Menu
2020-04-07T15:41:31-03:00
Estadão Conteúdo
Efeito covid-19

S&P muda perspectiva de positiva para estável de instituições financeiras do Brasil

S&P informou em comunicado que a revisão da perspectiva, de positiva para estável, dos ratings de 15 instituições do setor financeiro do Brasil

7 de abril de 2020
15:41
Bancos - Itaú - Santander - Bradesco - Banco do Brasil
Imagem: Montagem Andrei Morais / Estadão Conteúdo / Shutterstock

A S&P informou em comunicado que a revisão da perspectiva, de positiva para estável, dos ratings de 15 instituições do setor financeiro do Brasil. A medida é anunciada nesta terça-feira, 7, um dia após a agência adotar revisão idêntica da perspectiva para o rating soberano do País. Além disso, a S&P diz que reafirmou os ratings de longo e curto prazos das companhias.

As instituições que sofreram alteração na perspectiva pela S&P são: Banco ABC Brasil; Banco Bradesco; Banco Citibank; Banco do Brasil; Banco do Nordeste do Brasil; Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Banco Safra; Banco Santander (Brasil); Banco BV; B3; Caixa Econômica Federal; China Construction Bank (Brasil) Banco Múltiplo; Itaú Unibanco Holding; Itaú Unibanco; e Haitong Banco de Investimento do Brasil.

A S&P diz que a ação reflete a visão de que o crescimento e o desempenho fiscal do Brasil sofram em 2020 por causa da pandemia de coronavírus e dos gastos extraordinários do governo, antes de uma recomeçar uma recuperação gradual e uma consolidação fiscal.

A agência afirma que as 15 instituições têm grande exposição ao risco do Brasil. "Além disso, muitos dos mesmos fatores que causam estresse no soberano em geral também afetam as instituições financeiras", comenta.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O hambúrguer e o câmbio

Está na hora de comprar ou vender dólar? A resposta pode estar no preço do Big Mac

Se levarmos em consideração o preço do sanduíche mais popular do mundo, a moeda norte-americana deveria valer R$ 3,87, segundo o índice calculado pela The Economist

prévias

Eztec tem queda de 48% nas vendas no quarto trimestre

Lançamentos da empresa atingiram R$ 380,8 milhões, chegando a R$ 1,150 bilhão no ano – 85% a mais do que no terceiro trimestre

seu dinheiro na sua noite

2 milhões de mortos, 2 trilhões em estímulos e uma queda de mais de 2%

Se a primeira semana de 2021 nos mercados refletiu o otimismo geral com o novo ano que se iniciava, com perspectivas de vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, na segunda semana do ano, os investidores optaram pela cautela. Por ora, 2020, o ano do qual todos queríamos nos livrar, ainda não ficou para trás. […]

FECHAMENTO

Atritos políticos e covid-19 voltam para assombrar o mercado e Ibovespa recua mais de 2%; dólar sobe forte

Existe uma certa desconfiança de que o plano de US$ 1,9 trilhão apresentado por Biden encontre dificuldades de ser aprovado pelo Congresso, ainda que o democrata tenha conquistado a maioria das duas casas. No Brasil, situação do coronavírus reacende a pressão sobre o cenário fiscal

match com o mercado?

Concorrente do Tinder, Bumble pode levantar US$ 100 milhões em IPO

Ações da empresa estreiam em fevereiro na Nasdaq; companhia, que é dona do Badoo, não deu lucro no ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies