Menu
2020-04-07T15:41:31-03:00
Estadão Conteúdo
Efeito covid-19

S&P muda perspectiva de positiva para estável de instituições financeiras do Brasil

S&P informou em comunicado que a revisão da perspectiva, de positiva para estável, dos ratings de 15 instituições do setor financeiro do Brasil

7 de abril de 2020
15:41
Bancos - Itaú - Santander - Bradesco - Banco do Brasil
Imagem: Montagem Andrei Morais / Estadão Conteúdo / Shutterstock

A S&P informou em comunicado que a revisão da perspectiva, de positiva para estável, dos ratings de 15 instituições do setor financeiro do Brasil. A medida é anunciada nesta terça-feira, 7, um dia após a agência adotar revisão idêntica da perspectiva para o rating soberano do País. Além disso, a S&P diz que reafirmou os ratings de longo e curto prazos das companhias.

As instituições que sofreram alteração na perspectiva pela S&P são: Banco ABC Brasil; Banco Bradesco; Banco Citibank; Banco do Brasil; Banco do Nordeste do Brasil; Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Banco Safra; Banco Santander (Brasil); Banco BV; B3; Caixa Econômica Federal; China Construction Bank (Brasil) Banco Múltiplo; Itaú Unibanco Holding; Itaú Unibanco; e Haitong Banco de Investimento do Brasil.

A S&P diz que a ação reflete a visão de que o crescimento e o desempenho fiscal do Brasil sofram em 2020 por causa da pandemia de coronavírus e dos gastos extraordinários do governo, antes de uma recomeçar uma recuperação gradual e uma consolidação fiscal.

A agência afirma que as 15 instituições têm grande exposição ao risco do Brasil. "Além disso, muitos dos mesmos fatores que causam estresse no soberano em geral também afetam as instituições financeiras", comenta.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies