Menu
2020-03-10T12:30:11-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
troca de cadeiras

Ex-Smiles assume presidência da CVC após erros no balanço

Executivo será o novo CEO da operadora de viagens depois da empresa comunicar possíveis erros em provisões entre 2015 e 2019 na semana passada — papéis já desabaram 24%

6 de março de 2020
10:20 - atualizado às 12:30
Leonel Andrade
Brasil, São Paulo, SP. 06/02/2014. Leonel Andrade, então presidente da Smiles posa para fotos durante entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. - Imagem: SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

A operadora e agência de viagens CVC trocou de diretor presidente, uma semana após divulgar que constatou um possível erro contábil nos balanços entre 2015 e 2019. O executivo Leonel Andrade assume o posto de Luiz Fernando Fogaça.  

Andrade era diretor-presidente do Smiles desde sua fundação, mas deixou a empresa em março de 2019, após um intenso processo de redução de valor da companhia promovido pela Gol na tentativa garantir a própria prosperidade — e que culminou na decisão de incorporar a empresa de programa de milhagem à estrutura da aérea.

O executivo assume o comando da CVC às vésperas da divulgação dos resultados financeiros de 2019, no próximo dia 12, e após a companhia informar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) um impacto potencial de R$ 250 milhões na receita líquida entre 2015 e 2019. A cifra representa de 4% da receita total apurada no período.

Desde que comunicou os erros contábeis, as ações da CVC já desabaram 27% até o pregão desta quinta-feira (5), quando terminaram o dia cotadas a R$ 20. Veja como deve ser o dia dos mercados.

Segundo a CVC, os problemas estão ligados à contabilização de provisões. Ao contratar serviços turísticos, a companhia fez uma provisão dos valores a serem pagos aos fornecedores, mas as cifras podem não corresponder ao que foi transferido aos prestadores.

A empresa diz que eventuais ajustes não terão impactos sobre a geração e o saldo de caixa reportados nos balanços.

A divulgação dos erros se soma a uma série de notícias que têm abalado a CVC desde 2019. A quebra da Avianca, a menor demanda por viagens ao Nordeste por causa do vazamento de óleo nas praias da região e o surto de coronavírus já trouxeram enorme pressão aos papéis.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

em Minas Gerais

Notre Dame Intermédica compra Grupo Serpram por R$ 170 milhões

Aquisição marca avanço da empresa em Minas Gerais; mais cedo, companhia anunciou compra de outra empresa, no Sul do País

forte expansão

Unidas reporta lucro líquido de R$ 124 milhões, alta de 44,4% e melhor da história

Empresa registrou uma forte retomada no segmento de Terceirização de Frotas, que apresentou recordes de contratação

desinvestimentos

Compass apresenta proposta para adquirir participação da Petrobras na Gaspetro

Empresa, que chegou a desistir de abrir capital, não revelou valor pela fatia; processo é mais um desinvestimento da Petrobras, que desembarca de vez da companhia

Dinheiro na conta

Santander pagará R$ 1 bilhão em juros sobre capital próprio

O valor líquido por ação será de R$ 0,10859906709 por ON, com retenção de IR na fonte.

PLANOS

Agora parte do BTG, Necton vai em busca de pequenos investidores

Corretora pretende lançar iniciativas e produtos para a base dos investidores, para quem tem entre R$ 10 mil e R$ 15 mil aportados no mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies