Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-08T15:43:52-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Governança corporativa

Bradesco terá dois membros independentes no conselho: conheça os indicados

Banco passará a contar com membros que não são executivos de carreira do banco ou membros da família do banqueiro Amador Aguiar

8 de fevereiro de 2020
16:39 - atualizado às 15:43
Bradesco
Imagem: Shutterstock

Os ventos da governança corporativa sopraram para os lados da Cidade de Deus, onde fica a sede do Bradesco. O banco decidiu propor aos acionistas a criação de duas novas vagas no conselho de administração para membros independentes.

Isso significa que o conselho do Bradesco passará a contar com membros que não são executivos de carreira do banco ou membros da família do banqueiro Amador Aguiar.

Embora independentes, os indicados para as vagas destinadas aos membros independentes são conhecidos da administração do Bradesco.

O advogado Walter Luis Bernardes Albertoni, de 51 anos, faz parte atualmente do conselho fiscal da instituição e atua como consultor jurídico da Associação de Investidores no Mercado de Capitais (Amec).

O segundo indicado como conselheiro independente do banco também é advogado. Samuel Monteiro dos Santos Junior tem 74 anos e já ocupa o conselho de outras empresas do grupo, como a Bradesco Saúde e a Odontoprev.

A proposta que o banco colocará em votação na próxima assembleia de acionistas prevê a recondução dos oito atuais membros do conselho: o presidente Luiz Carlos Trabuco Cappi, Carlos Alberto Rodrigues Guilherme, Denise Aguiar Alvarez, João Aguiar Alvarez, Milton Matsumoto, Alexandre Glüher, Josué Augusto Pancini e Maurício Minas.

A assembleia foi marcada para o próximo dia 10 de março. A instituição propôs ainda um aumento de capital de R$ 4 bilhões, com o uso de reservas de lucro e bonificação em ações.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

em família

Sobrinho-neto do bilionário Warren Buffett supera Berkshire Hathaway no ano

Ações da Boston Omaha, holding de capital aberto co-liderada pelo sobrinho-neto do bilionário, Alex Buffett Rozek, estão batendo os papéis da Berkshire Hathaway

novo serviço

Grupo pão de Açúcar vai fazer entrega para lojistas de seu marketplace

No próximo ano, a companhia passará a oferecer a possibilidade de que os lojistas virtuais armazenem produtos nos centros de distribuição do GPA

inovação

Varejo online agora quer conquistar a fronteira da venda de produto fresco

A partir do mês que vem, começa a funcionar no País uma startup mexicana de tecnologia do setor de supermercados que vai explorar exatamente esse filão

Clube do livro

Ajuste fiscal pode ser dolorido no início, mas é necessário; entenda mais no novo livro de Fabio Giambiagi, “Tudo sobre o déficit público”

Nova obra do economista do BNDES evidencia que atingir um equilíbrio orçamentário no país é essencial para o desenvolvimento em termos econômicos e sociais

em busca de recursos

AES Brasil (AESB3) aprova oferta pública e pode captar até R$ 1,8 bilhão

De acordo com a AES Brasil, o objetivo da oferta é acelerar seu plano de crescimento, com foco na diversificação do portfólio por meio de fontes complementares à hídrica, além de potencializar a criação de valor para os acionistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies