Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-10T12:30:11-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
troca de cadeiras

Ex-Smiles assume presidência da CVC após erros no balanço

Executivo será o novo CEO da operadora de viagens depois da empresa comunicar possíveis erros em provisões entre 2015 e 2019 na semana passada — papéis já desabaram 24%

6 de março de 2020
10:20 - atualizado às 12:30
Leonel Andrade
Brasil, São Paulo, SP. 06/02/2014. Leonel Andrade, então presidente da Smiles posa para fotos durante entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. - Imagem: SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

A operadora e agência de viagens CVC trocou de diretor presidente, uma semana após divulgar que constatou um possível erro contábil nos balanços entre 2015 e 2019. O executivo Leonel Andrade assume o posto de Luiz Fernando Fogaça.  

Andrade era diretor-presidente do Smiles desde sua fundação, mas deixou a empresa em março de 2019, após um intenso processo de redução de valor da companhia promovido pela Gol na tentativa garantir a própria prosperidade — e que culminou na decisão de incorporar a empresa de programa de milhagem à estrutura da aérea.

O executivo assume o comando da CVC às vésperas da divulgação dos resultados financeiros de 2019, no próximo dia 12, e após a companhia informar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) um impacto potencial de R$ 250 milhões na receita líquida entre 2015 e 2019. A cifra representa de 4% da receita total apurada no período.

Desde que comunicou os erros contábeis, as ações da CVC já desabaram 27% até o pregão desta quinta-feira (5), quando terminaram o dia cotadas a R$ 20. Veja como deve ser o dia dos mercados.

Segundo a CVC, os problemas estão ligados à contabilização de provisões. Ao contratar serviços turísticos, a companhia fez uma provisão dos valores a serem pagos aos fornecedores, mas as cifras podem não corresponder ao que foi transferido aos prestadores.

A empresa diz que eventuais ajustes não terão impactos sobre a geração e o saldo de caixa reportados nos balanços.

A divulgação dos erros se soma a uma série de notícias que têm abalado a CVC desde 2019. A quebra da Avianca, a menor demanda por viagens ao Nordeste por causa do vazamento de óleo nas praias da região e o surto de coronavírus já trouxeram enorme pressão aos papéis.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa fecha semana no azul, Nubank valendo bilhões a menos e primeiro ETF cripto dos EUA: veja as principais notícias desta sexta

Em uma limousine brilhante, o Ibovespa chegou atrasado para a festa das bolsas globais — mas chegou.  Os balanços das empresas europeias e americanas abriram as portas do salão de baile: com o bom resultado das companhias, dados mistos da economia e um desenho mais nítido da retirada de estímulos monetários, Wall Street brilhou.  O […]

CRIPTOMOEDAS

Quais as dificuldades na regulamentação do Bitcoin e demais criptomoedas?

Analista de criptomoedas, Valter Rebêlo, comenta sobre o processo de regulamentação das criptomoedas ao redor do mundo

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa tira uma lasquinha da festa das bolsas globais e sobe mais de 1% na semana; dólar recua após atuações do BC

Com uma bolsa descontada após as turbulências recentes, o Ibovespa tinha tudo para chegar cedo nessa festa, mas foi preciso que o Banco Central assumisse a condução para que a B3 tivesse uma chance.

ALGUNS BILHÕES A MENOS

Nubank prepara IPO com listagem na Nasdaq e na B3 até o fim deste ano, mas deve baixar a pedida no valuation

Meses atrás, a startup buscava ir a mercado avaliada em cerca de US$ 100 bilhões; veja o novo valor de mercado segundo o Broadcast

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies