Menu
2020-02-13T10:59:30-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
fique atento

Banco do Brasil pode pagar até R$ 8,2 bilhões em juros sobre capital próprio e dividendos em 2020

Cálculo é feito com base na projeção de lucro divulgada nesta quinta-feira; instituição financeira afirmou que espera uma cifra de R$ 18,5 bilhões a R$ 20,5 bilhões

13 de fevereiro de 2020
10:29 - atualizado às 10:59
Banco do Brasil ações
Imagem: Shutterstock

O Banco do Brasil pode pagar até R$ 8,2 bilhões em juros sobre capital próprio e dividendos em 2020. O banco aprovou a manutenção de 30% a 40% do lucro líquido distribuído aos acionistas neste ano.

O cálculo é feito com base na projeção de lucro divulgado pelo Banco do Brasil nesta quinta-feira (13). A instituição financeira afirmou que espera uma cifra de R$ 18,5 bilhões a R$ 20,5 bilhões.

Se o Banco do Brasil lucrar o máximo da projeção e distribuir 40% do valor, o total em juros sobre capital próprio e dividendos chega a R$ 8,2 bilhões em 2020. Caso o lucro atinja a expectativa mínima e o banco distribua 30% em proventos, o valor chega a R$ 5,55 bilhões.

Segundo o banco, o valor dos lucro distribuído é estabelecido pelo conselho diretor considerando o resultado do banco, sua condição financeira, a necessidade de caixa, o plano de Capital e suas metas e respectivas projeções, perspectivas dos mercados, entre outros fatores.

Em 2019, o Banco do Brasil lucrou R$ 17,848 bilhões, um aumento de 32,1%. O resultado ficou dentro da projeção feita pelo banco, que esperava um lucro de R$ 16,5 bilhões a R$ 18,5 bilhões no ano passado.

O retorno sobre o patrimônio líquido avançou 3,4 pontos percentuais e alcançou os 17,3%, também me 2019.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Seu Dinheiro na sua noite

Guedes fora, alta do dólar

Você se lembra de quando o dólar a R$ 4,20 era o grande “patamar psicológico” da moeda americana? Não faz tanto tempo assim, mas esse nível de cotação ficou para trás, e agora parece até um pouco distante. Hoje, o dólar à vista bateu um novo recorde de fechamento. Eu sei que você já leu […]

Mais um recorde: dólar à vista sobe a R$ 4,36 e renova a máxima nominal de fechamento

O dólar à vista subiu mais um degrau nesta quarta-feira (19): pela primeira vez, terminou uma sessão acima dos R$ 4,36, cravando um novo recorde nominal. É a oitava vez em 2020 que a moeda renova as máximas de fechamento

Ainda na liderança

Vitor Hugo crê que permanece como líder do governo; Terra diz não receber convite

O deputado disse que não recebeu sinalizações do presidente Jair Bolsonaro de que poderá ser substituído pelo ex-ministro Osmar Terra

O impasse continua

Após TRT suspender demissões, Petrobras quer negociar desligamentos em fábrica

Encerramento da operação da Ansa é o principal motivo da greve dos petroleiros

Ponto polêmico

Relator mantém trabalho aos domingos na MP do contrato verde e amarelo

Deputado Áureo manteve a permissão para que todos os trabalhadores sejam convocados para trabalhar aos domingos e feriados

Novidade no IR

Programa do IR virá sem dedução da contribuição patronal sobre domésticos

Fim da dedução é a principal novidade para as declarações de IR em 2020

4 a 4

Com placar empatado, julgamento sobre decreto da Petrobras é suspenso no STF

Interrupção se deu diante da ausência dos ministros Celso de Mello e Cármen Lúcia na sessão

Fuga de estrangeiros

Investidor estrangeiro retira R$ 258,518 milhões da B3 no dia 17

Em fevereiro, o saldo acumulado de recursos estrangeiros na Bolsa está negativo em R$ 7,920 bilhões

Parou pelo caminho

Governo desiste de enviar ao Congresso projeto e ‘fast-track’ para privatização

Segundo o secretário Salim Mattar, com a ida do Programa de Parcerias de Investimentos para o Ministério da Economia, o projeto não será mais necessário

Grupo completo

Congresso instala comissão mista para reforma tributária

Presidente da comissão afirmou que a intenção é concluir um texto conjunto em 45 dias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements