Menu
2020-03-10T12:30:11-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Jornalista formado pela Universidade de Federal do Paraná (UFPR). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros veículos.
troca de cadeiras

Ex-Smiles assume presidência da CVC após erros no balanço

Executivo será o novo CEO da operadora de viagens depois da empresa comunicar possíveis erros em provisões entre 2015 e 2019 na semana passada — papéis já desabaram 24%

6 de março de 2020
10:20 - atualizado às 12:30
Leonel Andrade
Brasil, São Paulo, SP. 06/02/2014. Leonel Andrade, então presidente da Smiles posa para fotos durante entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. - Imagem: SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

A operadora e agência de viagens CVC trocou de diretor presidente, uma semana após divulgar que constatou um possível erro contábil nos balanços entre 2015 e 2019. O executivo Leonel Andrade assume o posto de Luiz Fernando Fogaça.  

Andrade era diretor-presidente do Smiles desde sua fundação, mas deixou a empresa em março de 2019, após um intenso processo de redução de valor da companhia promovido pela Gol na tentativa garantir a própria prosperidade — e que culminou na decisão de incorporar a empresa de programa de milhagem à estrutura da aérea.

O executivo assume o comando da CVC às vésperas da divulgação dos resultados financeiros de 2019, no próximo dia 12, e após a companhia informar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) um impacto potencial de R$ 250 milhões na receita líquida entre 2015 e 2019. A cifra representa de 4% da receita total apurada no período.

Desde que comunicou os erros contábeis, as ações da CVC já desabaram 27% até o pregão desta quinta-feira (5), quando terminaram o dia cotadas a R$ 20. Veja como deve ser o dia dos mercados.

Segundo a CVC, os problemas estão ligados à contabilização de provisões. Ao contratar serviços turísticos, a companhia fez uma provisão dos valores a serem pagos aos fornecedores, mas as cifras podem não corresponder ao que foi transferido aos prestadores.

A empresa diz que eventuais ajustes não terão impactos sobre a geração e o saldo de caixa reportados nos balanços.

A divulgação dos erros se soma a uma série de notícias que têm abalado a CVC desde 2019. A quebra da Avianca, a menor demanda por viagens ao Nordeste por causa do vazamento de óleo nas praias da região e o surto de coronavírus já trouxeram enorme pressão aos papéis.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Em pronunciamento

Bolsonaro defende hidroxicloroquina e diz respeitar autonomia de governadores e prefeitos

“Todos devem estar sintonizados comigo”, afirmou Bolsonaro, dizendo que tem a responsabilidade sobre decisões do país de forma ampla usando a equipe de ministros que escolheu

Seu Dinheiro na sua noite

Um risco a menos

Caro leitor, No início do ano, antes de o coronavírus se espalhar pelo mundo, virar de cabeça para baixo todas as projeções para o futuro próximo e talvez mudar o nosso modo de vida para sempre, o principal risco citado por analistas e gestores para os mercados em 2020 eram as eleições presidenciais americanas. Alguns […]

Dinheiro à vista

Raia Drogasil aprova pagamento de R$ 20 milhões em dividendos

O pagamento dos dividendos será realizado até 31 de maio de 2020, sem correção monetária, informou a Raia Drogasil em comunicado ao mercado

Crypto News

Quando e como ter dólar e bitcoin na carteira

A despeito dos 10 milhões de desempregados nos EUA, o S&P500 está subindo quase 20% desde o último fundo. Isso faz sentido para você? Para mim, não

Cuidado com o fiscal

Secretário diz que situação fiscal do Brasil exige ‘cautela e serenidade’

Secretário de Política Econômica Adolfo Sachsida disse que a situação fiscal exige cautela e serenidade ao se adotar medidas no contra coronavírus

Mortes sobem 20%

Brasil registra 800 mortes pelo novo coronavírus

São Paulo concentra o maior número de pessoas mortas pela covid-19

Pegando carona

Ibovespa engata a terceira alta e vai ao maior nível em quase um mês, puxado por Wall Street

O fortalecimento dos mercados americanos impulsionou o Ibovespa nesta quarta-feira, levando-o para além dos 78 mil pontos. O dólar à vista caiu pelo terceiro dia, voltando ao nível de R$ 5,14

BC americano

Fed vê como adequado manter juro parado até que membros estejam ‘confiantes’ com economia

Juro americano prosseguirá entre 0% e 0,25% até que formuladores da política monetária estejam confiantes de que a economia “resistiu a eventos recentes” e “estava no caminho certo”

Alívio depois do tombo

Após chegarem às mínimas desde 2011, ações da Cielo disparam mais de 20%

Desde o começo da semana, os papéis da Cielo já sobem mais de 25%, aproveitando a onda de otimismo vista na bolsa para se afastar das mínimas

Saída de dólares

Saída de dólar supera entrada em US$ 13,079 bilhões no ano até 3 de abril, diz BC

Fluxo cambial até 3 de abril foi negativo em US$ 13,079 bilhões, informou o BC. No mesmo período de 2019, dado era positivo em US$ 2,729 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements