Menu
2020-03-24T12:38:20-03:00
Felipe Saturnino
Azul reduz capacidade e salários

Azul corta operação em 90% e reduz salários de diretores à metade

Azul reduzirá em 90% a sua capacidade de operação entre 25 de março e 30 de abril como resposta à limitação da circulação e mobilidade de pessoas

24 de março de 2020
11:53 - atualizado às 12:38
Azul
Azul - Imagem: Shutterstock

A Azul reduzirá em 90% a sua capacidade de operação entre 25 de março e 30 de abril como resposta à limitação da circulação e mobilidade de pessoas, o que inviabiliza diversas rotas, segundo fato relevante da empresa.

No período, a empresa deverá operar 70 voos diretos por dia para 25 cidades.

"Estamos trabalhando com o governo brasileiro para garantir que a infraestrutura da aviação permaneça favorável para operarmos uma malha reduzida de maneira confiável, permitindo o movimento crítico de pessoas e produtos", informou a Azul no documento.

A companhia aérea disse também que está diminuindo em 65% os custos e despesas com folha de pagamento em abril, dado o aumento no número de tripulantes — 7.500 até o momento — que aderiram ao programa de licença não-remunerada.

Outra medida que se inclui nesse rol é a redução salarial de 50% dos membros do comitê executivo — ou seja, diretores e diretores estatuários — e de 25% para gerentes.

Além disso, a fim de fortalecer a posição de liquidez preservando o caixa, a Azul anunciou medidas como: gestão ativa de capital de giro, eliminação de todos os gastos de capital não críticos, negociação de novas condições de pagamento com parceiros e avaliação de nova linha de crédito junto a instituições financeiras.

A companhia disse que "está confiante de que irá superar o impacto do Covid-19 através de seu modelo de negócios rentável, sua forte posição de caixa e sólido balanço", segundo o fato relevante.

Por volta das 11:35, as ações preferenciais da Azul (AZUL4) subiam 21% no Ibovespa. No ano, o papel acumula queda de 70%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Coronavírus no Brasil

Brasil tem 7.910 casos de coronavírus e 299 mortes

Índice de letalidade aumentou de 3,5% para 3,8%

Alívio na bolsa

Ibovespa fecha em alta; disparada do petróleo se sobrepõe à cautela com o coronavírus

O Ibovespa subiu mais de 1%, sustentado pelo bom desempenho das ações da Petrobras em meio à forte valorização das cotações do petróleo. O dólar à vista fechou em leve alta e cravou mais um recorde nominal

Proteção

Pandemia de coronavírus foi a ‘desculpa’ para mercados supervalorizados corrigirem, diz NCH Capital

Em sua carta mensal de março, gestora que vem se saindo bem diante da crise diz que seu modelo já via os mercados valorizados demais, o que a levou a proteger suas posições, embora muito mais cedo do que deveria

Comprando na crise

Investidor pessoa física entra com R$ 17,5 bilhões na bolsa em março

Quem vendeu a maior parte das ações para as pessoas físicas foram os investidores estrangeiros, cujo saldo na bolsa ficou negativo em R$ 24,2 bilhões em março

Por contra da crise

Bradesco antecipa 1ª parcela do 13º salário a funcionários por coronavírus

Bradesco vai antecipar para seus cerca de 100 mil funcionários o pagamento da primeira parcela do 13º salário; pagamento será feito em 29 de abril

Efeito coronavírus

Itaú Asset espera contração de 3,3% do PIB e vê Selic a 1,5% no fim de 2020

A taxa de câmbio esperada pelo Itaú Asset ao fim de 2020 é de R$ 4,85, mesma estimativa para 2021; inflação terminará ano em 2%, abaixo do centro da meta de 4%

AJUDA DO BILIONÁRIO

Bilionário Elon Musk vai enviar ventiladores pulmonares para hospitais, mas com uma condição

Fundador da Tesla e da SpaceX quer que os equipamentos sejam instalados e usados imediatamente para os pacientes, e não “guardados em um armazém”

Críticas

Presidente do BB tem de tratar de liquidez e não sobre isolamento, diz Maia

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia aproveitou a videoconferência que realizou hoje para criticar a postura do presidente do Banco do Brasil

Crescimento de ganhos

Lucro de companhias abertas sem Vale, Petrobras e Oi cresce 7% em 2019, diz estudo

Lucro cresceu 7,16% em 2019, passando de R$ 94,2 bilhões em 2018 para R$ 101 bilhões no ano passado, segundo levantamento da Economática

não está em diário oficial

Doze horas após Bolsonaro anunciar sanção de auxílio, MP ainda não foi publicada

Ajuda a trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores durante a pandemia do coronavírus ainda não tem validade

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements