Menu
2020-01-13T10:57:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

13 de janeiro de 2020
10:57
Selo para série preços e taxas do Tesouro Direto com uma sacola de dinheiro com pernas subindo e uma porcentagem caída no chão
Imagem: Montagem Andrei Morais/Shutterstock

As taxas do Tesouro Direto abriram estáveis nesta segunda-feira (13). O Tesouro IPCA+ 2024 (NTN-B Principal) é negociado com taxa de 2,37% ao ano mais IPCA, por um valor mínimo de R$ 59,19. O Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 (NTN-B) é negociado com taxa de 3,51% ao ano mais IPCA e aplicação mínima de R$ 48,84.

Já o Tesouro Prefixado 2022 (LTN) está pagando 5,13% ao ano para quem o comprar nesta segunda-feira, com aporte mínimo de R$ 36,26. O Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 (NTN-F) é negociado com taxa de 6,75% e aporte mínimo de R$ 36,40.

O único Tesouro Selic (LFT) disponível para compra atualmente no Tesouro Direto, com vencimento em 2025, está remunerando Selic + 0,02% para quem o levar até o fim do prazo. A aplicação mínima é de R$ 104,73.

Lembre-se de que essas taxas do Tesouro Direto só são válidas para quem adquirir o título hoje e o levar até o vencimento. Na venda antecipada, o retorno pode ser bem diferente, uma vez que a venda é sempre feita a preço de mercado.

Confira os preços e taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

O Tesouro Direto é o programa do Tesouro Nacional para compra e venda de títulos públicos federais on-line pela pessoa física. O investimento mínimo é de apenas R$ 30, desde que essa quantia não seja inferior a 1% do valor de um título.

Para investir no Tesouro Direto, o ideal é abrir conta em uma corretora de valores que não cobre taxa de administração. Dessa forma, o único custo do investimento, além dos impostos, é a taxa de custódia paga à bolsa, de 0,25% ao ano.

Os títulos públicos federais são os investimentos de menor risco de crédito da economia brasileira, pois são garantidos pelo governo. Mas há risco de mercado, uma vez que há volatilidade nos preços.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

SANGUE FRIO E CAPACITADO

‘Pessoa física deu show este ano’, diz presidente da B3

Investidor pessoa física aproveitou baixa do mercado e se posicionou para alta, enquanto institucionais e estrangeiros saíam do mercado, diz Finkelsztain

raio-x do setor

Lançamentos de imóveis no país caem no 3º tri, diz CBIC; vendas sobem

O estoque de imóveis disponíveis para venda chegou a 173.601 unidades em setembro, corte de 13% em relação ao mesmo período do ano passado.

Na briga pelo cliente

Na onda da taxa zero, Vitreo lança home broker com tarifa zerada

Isenção de taxa de corretagem é somente para aqueles que que executarem a ação utilizando uma boleta simplificada no site ou no aplicativo.

regulação dos aai

Estudo da CVM recomenda fim da exclusividade entre agentes autônomos e corretoras

Análise da xerife do mercado de capitais aponta necessidade de reavaliar exclusividade desse profissional, prevista em instrução da autarquia. Hoje, maioria absoluta dos agentes se encontra sob o guarda-chuva da XP

Ainda é hora de comprar

BTG Pactual aponta venda de florestas como positiva para Suzano e vê ação barata

Os analistas do BTG calculam o preço-alvo das ações da Suzano em R$ 59 nos próximos 12 meses, o que representa um potencial de alta de pouco mais de 15%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies