Menu
2020-05-23T20:50:18-03:00
Estadão Conteúdo
Desembolsos

Somando parcelas 1 e 2 do auxílio emergencial, Caixa diz ter pago R$ 60 bilhões

Em coletiva de imprensa, o presidente da Caixa Econômica Federa, Pedro Guimarães, deu um balanço dos pagamentos do auxílio emergencial

23 de maio de 2020
20:50
Caixa Economica Federal
Imagem: Shutterstock

A Caixa já pagou R$ 60 bilhões a beneficiários do programa de auxílio-emergencial do governo federal, disse neste sábado, 23, o presidente do banco, Pedro Guimarães. O valor representa a soma da primeira e da segunda parcelas do benefício. Apenas neste sábado, 22, foram pagos R$ 3,4 bilhões.

Em entrevista coletiva virtual, Guimarães defendeu que o banco está avançando nos pagamentos pela internet, o que tem ajudado a conter filas nas agências.

"Só hoje, pagamos 2,1 milhões de pessoas em espécie, enquanto 5,2 milhões de brasileiros receberam o depósito por via digital", informou o presidente da Caixa.

Assim, no total, 7,3 milhões de pessoas receberam o auxílio-emergencial neste sábado.

Ao longo dos seis dias desta semana, foram 35 milhões de beneficiários, novo recorde do programa.

Ainda de acordo com Pedro Guimarães, mais 59 milhões de cidadãos foram considerados elegíveis para receber o benefício ao longo da próxima semana, com saques distribuídos entre segunda e sexta-feira.

Por outro lado, 10 milhões de pessoas seguem aguardando análise do banco para ter acesso ao benefício.

Comemoração

O presidente da Caixa comemorou os pagamentos feitos nos últimos dias do auxílio emergencial de R$ 600. "Tivemos uma semana histórica. Mais de 35 milhões receberam seu auxílio, algo sem precedente no Brasil. Também apresentamos um resultado forte", afirmou Guimarães.

No primeiro trimestre, o lucro líquido recorrente do banco somou R$ 3 bilhões, ficando 7,5% aquém do visto em igual período de 2019. Contudo, no confronto com os três primeiros meses de 2019, houve crescimento de 21,5%.

Guimarães lembrou que, no ano passado, a Caixa fez pagamentos a 60 milhões de pessoas por meio do saque imediato do FGTS, medida adotada a fim de impulsionar a atividade econômica naquela ocasião. "Tivemos dois meses para nos preparar e seis para fazermos o pagamento. Agora, pagaremos 60 milhões durante três meses, tendo dois dias para nos preparar. Isso demonstra a força da Caixa e o compromisso do banco com o Brasil, em especial com o cidadão carente", disse.

O presidente da Caixa afirmou estar "orgulhoso", pois 30 milhões de brasileiros que não tinham acesso ao programa de ajuda estão sendo assistidos neste momento de crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

O vice-presidente de Tecnologia e Digital da Caixa, Cláudio Salituro, reforçou a importância dos pagamentos por meio digitais, voltando a afirmar que em breve os clientes terão novidades na parte tecnológica. "Estamos melhorando o aplicativo, pois tudo foi feito de forma rápida, e temos a certeza de que o perfil do cidadão brasileiro, do cliente da Caixa, está mudando, está sendo digital. Em breve, virão novidades", disse.

Também participou da entrevista a vice-presidente do banco, Tatiana Thomé.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Perseguição ao bitcoin?

Irã fecha ‘fazendas’ de mineração de bitcoin para conter apagões no país; entenda

Governo culpa centros de processamento de criptomoedas por blackouts devido à ‘sobrecarga energética’ da rede de mineração; ao mesmo tempo, Irã usa o bitcoin para amenizar sanções bancárias dos EUA

Lei Orçamentária Anual

Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo precisa controlar gastos

Manutenção do auxílio emergencial é dúvidas neste início de ano

Pé no freio

Incertezas políticas e fiscais mantêm estrangeiros cautelosos com o Brasil

Após meses de fuga do capital externo do País, os últimos meses de 2020 mostraram o começo do retorno dos investidores de portfólio, mas o ritmo ainda é insuficiente para reverter a forte saída de dólares do Brasil

Crescimento

Vale (VALE3) prevê investir US$ 2,7 bilhões na região norte até 2024

Companhia pretende ainda investir US$ 5,8 bilhões em 2021, dos quais US$ 1 bilhão serão apenas para expansão

ESTRADA DO FUTURO

Grafeno, urânio e lítio… cuidado com a obsessão de enriquecer com a próxima tecnologia do futuro

O boom de empresas de tecnologia alimenta uma esperança quase ingênua de enriquecer “horrores” descobrindo como esses materiais moldarão o nosso futuro. Vou ser totalmente transparente com você: não gosto da ideia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies