🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-06-14T10:31:00-03:00
Ana Carolina Neira
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero com especialização em Macroeconomia e Finanças (FGV) e pós-graduação em Mercado Financeiro e de Capitais (PUC-Minas). Com passagens pelo portal R7, revista IstoÉ e os jornais DCI, Agora SP (Grupo Folha), Estadão e Valor Econômico, também trabalhou na comunicação estratégica de gestoras do mercado financeiro.
Enchendo o cofre

Turismo em alta? CVC (CVCB3) quer levantar até R$ 477 milhões com oferta de ações; veja os detalhes

No total, serão emitidos 46,5 milhões de papéis da companhia, com possibilidade de oferta adicional de 25%

14 de junho de 2022
10:30 - atualizado às 10:31
Fachada de loja da CVC (CVCB3)
Imagem: Divulgação

Conforme já vinha sido discutido há algum tempo — e de olho na recuperação do setor turístico neste momento da pandemia —, a CVC Brasil (CVCB3) confirmou nesta terça-feira (14) que irá realizar uma oferta primária de ações. Ou seja: a empresa pretende fortalecer o caixa, mesmo que isso implique numa diluição da base acionária.

Serão emitidos 46,5 milhões de novos papéis CVCB3, com a possibilidade de uma oferta adicional de 25%; a operação pode movimentar até R$ 477 milhões, considerando o fechamento de ontem, a R$ 8,21. A empresa planeja financiar o crescimento de suas operações e pagar parte do saldo devedor em aberto de debêntures de sua emissão.

A oferta é liderada pelo Citigroup e atende a Instrução 476 da CVM, com acesso limitado para investidores profissionais — aqueles cujas aplicações ultrapassam os R$ 10 milhões — e acionistas da CVC. Assim, investidores pessoa física, em sua maioria, não poderão participar da operação.

CVC (CVCB3): ambiente melhor, mas a recuperação ainda é lenta

A CVC (CVCB3) ainda busca se recuperar dos efeitos da pandemia, que afetou duramente o setor de turismo no mundo todo. Ainda que a demanda por viagens tenha aumentado nos últimos meses, com o fim das restrições de circulação e aplicação de vacinas, a empresa continua enfrentando dificuldades.

No primeiro trimestre deste ano, a companhia viu seu prejuízo líquido dobrar em relação ao mesmo período do ano passado, alcançando R$ 166,8 milhões. De acordo com a própria CVC, o resultado se deve a baixa de créditos tributários realizados no período e não deve se repetir nos demais trimestres.

Na bolsa, as ações CVCB3 acumulam perdas de 38% desde o começo de 2022; no período de um ano, a desvalorização já chega a 68%. Logo na abertura da sessão desta terça, os papéis tinham leve alta de 0,97%, a R$ 8,29.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

PROBLEMAS FINANCEIROS

Tenda (TEND3) negocia com credores e consegue sinal verde para flexibilizar endividamento

Os detentores de debêntures da empresa aceitaram mudar os termos das dívidas em troca de garantias – e remuneração – extras

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

‘Pane’ nas exchanges, os limites para a Rússia e a queda do Ibovespa; confira os destaques do dia

Os corredores do mercado financeiro estavam mais silenciosos do que o habitual nesta segunda-feira (04).  Nos Estados Unidos, as bolsas em Wall Street ficaram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência americana, mas parece que boa parte dos investidores brasileiros também deu uma esticadinha no fim de semana.  Sem Nova York e com o […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa cai abaixo dos 99 mil pontos em dia de baixa liquidez; dólar e juros sobem com petróleo

Sem Wall Street, o Ibovespa teve um dia de movimentação limitada. Apesar da alta do petróleo, o índice não conseguiu se consolidar em alta

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

QUEREM PARAR O RUSSO

Todos contra Putin: O assunto da vez da reunião dos líderes do G7? Impor limites à Rússia

Dessa vez, a ideia central é a de impor um “teto” no preço dos combustíveis russos — a proposta foi trazida à pauta pelo presidente americano, Joe Biden

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies