Menu
2020-10-10T15:55:23-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
afundamento do solo

Braskem inclui 2 mil imóveis em plano bilionário de ressarcimento em Maceió

Empresa diz ao mercado que não espera alteração nos custos com o programa, estimados em R$ 3,3 bilhões – mas também não descarta novos gastos

10 de outubro de 2020
15:53 - atualizado às 15:55
braskem facebook
Imagem: Braskem / Divulgação no Facebook

A petroquímica Braskem incluiu dois mil imóveis no programa bilionário de compensação financeira pelo fenômeno de afundamento e rachaduras do solo em Maceió (AL). A estimativa de setembro era de 800 imóveis.

Mesmo com a mudança, a empresa diz ao mercado que não espera alteração nos custos com o programa, estimados em R$ 3,3 bilhões - mas também não descarta novos gastos. O valor se soma aos R$ 4,6 bilhões já provisionados pela petroquímica.

A Braskem assinou em janeiro deste ano um acordo para compensar os moradores de Macéio, após ser alvo de ao menos R$ 40 bilhões em ações judiciais. A empresa seria a responsável pelo fenômeno que atingiu três bairros da região, com a exploração de sal-gema, segundo estudos do Ministério de Minas e Energia.

Na bolsa, queda

Em meio ao imbróglio e ainda com a pandemia, as ações da empresa (BRKM5) caíram mais de 20% no último ano - eram negociadas a R$ 21,32 nesta sexta-feira (10). Analistas do Morgan Stanley, no entanto, falam em compra dos papéis.

Em relatório no último dia 6, Bruno Montanari e Guilherme Levy elevaram a recomendação para os papéis de estável para compra, com preço-alvo de R$ 28,00. Para eles, haverá um equilíbrio maior entre oferta e demanda de petroquímicos nos próximos meses, beneficiando a Braskem.

Segundo os analistas, também entraria na conta um alívio da pressão que o barril do petróleo sofreu nos últimos meses (a commodity é a principal matéria prima da Braskem), o bom momento no mercado de resinas e o dólar em cotação favorável para exportação.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Tela azul

O “selo Buffett” no Nubank, a falha da Coca-Cola com CR7 e uma fraude no setor de tecnologia; confira os destaques da edição #37 do Tela Azul

Richard Camargo, André Franco e Vinícius Bazan comentam os principais assuntos no mundo das techs em papo descontraído e reforçam o convite para o evento que vai revelar as ações de tecnologia mais promissoras do momento

Bola rebola

Show das poderosas: Nubank estreia dueto com Anitta e cala os críticos com primeiro lucro

Fintech que já vale US$ 30 bilhões tem primeiro resultado positivo na história e anuncia contratação da cantora para compor o conselho de administração

Temperatura subindo

Febraban: carteira de crédito continua em expansão e deve registrar melhor índice desde 2013

As concessões de empréstimos devem apresentar crescimento de 4,7% em maio, acumulando aumento de 6,9% nos últimos 12 meses

Fim de papo

Bolsonaro se irrita com questão de frete e termina conversa na saída do Alvorada

Antes, ao ser cobrado quais as propostas para atender a categoria, Bolsonaro repetiu que o “maior problema de vocês (caminhoneiros)” é o preço dos combustíveis e os tributos

Nova realidade?

UBS prevê queda nos preços de minério de ferro e rebaixa Rio Tinto

Para os analistas, problemas com oferta no Brasil, intensificados pela pandemia, e atuação do governo chinês devem pressionar cotação do insumo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies