O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-12-10T20:08:22-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
semana em cripto

Semana termina com bitcoin (BTC) abaixo dos US$ 50 mil, e criptomoedas chegam a cair mais de 20%; veja o que foi destaque nos últimos dias

Confira o que foi destaque na semana para o bitcoin e outras criptomoedas: debate de executivos no Congresso americano, novatos agitando os negócios e mais

10 de dezembro de 2021
13:55 - atualizado às 20:08
bitcoin capitão que semana heim
Mesmo com perspectivas positivas, o bitcoin (BTC) termina a semana abaixo dos US$ 50 mil.

A primeira semana completa de dezembro pode ser definida em uma única frase do meme que tomou a internet durante a pandemia: “Que semana, hein?”. O mercado de criptomoedas começou um movimento de queda no sábado (04) e seguiu pressionado até esta sexta-feira (10), mesmo com o bitcoin (BTC) ensaiando uma recuperação mais cedo. 

Por volta das 12h30, a maior criptomoeda do mundo operava com alta volatilidade, em alta de 0,42%, aos US$ 48.434,67 (R$ 270.381,88). Nos últimos sete dias, a queda é de 14,02% e dezembro já registra baixa de 15,2%.

Confira como andam as demais criptomoedas do mercado:

#NamePrice24h %7d %
1Bitcoin (BTC)US$ 48.434,670,42%-14,02%
2Ethereum (ETH)US$ 4.074,55-2,20%-9,95%
3Binance Coin (BNB)US$ 577,93-0,26%-5,73%
4Tether (USDT)US$ 1,000,00%0,00%
5Solana (SOL)US$ 177,52-3,49%-22,43%
6Cardano (ADA)US$ 1,29-2,36%-20,99%
7USD Coin (USDC)US$ 1,000,02%-0,05%
8XRP (XRP)US$ 0,8365-6,52%-13,74%
9Polkadot (DOT)US$ 26,81-3,16%-24,90%
10Terra (LUNA)US$ 68,55-2,16%-1,07%
Fonte: Coin Market Cap 

Final de semana tenso

O mercado que nunca para começou o movimento de queda no sábado com uma baixa de mais de 20%, levando o preço do BTC a mergulhar para a casa dos US$ 42 mil. 

Em um primeiro momento, os investidores atribuíram a queda à cautela gerada pela covid-19. Até então, havia poucas informações sobre a variante ômicron do coronavírus, o que limitava o apetite por risco dos investidores. 

Inclusive, o infectologista e conselheiro da Casa Branca, Anthony Fauci, afirmou na segunda-feira (06) que a nova cepa causa quadros leves e pouco graves da doença, o que aliviou os mercados.

Novatos ariscos

Mas o que realmente aconteceu foi uma junção de fatores.

No sábado, foi liquidada uma série de contratos futuros (open interest) em bitcoin, o que costuma gerar uma queda momentânea nas cotações.

Entretanto, nos últimos meses, houve uma entrada massiva de novos investidores que compraram bitcoin próximo das máximas históricas. Essas carteiras (wallets) mais recentes são as primeiras a reagir nos momentos de queda. 

No mercado de criptomoedas, esses novos endereços são chamados de short-term holders, as carteiras com criptomoedas que têm menos de três meses.

Com a primeira queda gerada pela liquidação dos contratos futuros, essas wallets novatas começaram a se desfazer das suas posições e injetar bitcoins no mercado, o que derrubou as cotações e pressionou o preço do BTC abaixo dos US$ 50 mil. 

O futuro do bitcoin

Os debates envolvendo a regulamentação de criptomoedas nos Estados Unidos seguem a todo o vapor, mas esta semana, uma série de executivos, representantes desse mercado, participaram de uma sessão no Comitê de Serviços Financeiros do Congresso americano para debater a proposta que impõe regras sobre ativos digitais. 

Entre eles, estavam:

  • Jeremy Allaire, co-fundador, presidente e CEO da Circle;
  • Samuel Bankman-Fried, fundador e CEO da FTX;
  • Brian P. Brooks, CEO da Bitfury Group;
  • Charles Cascarilla, co-fundador e CEO da Paxos Trust Company;
  • Denelle Dixon, diretor executivo e CEO da Stellar Development Foundation;
  • Alesia Jeanne Haas, CEO da Coinbase nos EUA e CFO da Coinbase Global.

O saldo desses depoimentos foi positivo. Mesmo congressistas contrários às criptomoedas e favoráveis a uma regulamentação mais pesada concordaram em impor regras mais adequadas ao mercado cripto, o que deve se refletir em uma legislação menos restritiva para os ativos digitais

Os debates no Congresso seguem pelo ano que vem, e maiores desdobramentos das propostas só devem acontecer em meados de 2022. 

Hashrate de volta ao topo

Ainda nesta semana, outra notícia positiva foi a volta do hashrate da mineração do BTC aos mesmos patamares de quando a maior criptomoeda do mundo atingiu as máximas históricas.

A taxa ou hashrate de mineração é o que mantém toda a rede do bitcoin ativa e segura, por meio da validação das transações na rede blockchain. Você pode entender mais sobre mineração de criptomoedas nesta matéria especial.

Fonte: Glassnode

A taxa de mineração representa a “saúde” da rede: quando o hashrate está alto, significa que a blockchain está mais segura e preparada para receber maiores volumes de negociação.

Em outras palavras, a retomada do hashrate para patamares mais elevados pode indicar que o bitcoin está preparado para voltar a subir, de acordo com o Glassnode, portal que fornece informações e análises sobre criptomoedas. 

ETFs de bitcoin e criptomoedas na B3

Você pode clicar aqui para saber mais sobre cada um dos ETFs da bolsa brasileira. Confira o preço dos principais ativos negociados na B3 (fechamento de ontem):

TickerGestoraPreçoVariação (24h%)Variação (semana%)
HASH11HashdexR$ 51,50-1,55%-4,83%
ETHE11HashdexR$ 67,09-2,34%-9,05%
BITH11HashdexR$ 64,00-0,03%-4,56%
QBTC11QR CapitalR$ 16,940,83%-5,50%
QETH11QR CapitalR$ 16,37-2,56%-6,14%
Fonte: TradeMap
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

ESFRIOU

Ano deve ter queda de fusões e aquisições, mas 2022 conta com negócios de grante porte até o momento; relembre algumas delas

Entre os fatores que causaram essa freada, estão a guerra entre Rússia e Ucrânia e a expectativa de desaceleração na China, após lockdowns para conterdos casos de covid

SEU DIA EM CRIPTO

Terra (LUNA) não acompanha recuperação do bitcoin (BTC) neste domingo; criptomoedas tentam começar semana com pé direito

Mesmo com a retomada de hoje, as criptomoedas acumulam perdas de mais de dois dígitos nos últimos sete dias

A COISA VAI ESQUENTAR

Novo capítulo da guerra? Vizinhos da Rússia, Finlândia e Suécia devem se juntar à Otan e tensão na região aumenta

Vladimir Putin, presidente russo, já havia dito que a entrada dos países na Organização exigiria retaliações

BALANÇO

Cyrela (CYRE3) registra lucro de R$ 161 milhões no primeiro trimestre, mas inflação pesa no resultado da empresa; entenda

A margem bruta, indicador que leva em conta o impacto da alta dos insumos nos negócios, indica que a inflação tem afetado o desempenho da empresa

ROTA DO BILHÃO

Como Beto Sicupira, fundador da Ambev ao lado de Jorge Paulo Lemann, se tornou o 5º homem mais rico do Brasil

Sócio de Lemann e Marcel Telles e chamado de “rolo compressor” nas empresas, Sicupira atingiu uma fortuna de US$ 8,3 bilhões (R$ 42,6 bilhões)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies