Menu
2020-02-08T15:43:52-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Governança corporativa

Bradesco terá dois membros independentes no conselho: conheça os indicados

Banco passará a contar com membros que não são executivos de carreira do banco ou membros da família do banqueiro Amador Aguiar

8 de fevereiro de 2020
16:39 - atualizado às 15:43
Bradesco
Imagem: Shutterstock

Os ventos da governança corporativa sopraram para os lados da Cidade de Deus, onde fica a sede do Bradesco. O banco decidiu propor aos acionistas a criação de duas novas vagas no conselho de administração para membros independentes.

Isso significa que o conselho do Bradesco passará a contar com membros que não são executivos de carreira do banco ou membros da família do banqueiro Amador Aguiar.

Embora independentes, os indicados para as vagas destinadas aos membros independentes são conhecidos da administração do Bradesco.

O advogado Walter Luis Bernardes Albertoni, de 51 anos, faz parte atualmente do conselho fiscal da instituição e atua como consultor jurídico da Associação de Investidores no Mercado de Capitais (Amec).

O segundo indicado como conselheiro independente do banco também é advogado. Samuel Monteiro dos Santos Junior tem 74 anos e já ocupa o conselho de outras empresas do grupo, como a Bradesco Saúde e a Odontoprev.

A proposta que o banco colocará em votação na próxima assembleia de acionistas prevê a recondução dos oito atuais membros do conselho: o presidente Luiz Carlos Trabuco Cappi, Carlos Alberto Rodrigues Guilherme, Denise Aguiar Alvarez, João Aguiar Alvarez, Milton Matsumoto, Alexandre Glüher, Josué Augusto Pancini e Maurício Minas.

A assembleia foi marcada para o próximo dia 10 de março. A instituição propôs ainda um aumento de capital de R$ 4 bilhões, com o uso de reservas de lucro e bonificação em ações.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

JURO BAIXO E PANDEMIA

O alinhamento dos astros está favorável para os investimentos em imóveis

Pandemia aumentou desejo por imóveis maiores e com escritório; juro baixo estimula segmento.

foco no nordeste

Desenvolvimento Regional autoriza R$ 30,7 milhões para saneamento em 17 Estados

Segundo a pasta, a maior fatia dos recursos foi destinada ao Nordeste (R$ 15,8 milhões), seguida pela região Norte (R$ 6,5 milhões)

caso das rachadinhas

Presidente do STJ decide colocar Queiroz em prisão domiciliar

O caso tramita sob segredo de Justiça. Preso desde 18 de junho, Queiroz é apontado como operador de um suposto esquema de “rachadinhas” – apropriação de salários de funcionários – no antigo gabinete do senador Flávio Bolsonaro

O dia dos mercados

Com cautela em NY, bolsa fecha em queda de 0,6% após voltar aos 100 mil pontos; dólar recua

Em sessão de volatilidade, bolsa retorna ao patamar de 100 mil, mas não consegue manter fôlego com cautela em bolsas americanas. Dólar tem leve queda e se aproxima de R$ 5,30

ALÉM DE MORTOS E FERIDOS...

Os ‘falidos’ do coronavírus: veja as empresas que quebraram na pandemia

Companhias aéreas foram as primeiras a sentir o baque, seguidas por empresas que dependem também do turismo ou de viagens corporativas. Varejistas com fraca presença no e-commerce também sofreram com a ausência de clientes.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements