga a nota de crédito livre, estoque de crédito e inadimplência média. Por falar em BC, o presidente da instituição Roberto Campos Neto, participa de Live da Febraban com o presidente da entidade, Isaac Sidney, e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Bolsas pelo mundo

Os principais índices da Ásia encerraram o pregão de hoje sem direção definida, à espera do discurso de Jerome Powell em Jackson Hole. Dados regionais da China animaram os negócios, mas a cautela prevaleceu em algumas praças.

Já as bolsas da Europa operam perto da estabilidade, sem direção definida. Com a agenda esvaziada para o Velho Continente, o investidor deve ficar de olho no Simpósio de Jackson Hole.

Por fim, os futuros de Nova York avançam, com pouco medo do presidente do Fed e o discurso sobre a retirada de estímulos da economia. Dados regionais dos EUA devem movimentar as bolsas no pregão de hoje. 

Agenda do dia

  • FGV: Confiança da indústria em agosto (8h)
  • IBGE: Índice de preços ao produtor de julho (9h)
  • IBGE: Estimativas para a população do Brasil em 2021 (9h)
  • Banco Central: Nota de crédito livre, estoque de crédito e inadimplência média de julho (9h30)
  • Estados Unidos: Renda pessoal em julho, gastos com consumo, índice de preços de gastos com consumo (PCE, em inglês) e Núcleo do PCE (9h30)
  • Ipea: Estimativa para o PIB em 2021 e 2022 (10h)
  • Banco Central: Presidente do BC, Roberto Campos Neto, participa de Live da Febraban com o presidente da entidade, Isaac Sidney, e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) (10h)
  • Estados Unidos:  Presidente do Fed, Jerome Powell, discursa no Simpósio de Jackson Hole (11h)
  • Estados Unidos: Presidente Joe Biden se reúne com premiê de Israel, Naftali Bennett (sem horário)
  • Aneel divulga bandeira tarifária para setembro
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

seu dinheiro na sua noite

Costurando uma saída

Não faz muito tempo que usei este mesmo espaço para lembrá-lo de como o mercado não gosta de incertezas e a falta de uma leitura clara sobre o futuro acaba prejudicando os negócios na B3. O dia de hoje veio para provar que, mesmo em meio às incertezas, ter uma noção mais clara do caminho que […]

carreira e diversidade

Magazine Luiza abre inscrições para 2º programa de trainees exclusivo para pessoas negras

Programa aceita candidatos formados entre dezembro de 2018 e dezembro de 2021, em qualquer curso superior; fluência em língua inglesa e experiência profissional não fazem parte dos pré-requisitos

pós-brumadinho

Vale (VALE3) muda alto escalão e tenta reforçar discurso ESG

Luciano Siani Pires, que desde 2012 ocupa posição de vice-presidente finanças e RI, assumirá a vice-presidência de estratégia e transformação de negócios, cargo criado em março pela mineradora

Troca de comando

Gustavo Raposo renuncia ao cargo de presidente da Transpetro, subsidiária da Petrobras (PETR4); sucessor já foi escolhido

Com a saída de Raposo, o conselho da empresa deverá deliberar sobre a nomeação do atual diretor de Serviços para o comando

atenção, acionista

Dividendos: WEG (WEGE3) paga R$ 86,8 milhões em juros sobre capital próprio

Valor líquido é de R$ 0,017 por ação; terão direito aos proventos acionistas na base em 24 de setembro, segundo a companhia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies