Menu
2020-10-06T16:30:59-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Transferências gratuitas

PIX pode tirar até 8% das receitas com tarifas dos bancos, diz Moody’s

Pelos cálculos da Moody’s, os bancos faturam hoje até R$ 10,2 bilhões com a cobrança da TED, considerando um valor médio de R$ 10 por transferência

6 de outubro de 2020
16:30
Banco Central Pix
Imagem: Shutterstock

A instabilidade nos sistemas provocada pelo cadastro dos clientes pode ser o menor dos problemas dos bancos com o PIX, o sistema de transferências instantâneas do Banco Central.

Pelas estimativas da Moody's, a plataforma que permitirá aos brasileiros fazerem pagamentos e transferências com custo zero pode tirar até 8% das receitas com a cobrança de tarifas dos bancos. A entrada em operação do PIX está prevista para novembro, mas o cadastro já começou.

A perda dependerá do quanto cada instituição recebe hoje por tarifas com transferência. Pelos cálculos da Moody's, os bancos faturam hoje até R$ 10,2 bilhões com a cobrança da TED, considerando um valor médio de R$ 10 por transação.

Além das transferências, os bancos ganham hoje com o processamento de pagamentos no cartão com a cobrança de valores dos comerciantes por transação.

“Essas tarifas serão pressionadas à medida que o PIX se torne um substituto para o uso do cartão de débito”, escreveu a Moody's, em relatório assinado pelo analista Farooq Khan.

O aumento da concorrência, o avanço da tecnologia e as perdas no crédito com a crise provocada pela pandemia do coronavírus colocam imensa pressão sobre os bancos.

Não por acaso, as ações de Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Bradesco e Santander acumulam uma queda entre 36% e 41% no ano, contra uma queda de 17,4% do Ibovespa no mesmo período.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

de olho nas prévias

Carrefour Brasil tem alta 72,5% no e-commerce durante terceiro trimestre

No e-commerce alimentar a alta foi de 202,4%, incluindo o serviço de entrega rápidas. As vendas de não alimentares também continuaram crescendo, com alta de 69,1%

negócio fechado

Petrobras assina compromisso de compra da plataforma P-71 por US$ 353 milhões

Petrolífera fala que, por conta da nova alocação da P-71, a licitação de afretamento da plataforma que atenderia ao projeto de Itapu será cancelada

retomada

Financiamentos imobiliários somam recorde histórico de R$ 12,9 bilhões

Volume financiado é recorde, em termos nominais, na série histórica iniciada em julho de 1994, segundo a Abecip

cardápio de balanços

Cielo, Localiza, Smiles e Telefônica: os balanços que mexem com o mercado nesta quarta

Empresas estão entre as que mais recentemente divulgaram os números do terceiro trimestre, período com resultados ainda marcados pela pandemia

seu dinheiro na sua noite

A peleja da bolsa com a crise fiscal

Com tanto dinheiro girando no mundo, quem tem pede muito quem não tem pede mais. Os versos de Zé Ramalho não poderiam resumir melhor a encruzilhada na qual vive o mundo econômico em meio à crise do coronavírus. Quem tem pede muito. Nos Estados Unidos, a falta de um acordo para a aprovação de um […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies