Menu
2020-05-21T22:55:46-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
reforço de caixa

Lojas Americanas devem emitir R$ 500 milhões em debêntures

Papéis tem prazo de três anos, com juros de 100% da taxa DI e spread de 3% ao ano; dinheiro será usado para reforço de caixa

21 de maio de 2020
7:21 - atualizado às 22:55
Lojas Americanas Express
Fachada de unidade da rede Lojas Americanas Express, na Avenida Paulista, região central de São Paulo. - Imagem: Estadão Conteúdo/Itaci Batista

A varejista Lojas Americanas anunciou nesta quarta-feira (20) a emissão de R$ 500 milhões em debêntures, pela 14ª vez. Serão 50 mil papéis, no valor de R$ 10 mil cada, que devem reforçar o caixa da empresa.

Segundo a companhia, as debêntures têm prazo de três anos. Sobre o valor nominal unitário dos papéis, incidem juros de 100% da taxa DI, acrescidos de spread de 3% ao ano.

Nesta quarta-feira, as ações da Lojas Americanas (LAME3) terminaram o dia cotadas a R$ 22, acumulando uma alta de 13% neste ano. Veja como foi o dia dos mercados.

No primeiro trimestre deste ano, a varejista registrou perdas 8% menores em comparação ao mesmo período de 2019, a R$ 49,2 milhões. O Ebitda consolidado ficou em R$ 583 milhões, queda de 1,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Assistência para saúde e emprego

Bank of America anuncia ajuda de US$ 1 bilhão contra desigualdade racial e econômica nos EUA

Programas financiados estão voltados a propiciar assistência a comunidades não-brancas que experienciam maior impacto da crise de saúde, em meio a manifestações ao redor do país após a morte de George Floyd, negro asfixiado por um policial em Minneapolis

multicanalidade

Em busca de geração de caixa, Via Varejo aposta em drive thru

Clientes das Casas Bahia e Pontofrio fazem o pedido online e escolhem uma das lojas disponíveis para retirar o pedido sem sair do carro

o pior já passou?

Depois do fundo do poço, venda de veículos novos sobe 11,6% em maio

Na comparação com maio do ano passado as vendas ainda despencam, com retração de 74,6%

em meio à pandemia

Governo busca destravar crédito a pequenas e médias empresas

Além de ampliar o escopo do financiamento de salários, cuja oferta de recursos ficou bem abaixo do esperado, avança na regulamentação da linha que terá garantia do fundo de aval do BNDES

EM MEIO À PANDEMIA

Bolsonaro paga recorde de emendas parlamentares

O montante efetivamente pago também foi o maior para um único mês ao longo dos últimos anos, R$ 4 bilhões.

EFEITO CORONAVÍRUS

Alta do dólar pressiona dívida e derruba lucro das empresas em 70% no trimestre

A disparada do dólar, que ganhou força a partir do fim do carnaval, foi suficiente para azedar o resultado das operações.

ENERGIA

Aneel autoriza postergação de entrega de obras de transmissão por 4 meses

O órgão regulador também suspendeu processos de autorização de obras não urgentes.

exile on wall strett

A festa junina que podemos ter

O que você observa do mercado hoje? Querendo ou não, gostando ou não, é um mercado leve, comprador, sem vendedor marginal, migrando para ativos de risco.

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Alívio intenso

Ibovespa sobe aos 90 mil pontos e dólar cai a R$ 5,23 com menor aversão ao risco

O Ibovespa continua recuperando o terreno perdido, impulsionado pelo clima de menor aversão ao risco no mundo. No câmbio, o dólar à vista cai forte e chega às mínimas desde 17 de abril

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements