Menu
2020-05-04T15:45:15-03:00
Tombo histórico

Venda de veículos novos cai 75,9% em abril e tem pior quadrimestre desde 2006

No primeiro mês completo desde que tiveram início as medidas de isolamento social no Brasil, a venda de veículos novos teve queda de 75,9% em relação a igual mês do ano passado, informou nesta segunda, 4, a Fenabrave

4 de maio de 2020
15:45
estacionamento carros
Imagem: Shutterstock

No primeiro mês completo desde que tiveram início as medidas de isolamento social no Brasil, a venda de veículos novos teve queda de 75,9% em relação a igual mês do ano passado, informou nesta segunda, 4, a Fenabrave, federação que reúne as concessionárias espalhadas pelo País. Em comparação a março, que começou a ser afetado na segunda quinzena pela pandemia do novo coronavírus, o tombo foi de 65,9%.

Foram 55,7 mil unidades vendidas em abril, em soma que considera os veículos leves (automóveis e comerciais leves) e os pesados (caminhões e ônibus). É o menor volume para o mês desde o início da série histórica da Fenabrave, em 2003. Naquele ano, em abril, as vendas somaram 108,3 mil unidades, quase o dobro de abril deste ano.

No acumulado dos primeiros quatro meses de 2020, foram vendidas 613,7 mil unidades, recuo de 26,8% em relação a igual período do ano passado. É o menor volume para o primeiro quadrimestre desde 2006, quando as vendas, de janeiro a abril, somaram 548,5 mil unidades. O número acumulado de 2020 se aproxima do resultado de 2017, quando o mercado registrou 628,9 mil emplacamentos no primeiro quadrimestre.

Segmentos

Entre os veículos leves, que representam 93% do mercado em abril, as vendas somaram 51,3 mil unidades, baixa de 76,8% ante igual mês do ano passado e recuo de 67% em relação a março. No acumulado do ano, são 583,9 mil unidades, queda de 27,1% na comparação com igual período de 2019.

No caso dos pesados, o mercado de caminhões registrou 3,9 mil emplacamentos no quarto mês do ano, queda de 53,9% na comparação com igual mês do ano passado e de 40% em relação a março. No acumulado do ano, são 24,1 mil unidades, recuo de 19,2%.

No segmento de ônibus, os emplacamentos somaram 460 unidades, contração de 78,5% em relação a abril do ano passado e de 64,4% ante março. De janeiro a abril, foram vendidas 5,7 mil unidades, recuo de 30,9%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

EM MEIO À PANDEMIA

Com receita recorde, agronegócio vai aumentar participação no PIB do país

Com a desvalorização do real, as exportações ficaram mais atraentes ao agricultor

DECLARAÇÕES DO EX-MINISTRO

Moro responde: Bolsonaro ‘desejava rebelião armada contra medidas sanitárias’

Em nota divulgada também nesta segunda, Moro defendeu o isolamento social como medida mais eficaz de combate à pandemia e criticou o que classificou como “ofensas e bravatas” do governo.

varejo em foco

O que fazer com as ações de Magazine Luiza e Via Varejo, segundo o Bradesco

Banco divulgou novas estimativas para ações de varejistas, incluindo B2W e Mercado Livre

VOLTA LENTA

‘Fator medo’ deve permanecer até meados de 2021, diz presidente do BC

“Percebemos que, independentemente do lugar, em grande parte dos lugares, não conseguimos chegar ao padrão de 2019 de circulação de pessoas”, afirmou Campos Neto aos parlamentares.

IMPACTOS DA COVID-19

Bancos liberam mais de R$ 900 bi em dinheiro novo e postergações, diz Febraban

“Os números mostram que, mesmo em meio a um cenário adverso decorrente da pandemia, os bancos seguiram ampliando as concessões de crédito”, avalia o presidente Isaac Sidney.

Virando a página

Novo plano de cinco anos da Embraer será concluído ‘em breve’ e tratará de potenciais parcerias

Após o fracasso no acordo com a Boeing, a Embraer está revisando seu plano estratégico — e, segundo seus executivos, potenciais novas parcerias poderão fazer parte das diretrizes para os próximos anos

SANEAMENTO

Concessão de água e esgoto em Maceió prevê investimentos de R$ 2,6 bi, diz BNDES

O projeto é o primeiro a ser licitado dentro do programa do banco para estruturação de projetos no setor de saneamento, que tem como meta viabilizar o acesso a água e esgoto a pelo menos 20 milhões de pessoas.

EXILE ON WALL STREET

Qual seu jogo de videogame favorito: Fifa, Pes ou Home Broker?

Estamos transformando a Bolsa num cassino, quando deveria ser exatamente o contrário.

PANDEMIA E INCERTEZAS

Demanda por crédito tem queda recorde de 25,7% em abril, diz Serasa Experian

Na comparação anual, foi o terceiro mês consecutivo de baixa na procura por crédito.

de olho nos negócios

Petrobras inicia fase não-vinculante de venda da fatia no Campo de Manati

Estatal é a operadora do campo, em parceria com a Enauta Participações (45%), Geopark Brasil E&P de Petróleo e Gás (10%) e BrasoilManati Exploração Petrolífera (10%)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements